O que fazer se uma veia doer na perna sob o joelho

As varizes podem ser localizadas quase em qualquer parte do corpo e têm uma variedade de manifestações. Muitas vezes, quando a dor ocorre sob o joelho, é difícil determinar imediatamente sua verdadeira causa.

Muitos desses casos pensam erroneamente que têm uma doença das articulações ou ligamentos e recorrem a um traumatologista para obter ajuda. Portanto, para diagnosticar uma patologia específica, é necessário estabelecer corretamente a fonte do aparecimento da dor e os sintomas correspondentes.

As varizes são facilmente eliminadas sem cirurgia! Para isso, muitos europeus usam Nanovein. Segundo os flebologistas, este é o método mais rápido e eficaz para eliminar varizes!

Nanovein é um gel peptídico para o tratamento de varizes. É absolutamente eficaz em qualquer estágio da manifestação de varizes. A composição do gel inclui 25 componentes curativos exclusivamente naturais. Em apenas 30 dias de uso deste medicamento, você pode se livrar não apenas dos sintomas das varizes, mas também de eliminar as conseqüências e a causa de sua ocorrência, além de impedir o re-desenvolvimento da patologia.

Você pode comprar Nanovein no site do fabricante.

Quem é afetado?

A expansão patológica das veias é uma consequência de danos ao aparelho do tecido conjuntivo dos vasos sanguíneos. Como resultado disso, suas paredes são diluídas e dilatadas, o que leva à estagnação do fluxo sanguíneo.

Esta doença pode ocorrer em todas as pessoas, no entanto, algumas pessoas pertencem aos chamados grupos de risco, nos quais aumenta a probabilidade de desenvolver varizes.

A gravidez também predispõe a varizes. Em primeiro lugar, o peso corporal de uma mulher aumenta significativamente em um curto período de tempo. Devido ao fato de as veias das pernas não terem tempo para se adaptar a essa carga, ocorre linfostase.

Em segundo lugar, em todas as gestantes, o histórico hormonal muda, o que também contribui para o aparecimento da doença. Na maioria das vezes, as primeiras manifestações de varizes tornam-se visíveis no terceiro trimestre da gravidez. No entanto, se outros fatores de risco estiverem presentes, é possível uma ocorrência mais precoce de sintomas alarmantes.

A obesidade também é um dos principais fatores desencadeantes das varizes. Além de uma alta carga nas pernas, estagnação da circulação sanguínea e linfa, em pacientes com excesso de peso corporal, há uma alteração na composição lipídica do sangue, ou seja, uma grande quantidade de gordura aparece nele. Estes últimos se instalam nas paredes dos vasos sanguíneos na forma de placas, interrompendo o fluxo sanguíneo.

Certamente, esses processos afetam adversamente o coração. Sinais de doença coronariana se desenvolvem e também é possível um aumento no ventrículo esquerdo e no átrio esquerdo. Assim, surge um problema "fechado": os vasos não têm resistência suficiente para empurrar os volumes de sangue e o coração, por sua vez, não é capaz de descarregá-los.

Doenças endócrinas e interrupções hormonais são outro fator de risco. Está provado, por exemplo, que após o início da menopausa, as mulheres têm muito mais probabilidade de sofrer de varizes.

Revise as possíveis causas da dor.

Atividade física intensa também aumenta o risco de desenvolver varizes. Isso é especialmente verdadeiro para corredores de longa distância e levantadores de peso, nos quais a maior parte do estresse cai nas pernas.

Para evitar essas complicações, a maioria dos atletas profissionais treina em meias especiais anti-varicosas. A exceção são os nadadores. A água distribui uniformemente a carga, sem exercer um efeito negativo nas veias.

Pessoas com parentes próximos também têm predisposição para varizes. É possível que isso se deva a danos genéticos no tecido conjuntivo e no aparato valvar dos vasos.

