O que é varicocele e como tratá-lo

Uma das doenças mais desagradáveis ​​e perigosas para a saúde dos homens associadas à expansão das veias é a varicocele.

Com esta doença, as veias localizadas nos testículos se expandem, geralmente no lado esquerdo.

Na ausência de atendimento médico oportuno, a doença quase sempre leva à infertilidade, por isso é importante saber tudo sobre a varicocele nos homens – o que é, o que é perigoso, como se manifesta e é tratada.

As varizes são facilmente eliminadas sem cirurgia! Para isso, muitos europeus usam Nanovein. Segundo os flebologistas, este é o método mais rápido e eficaz para eliminar varizes!

Nanovein é um gel peptídico para o tratamento de varizes. É absolutamente eficaz em qualquer estágio da manifestação de varizes. A composição do gel inclui 25 componentes curativos exclusivamente naturais. Em apenas 30 dias de uso deste medicamento, você pode se livrar não apenas dos sintomas das varizes, mas também de eliminar as conseqüências e a causa de sua ocorrência, além de impedir o re-desenvolvimento da patologia.

Você pode comprar Nanovein no site do fabricante.

Informações gerais

A varicocele é caracterizada pela desnutrição do testículo, resultando em um processo gradual de atrofia. Vasos venosos aumentados localizados ao redor dos testículos interferem na regulação normal do calor dessa parte do corpo masculino. Superaquecimento ocorre.

Na maioria das vezes, as varizes se desenvolvem à esquerda. Segundo os especialistas, isso se deve à diferença de veias no lado direito e esquerdo. A veia que emana do testículo esquerdo é muito mais longa do que da direita. A pressão é maior, o que significa que a probabilidade de desenvolver varizes é maior.

A varicocele por si só não representa um perigo particular para a vida de um homem, mas muitas vezes leva à infertilidade masculina. Quase metade dos pacientes tem produção de esperma prejudicada, e a porcentagem de pessoas que sofrem de infertilidade é maior quanto mais tempo ficam doentes.

Segundo as estatísticas da OMS, a varicocele ocorre em 15 a 17% dos homens. Esses números podem variar dependendo do local de residência e da idade. Esta doença ocorre em 19,3% dos adolescentes de 14 a 15 anos. Para aqueles que servem no exército, varizes ocorrem em 5-7% dos jovens.

Sinais da doença são observados em 35% dos homens maduros submetidos à ultrassonografia. Em quase todos, esta doença afeta o testículo esquerdo. No lado direito, varizes ocorrem apenas em 3-8% dos homens, em ambos os testículos – 2-12%.

Por que um coagulograma é necessário durante a gravidez e que tipo de análise é esse? Descubra tudo no nosso site!

Vale a pena usar um monitor de freqüência cardíaca com cinto, quais são suas características e quais modelos são os mais populares? Vamos contar aqui.

O que é um bom monitor de freqüência cardíaca disponível sem um sensor no peito? Como escolher certo? Descubra agora!

Causas e fatores de risco

Os especialistas ainda não determinaram exatamente as causas das varizes testiculares. A julgar pelo fato de frequentemente ocorrer em adolescentes, existe uma suposição na natureza hereditária da doença, na qual ocorre uma deficiência de tecido conjuntivo no corpo. Com a escassez, a válvula venosa se desenvolve mal, como resultado do distúrbio do fluxo sanguíneo reverso através da veia.

Outro motivo para o aparecimento da varicocele é considerado aumento da pressão na cavidade abdominal. Na maioria das vezes, isso está associado a atividade intestinal prejudicada (constipação) e esforço físico excessivo. A circulação sanguínea pode ser prejudicada com o desenvolvimento de tumores malignos no sistema geniturinário.

Saiba mais sobre as causas da varicocele em um artigo separado.

Classificação

A doença se desenvolve em quatro etapas:

  1. No primeiro estágio, as varizes não são visíveis externamente e só podem ser detectadas com o ultra-som Doppler ou ultra-som.
  2. O segundo estágio é caracterizado por um tamanho aumentado das veias, que pode ser determinado pelo toque, enquanto em pé.
  3. No terceiro estágio, as veias já estão dilatadas a tal ponto que são fáceis de sentir em qualquer posição.
  4. No quarto estágio, veias aumentadas são visíveis a olho nu.

Perigo e complicações

A principal complicação das varizes é a infertilidade masculina, resultante de uma violação da termorregulação dos testículos e da interrupção da produção de espermatozóides.

Outros perigos podem incluir: mau funcionamento das válvulas cardíacas, fimose e pés chatos – todos esses problemas indicam falta de tecido conjuntivo no corpo.

As veias varicosas às vezes indicam a presença de tumores malignos. Portanto, aos primeiros sinais da doença, você deve sempre consultar um médico e realizar todos os exames necessários.

