Métodos de tratamento para varizes, possíveis causas e sintomas da doença

As varizes são uma patologia muito comum que reduz significativamente a qualidade de vida e causa complicações perigosas que requerem tratamento caro e complexo.

As varizes são facilmente eliminadas sem cirurgia! Para isso, muitos europeus usam Nanovein. Segundo os flebologistas, este é o método mais rápido e eficaz para eliminar varizes!

Nanovein é um gel peptídico para o tratamento de varizes. É absolutamente eficaz em qualquer estágio da manifestação de varizes. A composição do gel inclui 25 componentes curativos exclusivamente naturais. Em apenas 30 dias de uso deste medicamento, você pode se livrar não apenas dos sintomas das varizes, mas também de eliminar as conseqüências e a causa de sua ocorrência, além de impedir o re-desenvolvimento da patologia.

Você pode comprar Nanovein no site do fabricante.

O que são varizes?

Varizes, ou varizes, é uma doença que está associada a um mau funcionamento do aparelho valvar das veias. Como resultado de sua derrota, a saída normal de sangue da periferia é interrompida e o sangue estagna em várias partes do leito vascular, causando sua expansão.

O principal contingente propenso ao aparecimento desta doença é considerado pessoas com idade superior a 40 anos. Isso se deve ao fato de que, a essa altura, os vasos estão expostos a várias influências negativas, o que causa uma diminuição em sua capacidade adaptativa.

Na maioria das vezes, as varizes afetam as extremidades inferiores, mas o processo patológico também pode ser observado na virilha ou nos órgãos internos.

É necessário realizar medidas preventivas, uma vez que essa patologia tende a progredir, e o regime de tratamento para varizes é bastante complicado.

razões

As principais causas de varizes são consideradas mobilidade excessiva e insuficiente. O mecanismo do fluxo sanguíneo normal através das veias está intimamente relacionado às contrações musculares. Durante a tensão muscular, o sangue é empurrado pelas veias e as válvulas que estão presentes na cavidade da veia impedem que ele volte.

A falta de atividade física leva a congestão na periferia, como resultado do qual o sangue exerce pressão excessiva sobre o aparelho valvar. Cargas excessivas também afetam adversamente o sistema vascular. Contrações musculares frequentes podem causar danos às válvulas das veias.

Além disso, existem vários fatores e doenças negativos que aumentam o risco de desenvolver varizes:

  • Maus hábitos. Álcool e nicotina têm propriedades vasomotoras. Eles podem expandir e estreitar o lúmen dos vasos sanguíneos, o que causa uma violação do fluxo sanguíneo normal.
  • O abuso de café.
  • Sapatos inconvenientes.
  • Predisposição genética.
  • Doenças sistêmicas do tecido conjuntivo.
  • Aterosclerose.
  • Diabetes mellitus.
  • Lesões traumáticas.
  • Excesso de peso.

A presença de tais fatores aumenta significativamente o risco de doença. Independentemente do fator etiológico, os sintomas das varizes das extremidades inferiores não diferem.

Manifestações clínicas

Geralmente, os sintomas desta doença aparecem quando já existem alterações estruturais irreversíveis nas veias das extremidades inferiores. Ou seja, o paciente já precisa de tratamento cirúrgico na hora de ir ao médico.

Nos estágios iniciais, as varizes podem ser assintomáticas. Alguns pacientes se queixam de pequenas dores que ocorrem após uma caminhada ou corrida prolongada. Não há sintomas específicos que possibilitem o diagnóstico. As formas iniciais de varizes podem ser identificadas exclusivamente com a ajuda de exames instrumentais.

Os sintomas das varizes desenvolvidas são os seguintes:

  1. O aparecimento de cianose, localizada ao longo das veias.
  2. Os vasos se projetam acima da superfície da pele e formam nódulos. Essas formações são dolorosas e densas, associadas à inflamação e ao processo de proliferação do tecido conjuntivo nessas áreas (esclerose).
  3. Dor constante, que não depende de atividade física. Se, no início do desenvolvimento da patologia, ocorre exclusivamente após sobretensão, nas fases posteriores pode perturbar o paciente, mesmo em sonho. Isto é devido ao fato de que um dos sinais de inflamação é a dor. A intensidade da dor pode ser bastante pronunciada, o que leva ao aparecimento de claudicação.
  4. Aumento da temperatura local na área dos nós.