Nanovein  Causas do aparecimento da malha venosa nas pernas e métodos para sua eliminação

Sintomas principais

No caso de dor sob o joelho (presumivelmente na veia), você deve prestar atenção a alguns outros sintomas, que provavelmente são sinais de varizes. Estes incluem:

  • Peso nas pernas: como regra geral, torna-se visível no final do dia ou após o exercício. Em casos graves, a fadiga pode ocorrer mesmo após uma curta distância;
  • Inchaço das extremidades inferiores, que se fazem sentir à noite. Além disso, o aparecimento desse sintoma no meio do dia ou pela manhã indica a negligência do processo patológico;
  • Cãibras: geralmente aparecem à noite ou no início da manhã, como contrações musculares. Este sintoma, por sua vez, indica uma violação da circulação sanguínea. Nesse caso, é especialmente importante entrar em contato com um especialista para obter ajuda profissional o mais rápido possível;
  • Mudança na condição da pele (característica da patologia das veias pequenas, em particular, distúrbios de microcirculação nelas);
  • Também é possível densificar e escurecer a articulação do tornozelo e o dorso da perna;
  • O aparecimento de ulcerações da pele (úlceras tróficas), que é uma consequência da falta de nutrição tecidual na quantidade adequada. Isso leva à formação de feridas, que são extremamente difíceis de curar e, além disso, tendem a "se molhar" periodicamente;
  • A presença de nós nas veias (na maioria das vezes eles se formam na parte de trás do joelho e em qualquer parte da perna, bem como na parte de trás das coxas). Tal patologia indica uma possível trombose vascular;
  • O aparecimento de "redes" e "estrelas" vasculares indica as manifestações iniciais de varizes das veias capilares superficiais. Tais sinais requerem um exame mais aprofundado para excluir a patologia dos ramos vasculares profundamente mentirosos.

Deve-se ter em mente que a presença de pelo menos um dos sintomas acima é um motivo para entrar em contato com um especialista para aconselhamento e exame. É importante detectar patologias precocemente, para evitar o possível desenvolvimento de complicações.

Como ser examinado?

O complexo de medidas de diagnóstico inclui dois tipos de métodos: laboratório e instrumental. O primeiro grupo inclui:

  1. Hemograma completo. É necessário determinar o estado dos processos do corpo como um todo. Permite avaliar os parâmetros mais significativos e determinar o plano de pesquisa adicional. Nas varizes, é possível um aumento no nível de leucócitos, o que indica a presença de um processo inflamatório nas veias – flebite.
  2. Bioquímica do sangue. No diagnóstico de varizes, o mais importante é o estudo dos perfis de açúcar e lipídios. Outros valores do exame bioquímico podem indicar comorbidade.
  3. Inoculação de úlceras tróficas em meios nutrientes com a determinação da sensibilidade a antibióticos. Essa análise é realizada na presença de complicações. A semeadura é necessária para identificar uma infecção na ferida e prescrever a maneira mais eficaz de se livrar dela.
  4. Coagulograma (necessário para a seleção correta de medicamentos para a doença das varizes).

Com base no estudo dos resultados das análises básicas, o médico decide sobre a necessidade de nomeação de tipos instrumentais de pesquisa. A maneira mais acessível e informativa de determinar o estado das veias das extremidades inferiores é a varredura duplex ou ultrassonográfica. Usando o ultrassom, você pode identificar indicadores como:

  • alteração vascular aterosclerótica (se houver uma, seu estágio);
  • o estado do aparelho de válvula;
  • o grau de elasticidade das veias;
  • diâmetro dos ramos venosos;
  • a presença de coágulos sanguíneos no sistema circulatório e o tamanho dos coágulos;
  • o comprimento dos navios.

Na prática de um flebologista, esse método é indispensável. Além disso, faz parte do padrão para examinar pacientes com suspeita de varizes. Também é importante avaliar as características do fluxo sanguíneo em geral. Para isso, é utilizada a dopplerografia com mapeamento de cores.

