Métodos para o tratamento de varizes das extremidades inferiores

Os processos patológicos que afetam o sistema vascular representam um sério perigo para o corpo. Isso se aplica a qualquer doença desse tipo, independentemente de sua escala e localização. Em particular, isso se aplica a varizes, que na maioria dos casos afeta os vasos das pernas.

No mundo moderno, varizes é um dos problemas tópicos, muitas pessoas são propensas a seu desenvolvimento. Patologia não é apenas um problema cosmético, o dano vascular nas pernas tem sérias conseqüências. Portanto, é importante entender os mecanismos de desenvolvimento de varizes, conhecer seus sintomas e também entender o tratamento.

As varizes são facilmente eliminadas sem cirurgia! Para isso, muitos europeus usam Nanovein. Segundo os flebologistas, este é o método mais rápido e eficaz para eliminar varizes!

Nanovein é um gel peptídico para o tratamento de varizes. É absolutamente eficaz em qualquer estágio da manifestação de varizes. A composição do gel inclui 25 componentes curativos exclusivamente naturais. Em apenas 30 dias de uso deste medicamento, você pode se livrar não apenas dos sintomas das varizes, mas também de eliminar as conseqüências e a causa de sua ocorrência, além de impedir o re-desenvolvimento da patologia.

Você pode comprar Nanovein no site do fabricante.

O mecanismo de desenvolvimento de varizes

As varizes ou varizes são chamadas de uma doença na qual os vasos mencionados sofrem alterações patológicas da seguinte natureza:

  1. Expansão, isto é, um aumento no lúmen do vaso.
  2. Alongamento, ou mais precisamente, alongamento de uma veia.
  3. Afinamento da parede vascular, devido ao qual a veia se torna mais frágil e mais suscetível a danos físicos.
  4. Depleção ou destruição gradual do aparelho valvar, que desempenha um papel decisivo no processo de transporte do sangue de volta ao coração.
  5. Nos estágios posteriores da doença, devido à deformação das veias, são formados nódulos ou "veias da aranha" semelhantes a aneurismas.

Todas as violações descritas levam a dois tipos de consequências, estéticas e funcionais, onde o segundo tipo é muito mais significativo. Se falamos sobre o fator estético, estamos falando sobre o fato de os vasos subcutâneos aumentarem de tamanho, incharem e parecerem mais próximos da superfície da pele, pelo que se tornam claramente visíveis até a olho nu. À medida que a doença progride e a deformidade das veias se intensifica, elas começam a tuberizar, aparecem nódulos, o que agrava ainda mais a aparência estética.

Varizes

Mas os problemas funcionais são mais graves e perigosos, porque estamos falando de uma violação da principal função da veia – o transporte de sangue dos órgãos para o coração. As varizes contribuem para processos estagnados nos vasos; então, devido à exaustão das válvulas, o sangue não é completamente evacuado, estagna. Isso leva a lesões tóxicas locais, bem como a um aumento gradual da pressão nos vasos. Por fim, nos estágios finais da doença, os vasos não conseguem lidar com a pressão excessiva, aparecem lágrimas nas paredes diluídas, o que leva a hemorragias, formação de hematomas, úlceras tróficas.

Classificação de varizes

Foi afirmado repetidamente acima que o grau de dano e deformação das veias depende do estágio de progressão da doença. Portanto, vale ressaltar que é habitual que os médicos classifiquem varizes em três estágios de desenvolvimento:

  1. A primeira e mais fácil forma da doença é compensatória. É caracterizada por uma leve deformação, muitas vezes nem pode ser determinada sem um diagnóstico apropriado. Os sintomas neste caso são escassos ou completamente ausentes.
  2. Subcompensatório ou estágio intermediário – as veias aparecem na superfície da pele, um aumento e uma deformação são insignificantes. No entanto, os vasos sanguíneos e as redes vasculares já são claramente visíveis e, à noite, os pacientes são atormentados por um aumento da sensação de fadiga, plenitude, inchaço e pequenas dores. É característico que pela manhã (após uma noite de sono ou um longo descanso) os sintomas desapareçam.
  3. O estágio de descompensação é o mais difícil – estamos falando de uma lesão grave das veias, sua deformação pronunciada. Os vasos não são apenas muito visíveis, são irregulares e protuberantes na superfície da pele, formam-se nódulos, eczema, aparecem hematomas. Os sintomas descritos na forma de dor, inchaço e outras sensações desagradáveis ​​são amplificados.