O aparecimento dos primeiros sintomas da doença requer contato imediato com uma instituição médica para diagnóstico e tratamento.

O que são varizes perigosas

A falta de tratamento adequado é preocupante com o desenvolvimento de uma série de complicações perigosas que representam uma ameaça não apenas à saúde, mas também à vida. Estes incluem:

  1. Tromboflebite. Nas áreas inflamadas das veias, o fluxo sanguíneo diminui significativamente. Tais condições são confortáveis ​​para a formação de coágulos sanguíneos. Esses coágulos sanguíneos podem entupir o lúmen do vaso nas extremidades inferiores, o que causará gangrena ou, com sangue, são transportados para os pulmões, coração, cérebro e outros órgãos, causando um distúrbio agudo no suprimento sanguíneo. Essas patologias são extremamente difíceis de tratar e muitas vezes levam à incapacidade e morte.
  2. Úlceras tróficas. A violação do fluxo venoso de sangue é sempre acompanhada de microcirculação prejudicada nos tecidos das extremidades inferiores. A falta de oxigênio e nutrientes leva à ulceração. Essas úlceras são difíceis de tratar e frequentemente se repetem, pois é necessário realizar terapia voltada para a causa raiz de sua aparência.
  3. Sangramento. Se as varizes são acompanhadas por hipertensão, isso pode levar à ruptura dos vasos periféricos e sangramento. Isso se deve ao fato de os vasos dilatados ficarem mais finos e a pressão alta poder causar ruptura. Além disso, hemorragias podem ocorrer com pequenos danos mecânicos, que em uma pessoa saudável nem levam à formação de um hematoma.
Nanovein  As veias nas pernas se projetam, razões e com que médico entrar em contato

Quase todas as complicações podem ser agravadas pela adição de um fator infeccioso, que piora significativamente a condição e complica o tratamento.

Com o desenvolvimento de complicações, o tratamento para expansão venosa deve ser revisto.

diagnósticos

Se você suspeitar de varizes, o paciente deve ser submetido a uma série de exames, cujo objetivo é confirmar o diagnóstico e avaliar a condição dos tecidos ao redor dos focos da patologia.

Para isso, mostra-se a realização de tais exames:

  1. Hemograma completo.
  2. Bioquímica do sangue.
  3. Coagulograma. Este exame laboratorial permite prever o desenvolvimento de trombose e tromboflebite, com base nas propriedades de coagulação do sangue. Alta coagulabilidade é uma condição ameaçadora.
  4. Ultrassom Usando o ultrassom, você pode obter uma imagem detalhada do leito vascular e identificar focos de inflamação que não aparecem externamente.
  5. Flebografia. A obtenção de uma imagem gráfica do sistema venoso das extremidades inferiores com a ajuda de um meio de contraste nos permite estudar suas estruturas em detalhes e revelar até as menores alterações.

Além de estudos instrumentais e laboratoriais, são realizados testes específicos que avaliam a condição dos tecidos moles e também avaliam o grau de insuficiência circulatória.

Um exame externo também é importante, durante o qual o médico pode ver manifestações externas específicas, localização presuntiva e úlceras tróficas.

Um flebologista deve lidar com o tratamento e a supervisão de pacientes com essa doença. É este médico que se especializa em como tratar varizes.

tratamento

O tratamento de varizes das extremidades inferiores é possível com o uso de drogas ou através de intervenções cirúrgicas. A escolha do tratamento depende de quão severas alterações são observadas na área afetada.

O tratamento medicamentoso das varizes das extremidades inferiores é realizado de acordo com um esquema especial que leva em consideração o efeito no processo patológico e impede o desenvolvimento de complicações.

O tratamento cirúrgico das varizes é o mais eficaz, pois permite que você se livre da patologia para sempre. No entanto, não é permitido a todos os pacientes e possui várias contra-indicações.

Terapia conservadora

O tratamento de varizes sem cirurgia é permitido apenas nos estágios iniciais da progressão da patologia.