Sintomas da doença testicular

No início de seu desenvolvimento, a varicocele ocorre quase sem sintomas. A varicocele pode ser detectada pela dor no testículo e no escroto, que se intensifica à medida que a doença progride.

As dores estão puxando a natureza e podem ocorrer não apenas no escroto e nos testículos, mas também em toda a região da virilha. Às vezes, você pode notar um aumento no tamanho do escroto, bem como seu prolapso no testículo afetado.

As dores geralmente se tornam mais fortes durante a caminhada, ao levantar pesos e durante a relação sexual. Se a doença está nos estágios iniciais de desenvolvimento, a dor desaparece depois que a pessoa se deita e descansa. Em 3 ou 4 estágios da dor são de natureza quase incessante e não dependem da atividade física do paciente.

Quando consultar um médico e para qual

É necessário ir ao hospital ao menor sinal de varicocele – se houver dores na área do escroto ou testículo, especialmente após o esforço físico, ou ao sondar as veias aumentadas nos testículos. As varizes são detectadas por um urologista ou flebologista.

Nanovein  Óleos para varizes e veias de aranha

diagnósticos

Diagnosticar esta doença é bastante fácil. Um exame realizado por um flebologista revela a história médica, a duração dos sintomas e a probabilidade de lesões na região lombar.

Em alguns casos, o médico determina as veias dilatadas já no exame visual do paciente ou na palpação da área afetada. Às vezes, um testículo afetado por varizes diminui de tamanho e sua elasticidade é reduzida.

A palpação é realizada em várias posições do paciente – em pé, deitado, bem como com esforço.

Se as veias não forem determinadas em posição de pé ou forçadas, as varizes provavelmente ocorrerão no 1º estágio de desenvolvimento.

Se as veias são visíveis a olho nu, podemos falar sobre os estágios mais graves da doença.

Para excluir a presença de tumores, é obrigatório um exame ultrassonográfico do espaço retroperitoneal e dos rins. Se houver suspeita de trombose vascular, é prescrita tomografia computadorizada ou ressonância magnética.

Como métodos diagnósticos adicionais, podem ser prescritos ultrassom do escroto, termografia, termometria ou dopplerografia. Para determinar o curso correto do tratamento, às vezes é prescrita venografia testicular renal ou testiculoflebografia. Se uma decisão cirúrgica tiver sido tomada, a venografia antegrada é geralmente indicada. É realizado não apenas antes da operação, mas também durante ela, bem como após o tratamento cirúrgico.

Se os glóbulos vermelhos estiverem acima do normal em um exame de sangue, o que isso significa? Vale a pena se preocupar e, nesse caso? Nós contaremos tudo!

Aprenda a escolher um monitor automático de pressão arterial para uso doméstico e use-o corretamente. Este artigo irá ajudar.

Qual tonômetro no pulso é melhor para as pessoas mais velhas e como escolher o dispositivo certo, falaremos aqui.

Métodos de tratamento

A cura total da varicocele é possível apenas com intervenção cirúrgica. Se a doença estiver nos estágios iniciais de desenvolvimento, a cirurgia pode ser evitada usando dietas especiais, reduzindo a atividade física e normalizando a atividade intestinal. Se a doença já atingiu estágios severos, apenas a cirurgia ajudará.

As operações com varizes testiculares costumam ser de dois tipos: no primeiro caso, uma veia aumentada é ligada ou removida e, no segundo caso, uma substância esclerosante é injetada na veia através de uma punção na coxa, que interrompe o fluxo sanguíneo no vaso afetado.

Saiba mais sobre a doença varicocele masculina e a necessidade de tratamento neste vídeo:

Prevenção

Observando certas medidas preventivas, você pode minimizar o risco de desenvolvimento e recidiva da varicocele:

  • coma direito, coma alimentos que tenham um efeito benéfico no intestino, tome vitaminas;
  • evitar esforço físico pesado;
  • use precauções sexuais durante a relação sexual.

Como a doença geralmente é uma doença hereditária, você deve fazer exames regularmente com médicos, a partir do período da adolescência. Com detecção e diagnóstico oportunos, será possível curar a varicocele sem intervenção cirúrgica.

O que é varicocele e como tratá-lo

Varicocele é a expansão das veias no interior do escroto (saco de pele em que os testículos estão localizados). Essas veias são chamadas de plexo tipo pampina. Essa violação ocorre em cada 10 a 15 homens em cada cem. De fato, uma varicocele é uma veia varicosa que afeta os testículos.

Como funciona o sistema reprodutor masculino?

O sistema reprodutor masculino produz, armazena e transporta esperma. O escroto serve como uma bolsa na qual os testículos (testículos) estão localizados. O esperma e o principal hormônio andrógeno testosterona são produzidos nos testículos. Movendo-se ao longo de um tubo em espiral (epidídimo), localizado atrás de cada testículo, o esperma amadurece.