É importante entender que as varizes inicialmente não representam um perigo sério e um tratamento oportuno que impede a progressão da doença. Mas se você não lida com o tratamento, há um alto risco de desenvolver complicações, incluindo trombose, processos inflamatórios nas veias, formação de úlceras tróficas e síndrome da dor constante.

Fatores para o desenvolvimento da doença

Conhecer as causas e fatores que predispõem ao desenvolvimento de varizes não só ajuda na luta contra o processo patológico, mas também impede o seu desenvolvimento. Esses motivos e fatores são os seguintes:

Nanovein  Esclerodermia durante a gravidez

Excesso de peso é a causa de varizes

  • Predisposição genética – neste caso, estamos falando de uma predisposição hereditária à fraqueza das válvulas venosas, bem como ao subdesenvolvimento do tecido conjuntivo das paredes dos vasos. Tais anomalias no desenvolvimento aumentam a probabilidade de desenvolvimento de varizes, uma vez que o aparelho valvar é inicialmente suscetível a comprometimento funcional.
  • O componente profissional – o grupo de risco também é liderado por pessoas que, devido às suas atividades profissionais, são forçadas a ficar muito tempo em pé, principalmente aquelas que valem muito (cabeleireiros, vendedores, cozinheiros, cirurgiões, etc.).
  • Excesso de peso – o acúmulo de excesso de peso leva ao aumento do estresse nas pernas, além disso, nesse caso, o nível de colesterol no sangue aumenta, o que também afeta negativamente o funcionamento do sistema vascular. Quanto maior o grau de obesidade, maior a probabilidade de desenvolvimento de varizes.
  • Contribuir para a ocorrência de varizes da patologia da coagulação sanguínea. Devido ao aumento no conteúdo de plaquetas no sangue, o sangue se torna mais viscoso, existe o risco de coágulos sanguíneos. Tudo isso interfere na circulação sanguínea normal, causando varizes.
  • Outro fator no desenvolvimento da doença são distúrbios hormonais graves. As mulheres são mais propensas a esses problemas, especialmente durante a gravidez, menopausa ou medicamentos hormonais.

A lista mostra apenas os principais fatores para o desenvolvimento de varizes, na verdade existem muito mais. Por exemplo, você pode adicionar sapatos desconfortáveis ​​ou caminhar com salto alto, alcoolismo, tabagismo, diabetes, danos mecânicos nos vasos sanguíneos, etc.

Quadro clínico

Muitas vezes, as varizes nas formas iniciais de desenvolvimento podem não se manifestar, os sintomas aparecem em 2-3 estágios da progressão da doença. No entanto, vale a pena considerar os sintomas, começando pelos primeiros sinais:

  • O primeiro sintoma que indica a ocorrência de varizes é a fadiga nas pernas. Inicialmente, esse sentimento é insignificante, faz-se sentir principalmente à noite. Mas à medida que a doença se desenvolve, a fadiga incomoda cada vez mais e se torna mais intensa.
  • Sensação de aperto e dor – eles começam a perturbar a partir do segundo estágio, inicialmente também mais perto da noite, e pela manhã desaparecem completamente. Mas, como antes, com a progressão das varizes, elas se tornam mais intensas e, no final, incomodam constantemente.
  • Veias salientes e rede vascular – esse sintoma também se torna cada vez mais óbvio à medida que o processo patológico se desenvolve. Inicialmente, as veias são simplesmente visíveis com mais frequência; nos estágios posteriores, elas protuberam, batem e formam "estrelas".
  • Inchaço – eles podem começar a incomodar imediatamente, nesses casos suas causas parecem incompreensíveis, e o próprio edema é tão leve que quase não é sentido. Com o tempo, as pernas incham cada vez mais, o que causa muito desconforto e intensifica a dor.
  • Cãibras – acredita-se que, se uma pessoa sofre sistematicamente de cãibras que cobrem os músculos da panturrilha ou nos pés, também podem ser sinais de varizes.
  • Hipertermia – ocorre nos estágios finais da doença e é expressa em uma alteração na cor da pele, a pele das pernas se torna cianótica.
Nanovein  Dor noturna de varizes