Vale lembrar que o tratamento conservador apenas ajuda a eliminar as manifestações da doença. É impossível obter um efeito duradouro usando apenas drogas. Eles agem apenas por um certo tempo e não são capazes de inibir a progressão da doença.

Pacientes com varizes são mostrados o uso de tais grupos de drogas:

  • AINEs. Os anti-inflamatórios não esteróides devem ser aplicados topicamente, na forma de pomadas. O principal representante deste grupo de drogas é o diclofenaco. Faz parte da maioria das pomadas anti-inflamatórias. Em alguns casos, é possível prescrever esses medicamentos em forma de comprimido, mas um longo curso de tratamento pode levar ao desenvolvimento de gastrite ou úlcera péptica, causada por efeitos colaterais.
  • Agentes antiplaquetários. A ação de tais drogas tem como objetivo prevenir a trombose. O representante primitivo é a aspirina usual, usada em pequenas doses. Eles afinam o sangue, o que ajuda a simplificar o fluxo de sangue pelas veias inflamadas. O uso de tais drogas é inaceitável para pacientes com tendência a sangrar.
  • Hormônios do grupo prednisolona. Nos casos em que os AINEs não têm o efeito desejado, é indicado o uso de hormônios do córtex adrenal. Essas substâncias também são usadas na forma de pomadas. Eles têm um efeito anti-inflamatório pronunciado e também melhoram a microcirculação tecidual. Vale lembrar que o uso prolongado de hormônios também afeta negativamente o estado do corpo.
  • Flebotônicos. Este grupo de drogas é utilizado no tratamento de varizes das extremidades inferiores. Eles normalizam o tônus ​​da parede vascular, o que garante o fluxo sanguíneo normal.

O tratamento para varizes deve ser sistemático. A medicação cíclica regular permite manter uma concentração constante de substâncias ativas, o que fornece um efeito constante nos vasos danificados.

O uso desses medicamentos deve ser exclusivamente conforme indicado pelo seu médico. Seu uso independente é estritamente proibido, pois pode causar efeitos colaterais e também possui contra-indicações específicas. O não cumprimento de tais restrições está repleto de agravamento da condição geral.

A terapia conservadora é mais apropriada como método de suporte durante a preparação para a intervenção cirúrgica planejada.

terapia cirúrgica

Muitas pessoas estão interessadas em como curar varizes sem cirurgia. De fato, isso não é possível. O principal tipo de tratamento cirúrgico é a safenectomia.

A safenectomia é uma operação cujo objetivo é remover as grandes veias safenas danificadas. Graças a isso, os focos da doença são completamente eliminados. Mas a desvantagem deste tratamento é uma taxa de lesões bastante grande. Recentemente, essas operações foram realizadas com um grande número de cortes na pele, necessários para fornecer acesso às veias.

Nanovein  Como e como tratar as varizes corretamente

Atualmente, os métodos modernos de tratamento de varizes permitem uma safenectomia com um número mínimo de incisões, uma vez que existem sondas especiais para extração de veias. De uma seção, uma veia de até meio metro de comprimento pode ser removida.

Essa operação possui várias contra-indicações que impossibilitam sua execução. Estes incluem:

  1. Diabetes mellitus. Essa patologia é acompanhada pelo fato de que a cicatrização de feridas é significativamente reduzida. Em tal situação, a intervenção cirúrgica pode provocar processos sépticos purulentos que podem exigir amputação dos membros.
  2. Intolerância a agentes antibacterianos. No período pós-operatório, são prescritos antibióticos que destroem a flora patogênica que caiu na ferida durante o tratamento cirúrgico. Em alguns pacientes, é observada intolerância a esses medicamentos. O tratamento cirúrgico sem um curso de antibioticoterapia é estritamente proibido.
  3. Doenças graves do sistema cardiovascular. As patologias acompanhadas de insuficiência cardíaca podem se tornar uma contra-indicação, uma vez que é proibido o uso de certos anestésicos.

A safenectomia é realizada para formas não complicadas de varizes. Os casos em que são observadas úlceras tróficas ou alterações necróticas causadas por uma violação aguda do suprimento sanguíneo requerem uma expansão no volume da cirurgia.