Então, a partir de cada epidídimo, o esperma é transportado através do ducto deferente para a próstata. Quando um homem ejacula, o fluido seminal se mistura com o esperma na próstata. Depois disso, o esperma passa pela uretra e sai pela abertura do pênis.

O cordão espermático (cordão) contém o ducto deferente e a artéria testicular, que leva sangue aos testículos. Ele também possui um plexo semelhante ao pampim. Este é um grupo de veias conectadas que transportam sangue dos testículos. Antes que o sangue chegue aos testículos, o plexo do tipo pampina o resfria na artéria testicular. Devido a esse mecanismo, a temperatura do sangue é mantida no nível em que o esperma pode ser produzido.

Com a varicocele, as veias que compõem o plexo pampiniforme se expandem. Este distúrbio é formado durante a puberdade. Com o tempo, as veias podem inchar ainda mais, o que torna essa violação mais perceptível. Na maioria das vezes, a varicocele é encontrada no lado esquerdo do escroto. Isso se deve ao fato de que nos homens a anatomia não é exatamente a mesma nos dois lados. Às vezes, essa violação afeta os dois lados do escroto, embora isso seja raro. Para 100 meninos adolescentes, a varicocele afeta 10 a 15 pessoas. Segundo as estatísticas dos médicos britânicos, os jovens entre 15 e 25 anos sofrem frequentemente. Durante esse período, todo sétimo sujeito enfrenta essa patologia.

Como reconhecer os sintomas da varicocele?

Na maioria dos casos, os sintomas não aparecem e não são perigosos. Ocasionalmente, um homem sente dor e, às vezes, um dos testículos (geralmente o esquerdo) se contrai ou fica lento durante a puberdade.

Um dos sinais da varicocele é o problema de conceber o primeiro filho. Essa é uma das consequências mais graves dessa violação. Problemas em conceber o primeiro filho afetam um em cada quatro em cada dez homens.

Quais são as causas da varicocele?

Os cientistas ainda continuam a entender as razões exatas para a expansão das veias. Muitas teorias são consideradas. Uma das mais prováveis ​​é a disfunção das válvulas ou sua ausência nas veias. Em qualquer um desses fenômenos, o sangue é capaz de permanecer nas veias dos testículos, o que leva à varicocele.

Se o sangue flui lentamente, ele também pode se acumular nas veias, e é por isso que elas se expandem. Além disso, veias grandes que vão dos testículos ao coração têm uma estrutura diferente no lado direito e esquerdo. Por esse motivo, é necessária mais pressão para expulsar o sangue do lado esquerdo do escroto.

Nanovein  Tratamento a laser para varizes das pernas

Outra causa muito rara, mas possível, de varicocele é o inchaço dos gânglios linfáticos ou a presença de formações anormais por trás da cavidade abdominal que bloqueiam o fluxo sanguíneo. Isso causa um inchaço repentino e doloroso das veias do escroto.

Como é diagnosticada a varicocele?

Para o diagnóstico, é realizado um exame físico do paciente – o urologista examina e examina o escroto. Ao mesmo tempo, a pessoa fica de pé, respira fundo e prende a respiração, enquanto o médico sente o escroto acima dos testículos. Essa técnica é chamada de manobra de Valsalva. Ele permite que o urologista detecte áreas com veias aumentadas, além de avaliar se o sangue está fluindo na direção certa.

Às vezes, o médico envia um exame de ultrassom do escroto. Durante este procedimento, são utilizadas ondas sonoras que criam uma imagem dos órgãos e estruturas internos do corpo. Os sintomas da varicocele são detectados se as veias dentro do escroto tiverem um diâmetro maior que 3 mm. Além disso, com a ajuda do ultrassom, os especialistas avaliam o tamanho dos testículos. Isso ajuda a escolher o método de tratamento de varicocele mais adequado para adolescentes. Se durante o exame físico não houver problemas, não é necessária uma ecografia.

O diagnóstico desse distúrbio é um processo indolor, portanto, se você notar sintomas em si mesmo, não tenha medo, não terá medo de nada na recepção. Marque uma consulta com um urologista.

Como curar varicocele?

Como no caso de varizes, muitas vezes essa violação não requer tratamento. A terapia é oferecida a homens que têm:

  • Há problemas em conceber um filho,
  • Houve dores
  • O testículo esquerdo cresce mais lentamente que o direito.

Acredita-se que meninos com um atraso no crescimento testicular esquerdo tenham um risco aumentado de desenvolver infertilidade em idade mais avançada.