Nanovein  Métodos modernos de tratamento de varizes nas pernas

O próximo estágio do diagnóstico é a venografia. O procedimento é realizado usando um agente de contraste especial. É injetado em uma veia varicosa e uma série de radiografias são realizadas. O trabalho de uma veia é determinado pela passagem de contraste nela. Além disso, desta forma, você pode indicar a direção do tronco vascular, bem como suas alterações anatômicas.

Os principais métodos de tratamento

Dependendo do grau, manifestações e complicações das varizes, são relevantes três tipos principais de terapia que podem melhorar significativamente a condição do paciente:

  1. Malhas de compressão. Seu uso é bem-vindo em todas as etapas do tratamento, uma vez que esse método de tratamento desempenha não apenas diretamente terapêutica, mas também uma função preventiva. Roupa íntima anti-varicosa está disponível com diferentes graus de compressão e é selecionada individualmente, juntamente com o médico assistente. Para prevenir a doença, eles usam o 1º grau. Se a patologia já se mostrou, eles preferem o 2º e o 3º graus. O princípio de operação é baseado na compressão mecânica, estreitamento do lúmen dos vasos sanguíneos, melhorando a saída de sangue.
  2. Tratamento medicamentoso. Até o momento, a lista de medicamentos é muito extensa: flebotônicos, angioprotetores, anti-inflamatórios, antiagregantes plaquetários, anticoagulantes, vitaminas, glicocorticosteróides e outros medicamentos. Além disso, eles podem ser produzidos na forma de comprimidos, pomadas, géis, soluções.
  3. Tratamento cirúrgico. Os métodos operacionais são mais frequentemente usados, é claro, em casos especialmente "negligenciados" tardios. Se a dor no joelho foi causada por varizes, o médico pode decidir remover o vaso afetado. No entanto, este método não garante a cura completa. Além disso, não esqueça que, nos estágios iniciais das varizes, podem ser utilizados métodos de tratamento minimamente invasivos: escleroterapia, exposição a laser, terapia por radiofreqüência, microflebectomia.

Para limitar-se a métodos minimamente invasivos, sem recorrer a procedimentos cirúrgicos de risco, é necessário tentar identificar a doença em um estágio inicial. Um método não-cirúrgico mais leal – a escleroterapia, envolve a introdução de uma substância especial na veia, que, por assim dizer, a "sela" e impede a propagação do processo.

Usando um laser, o médico cauteriza pequenos vasos afetados por varizes. Normalmente, esse método é aplicado a pacientes que se queixaram de manifestações externas de varizes.

A microflebectomia também pode ser mencionada. Envolve a remoção dos menores ramos venosos com micro-ferramentas. O mecanismo deste procedimento é o seguinte. A radiofrequência resolve a parte danificada da cadeia venosa. A escolha da intervenção é determinada pelo médico assistente com base no quadro clínico, nos resultados dos exames e nas capacidades técnicas da instituição.

O que fazer se houver suspeita de varizes?

Em caso de dor na veia sob o joelho, o auto-exame deve ser realizado primeiro, com o objetivo de identificar outros sintomas (edema, inchaço, vasos tortuosos, veias da aranha). Depois disso, é melhor marcar uma consulta com um flebologista para uma consulta.

Se o médico diagnosticou a presença de varizes nas extremidades inferiores, você precisa mudar seu estilo de vida: perder peso, estabelecer uma dieta e normalizar a atividade física.

Pode ser necessário alterar até o seu horário de trabalho. Claro, tudo isso deve acompanhar o tratamento principal, também prescrito pelo médico. Além disso, não se deve recusar imediatamente o tratamento cirúrgico proposto, pois muitas vezes essa decisão pode ser causada apenas por extrema necessidade.

Na presença de fatores predisponentes à doença, devem ser tomadas medidas preventivas para evitar o desenvolvimento de varizes. É importante lembrar que a dor sob o joelho pode ser um sinal de patologias mais graves: trombose venosa, inflamação. Portanto, em qualquer caso, não é necessário adiar o exame.

Lagranmasade Portugal