Talvez a excisão de úlceras durante a operação. Assim, a prevenção da morte do tecido é realizada. Nos casos em que a trombose venosa levou à gangrena, é necessária amputação. Essa operação é realizada apenas em casos extremos.

Existem também métodos modernos de tratamento minimamente invasivos, entre os quais:

  • Escleroterapia.
  • Ablação por radiofrequência.
  • Ablação a laser

Esses métodos de tratamento são baseados na contração do lúmen dos vasos e sua destruição posterior com a ajuda de produtos químicos ou fatores físicos.

É aconselhável aplicar nos estágios iniciais da doença. Em tal situação, o risco de recaída se torna mínimo. Não vale a pena usar esse tratamento com varizes avançadas, pois isso pode exigir um número bastante grande de sessões.

Remédios populares

Algumas fontes sugerem o uso de vários medicamentos tradicionais como tratamento para varizes das pernas. Fazer isso categoricamente não é recomendado, pois o efeito das plantas com essa patologia não é cientificamente confirmado.

O tratamento de varizes nas extremidades inferiores deve ser planejado exclusivamente por um médico especialista certificado. Métodos de tratamento de varizes sem cirurgia apenas ajudam a atrasar sua implementação. Não recorra a vários médicos folclóricos, porque o tempo perdido antes de iniciar o tratamento correto pode levar à amputação.

Terapia concomitante

Para alcançar o efeito máximo do tratamento, medidas adicionais devem ser tomadas junto com o uso de medicamentos. Estes incluem:

  • Conformidade com a dieta. Pacientes com varizes devem recusar alimentos gordurosos. Ajuda a aumentar o colesterol e a viscosidade do sangue. Tais processos levam a um aumento na desaceleração da circulação sanguínea periférica na região das veias dilatadas e provocam trombose. Além disso, você precisa beber bastante líquido para afinar o sangue. É recomendável beber água comum, não refrigerantes ou chá.
  • Periodicamente, forneça os pés com uma posição elevada. Tais procedimentos estimulam a saída de sangue sob seu próprio peso, o que impede a estagnação.
  • Vestindo meias. Na posição vertical do corpo, essas meias impedem o acúmulo de sangue nas veias dilatadas. Mas você precisa usar essas meias corretamente, já que o uso prolongado pode afetar adversamente a condição do pé, assim como a pele da perna.
  • Anda. Os pacientes precisam manter um estilo de vida ativo. Nos estágios finais das varizes, as caminhadas devem ser curtas e não causar fadiga ou dor nas pernas.

Além disso, patologias concomitantes como aterosclerose, diabetes mellitus ou obesidade devem ser tratadas. A presença dessa terapia permite, em alguns casos, limitar-se apenas ao tratamento medicamentoso, o que garante um resultado favorável da doença.

Prevenção

Para impedir o desenvolvimento de varizes, você precisa seguir várias regras simples que reduzirão o risco de sua ocorrência. Todos eles visam manter as propriedades normais do sangue, bem como criar um estilo de vida normal. Entre eles estão:

  1. Beber líquido pelo menos um litro e meio por dia.
  2. Nutrição adequada. Este termo implica não apenas fornecer todas as substâncias necessárias na dieta e eliminar produtos nocivos, mas também refeições regulares. Comer ao mesmo tempo permite que você tome o máximo de substâncias úteis dos alimentos, pois é produzido um reflexo e uma quantidade suficiente de suco gástrico é secretada.
  3. Rejeição de maus hábitos.
  4. Limite a quantidade de café e outras bebidas energéticas.
  5. Ofereça mobilidade, mesmo quando sentado. Para fazer isso, existem exercícios especiais, cujo objetivo é reduzir os músculos das pernas.
  6. Tratamento oportuno de doenças. Qualquer patologia no corpo humano pode causar consequências a longo prazo. Para evitar isso, você deve sempre procurar a ajuda de profissionais médicos, se algum sintoma aparecer, além de ser submetido a exames preventivos.

Até o momento, existem várias maneiras de tratar varizes. Com diagnóstico oportuno, eles permitem que você se livre do problema de uma vez por todas. O tratamento de varizes sem cirurgia é aconselhável apenas no início da doença.

Lagranmasade Portugal