Infelizmente, não existem medicamentos para tratar a varicocele. Alguns são prescritos apenas analgésicos como paracetamol ou ibuprofeno. Quando um homem realmente precisa de tratamento, ele está sendo operado. Uma exceção é o procedimento de embolização não cirúrgica – bloqueio de veias a curto prazo.

Tratamento cirúrgico da varicocele

Existem muitas técnicas cirúrgicas. Todos eles dão o mesmo resultado – eles bloqueiam o fluxo sanguíneo nas veias do plexo pampíneo.

Cirurgia aberta

Nesse caso, é realizada uma incisão de 1 cm de tamanho na região da virilha.Os cirurgiões usam uma lupa ou um microscópio para examinar pequenas veias. Antes do procedimento, o paciente recebe anestesia local ou anestesia geral.

Comparado a outros métodos, a cirurgia aberta usando um microscópio e varicocelectomia microcirúrgica tem os melhores resultados.

Cirurgia laparoscópica

Esta operação é realizada usando tubos finos que são inseridos no corpo através de pequenas incisões. Nesse caso, os cirurgiões usam uma câmera minúscula que permite olhar para dentro sem precisar fazer incisões maiores. A cirurgia laparoscópica é realizada sob anestesia geral.

Nos últimos anos, durante a cirurgia aberta, os cirurgiões fazem pequenas incisões. Devido a isso, o tempo de cicatrização é aproximadamente o mesmo para operações abertas e laparoscópicas. Embora os especialistas observem que com a cirurgia aberta, é menos provável que a varicocele retorne novamente.

A maioria dos pacientes volta ao normal 2 dias após a cirurgia.

Embolização percutânea

Este procedimento é realizado por um radiologista. Um tubo especial é inserido na veia, localizada na região inguinal. Em seguida, os raios X são usados ​​para avaliar as veias do plexo pampíneo. A imagem das veias inchadas é transmitida para a tela do monitor, após o que o médico apresenta uma solução que causa cicatrizes. Graças a esse procedimento, as veias dos testículos são bloqueadas e a varicocele passa.

Apesar de ser o procedimento mais indolor, ele apresenta desvantagens significativas:

  1. Muitas vezes, o problema desaparece apenas por um tempo e, em seguida, ocorre uma recaída,
  2. Existe um risco maior de infecção na área em que o tubo é inserido.

Por essas razões, o método de embolização percutânea é raramente usado.

Se você notar sintomas de varicocele em seu corpo, é melhor não adiar para mais tarde. Endereço para o urologista do centro médico Persomed.

O que é varicocele e como tratá-lo

Informações gerais

Segundo as estatísticas, 15-20% dos homens saudáveis ​​sofrem dessa doença e, nos homens inférteis, a frequência da varicocele é de 40%. A varicocele reduz a qualidade, função e produção de espermatozóides, e acredita-se que isso esteja associado à termorregulação testicular.

Na maioria das vezes, a doença afeta o lado esquerdo (em aproximadamente 80-90% dos casos), devido a alguns fatores anatômicos:

  • o ângulo em que a veia testicular esquerda flui para a veia renal esquerda;
  • falta de válvulas anti-refluxo efetivas na união das veias testicular e renal;
  • aumento da pressão na veia renal devido à sua compressão entre a artéria mesentérica superior e a aorta (“pinça aorto-mesentérica”).

Em 35-40% dos homens, com diagnóstico de varicocele do lado esquerdo, com exame adicional, podem ser detectadas varizes bilaterais do cordão espermático.

A varicocele é dividida por tamanho em 3 grupos:

Tamanho grande – pode ser facilmente diagnosticado durante o exame.

Varicocele moderada – determinada pela palpação do escroto (sem Valsalva).

Tamanho pequeno – o diagnóstico é possível apenas com tensão, o que aumenta a pressão intra-abdominal, o que complica a saída de sangue e aumenta o tamanho da varicocele.

A varicocele não tratada, especialmente com seu grande tamanho, pode causar uma violação prolongada da produção de esperma e até a liberação de testosterona.

Freqüentemente, a varicocele é detectada pela primeira vez na adolescência em aproximadamente 10 a 15% da população masculina reprodutiva. Mas a doença nem sempre prejudica a função espermática, a qualidade espermática e a capacidade reprodutiva.

Sintomas de varicocele

Tratamento de varicocele

A suspensão é recomendada. Com sintomas como dor prolongada intensa, testículo caído, inatividade, é indicado tratamento cirúrgico – uma parte das veias dilatadas é ressecada ou o testículo é suspenso pelo polo inferior usando uma tira de aponeurose do músculo oblíquo do abdome. Em um testículo suspenso, a ocorrência de estagnação é evitada.

Jovens com varicocele sem reduzir o volume do testículo localizado no mesmo lado, deve estar sob a supervisão de um urologista com uma medida anual do volume testicular e exame de esperma.

Lagranmasade Portugal