Métodos Diagnósticos

Para tratar varizes da forma mais eficiente possível, é necessário um entendimento preciso do estágio de desenvolvimento da doença e o grau de hemodinâmica deve ser avaliado. Para fazer isso, você precisa passar por várias medidas de diagnóstico:

  1. Um exame inicial, durante o qual o médico descobre as queixas do paciente, coleta uma anamnese e também realiza um exame visual e palpação das áreas problemáticas.
  2. Ultrassom para se familiarizar com as características dinâmicas do fluxo sanguíneo.
  3. A varredura de veias duplex é um dos métodos de diagnóstico mais informativos, fornecendo uma imagem visual detalhada da velocidade do fluxo sanguíneo em diferentes partes do leito vascular.
  4. Flebografia usando um meio de contraste que é injetado nas veias sob investigação.

Diagnóstico de varizes nas pernas

Tratamento de varizes

A luta contra varizes de qualquer gravidade requer um apelo a um flebologista, que elaborará um regime de tratamento com base nos dados diagnósticos obtidos.

Terapia de medicação

O principal efeito esperado do uso de medicamentos é reduzir a pressão nas veias, eliminando processos estagnados e restaurar a circulação sanguínea normal. Além disso, pode ser necessário tratamento sintomático como parte da terapia. Em geral, o médico pode prescrever medicamentos para esses grupos:

  1. Venotônicos e flebotônicos – projetados para melhorar o fluxo linfático e normalizar a circulação sanguínea, desempenham a principal tarefa do tratamento.
  2. Preparações do grupo dos AINEs – interrompem as sensações dolorosas e também têm um efeito anti-inflamatório.
  3. Anticoagulantes para reduzir a viscosidade do sangue e prevenir coágulos sanguíneos.
  4. Além disso, recomenda-se que pessoas com varizes usem roupas íntimas de compressão especiais.

Somente um médico é responsável por determinar a necessidade de usar qualquer medicamento e sua prescrição. Além disso, a terapia medicamentosa não permite apenas que a doença progrida; é impossível restaurar o estado anterior a vasos deformados com métodos conservadores de tratamento.

Medicina tradicional

Os remédios populares não são capazes de ter o mesmo efeito terapêutico sério que os métodos tradicionais de medicina. No entanto, as "prescrições da avó" são uma excelente ferramenta para tratamento médico, portanto, considere algumas das prescrições mais eficazes:

  1. Compressas de tomate – basta cortar o tomate em fatias e aplicar nas áreas problemáticas por 15 a 20 minutos. Os tomates contêm licopeno, o que ajuda a fortalecer e tonificar as veias.
  2. Você pode fazer uma compressa de batata, para isso, cubra os pés com cascas de batata e curativo por 2 horas. O mesmo método funciona com folhas de couve e Kalanchoe, mas incisões devem ser feitas nessas plantas.
  3. Também é recomendável esfregar os pés com vinagre de maçã diariamente na hora de dormir, o tratamento é de 30 dias.

O tratamento cirúrgico

A cirurgia no combate às varizes é o método mais eficaz que resolve fundamentalmente o problema e não apenas inibe a doença. Os métodos de tratamento cirúrgico incluem:

  1. A escleroterapia é a introdução no lúmen venoso de uma substância especial que une um vaso e, como resultado, desaparece por si só, sendo substituída por tecido conjuntivo.
  2. Exposição a laser – aplicável a vasos localizados perto da superfície da pele. A irradiação a laser cria o efeito da escleroterapia na veia, como resultado do qual o vaso desaparece.
  3. Flebectomia – ligadura de uma seção de uma veia deformada com subsequente remoção de seu tronco.
Lagranmasade Portugal