Linfonodos na virilha nos homens, características de localização, causas de inflamação

Os linfonodos na virilha nos homens podem aumentar e inflamar-se em um contexto de várias doenças infecciosas e processos inflamatórios no sistema geniturinário. Como esses nós estão localizados superficialmente, não é difícil suspeitar do início do processo patológico, conhecendo os sintomas específicos. Todo homem que se preocupa com sua saúde deve conhecer as características da localização e função dos linfonodos inguinais para poder reconhecer a violação a tempo e iniciar a terapia em tempo hábil.

As varizes são facilmente eliminadas sem cirurgia! Para isso, muitos europeus usam Nanovein. Segundo os flebologistas, este é o método mais rápido e eficaz para eliminar varizes!

Nanovein é um gel peptídico para o tratamento de varizes. É absolutamente eficaz em qualquer estágio da manifestação de varizes. A composição do gel inclui 25 componentes curativos exclusivamente naturais. Em apenas 30 dias de uso deste medicamento, você pode se livrar não apenas dos sintomas das varizes, mas também de eliminar as conseqüências e a causa de sua ocorrência, além de impedir o re-desenvolvimento da patologia.

Você pode comprar Nanovein no site do fabricante.

Características dos gânglios linfáticos inguinais

A principal característica dos gânglios linfáticos na virilha nos homens é sua localização superficial, devido à qual quaisquer patologias desses órgãos são acompanhadas por sintomas vívidos. Além disso, o tamanho desses linfonodos é bastante grande, portanto, com a inflamação dos linfonodos inguinais nos homens, são observados sintomas agudos, acompanhados de um desconforto grave.

Existem muitas razões para o aumento de linfonodos na virilha nos homens – de infecções sistêmicas a processos inflamatórios locais. É difícil descobrir os motivos por conta própria, portanto, você deve consultar um médico em tempo hábil quando surgirem sintomas alarmantes.

Anatomia e fisiologia

Os linfonodos na região inguinal nos homens estão localizados superficialmente, de modo que qualquer distúrbio terá sintomas específicos – edema grave

A localização dos gânglios linfáticos na virilha nos homens lhes permite tatear por conta própria. Ao mesmo tempo, nessa zona, existem três grupos de linfonodos – superior, médio e inferior.

O grupo superior está localizado abaixo da cavidade abdominal. Os do meio estão localizados nas dobras inguinais, os inferiores estão localizados na parte inferior das dobras inguinais. Os maiores linfonodos são os inguinais superiores. Está localizado superficialmente, portanto, pode aumentar significativamente com várias patologias.

Os linfonodos são uma parte importante do sistema linfático. A linfa, movendo-se através dos vasos linfáticos, entra nos gânglios linfáticos, nos quais é limpa de toxinas e saturada com células imunes. Nos gânglios linfáticos, os anticorpos são armazenados pelos quais os gânglios linfáticos na virilha saturam a linfa. A saturação da linfa com essas proteínas garante sua transmissão ao sangue.

Em geral, os gânglios linfáticos desempenham uma função de barreira e atuam como um filtro do corpo. Eles protegem contra infecções, ajudam a limpar o corpo de toxinas e garantem o funcionamento do sistema imunológico.

Quantidade e tamanhos

Depois de descobrir onde encontrar os linfonodos inguinais nos homens, você deve saber quantos deles existem no corpo. Assim, no corpo humano existem mais de 500 linfonodos. Eles estão presentes em todas as partes importantes do corpo. Os linfonodos estão localizados em grupos chamados regionais. O grupo inguinal é considerado um dos maiores.

Tamanhos normais – até 10 mm. Ao mesmo tempo, os linfonodos superiores são bastante grandes e atingem esse valor em diâmetro; o inferior e o médio podem ser menores – de 3 a 7 mm. O tamanho normal dos nós inguinais é uma característica individual de cada pessoa. Além disso, mesmo os nós de um grupo podem diferir em tamanho – isso é absolutamente normal e não deve incomodar uma pessoa.

Nanovein  Como tratar fungos nas unhas durante a amamentação

Um motivo de preocupação deve ser um aumento significativo dos linfonodos inguinais nos homens, cujas razões devem ser consideradas com mais detalhes.

Sintomas de ansiedade ou motivo para visitar um médico

Nos gânglios linfáticos inflamados na virilha nos homens, são observadas dores intensas e um aumento perceptível do nódulo em apenas um lado.

Normalmente, os gânglios linfáticos não são sentidos e não incomodam a pessoa. A palpação deles é indolor, independentemente do tamanho dos nós. A razão para entrar em contato com um médico é qualquer desconforto que apareça na área dos gânglios linfáticos localizados na virilha.

É importante saber que os linfonodos podem ser afetados assimetricamente. Assim, um homem pode perceber que o linfonodo na virilha dói à direita, mas não há desconforto na parte esquerda desta área. Também costuma machucar homens na virilha à esquerda, mas o linfonodo no lado oposto do corpo não se incomoda.

Com os linfonodos inflamados na virilha nos homens, pode-se observar dor intensa e um aumento perceptível do nó em apenas um lado. Se os linfonodos inguinais não estão inflamados, mas apenas os linfonodos inguinais estão aumentados, os homens estão inchados à direita e à esquerda, ou apenas de um lado, mas vários nós dessa zona regional estão envolvidos no processo patológico de uma só vez.

É importante lembrar que os gânglios linfáticos da região inguinal nos homens estão localizados superficialmente, de modo que quaisquer distúrbios terão sintomas específicos – inchaço grave, inchaço ou aparência de um tubérculo sob a pele.

Um médico ajudará a entender por que os gânglios linfáticos inflamam na virilha dos homens, já que existem muitas razões para essa patologia e todos são detectados principalmente por meio de exames laboratoriais.

Linfadenopatia inguinal

A linfadenopatia na virilha pode ser acompanhada por um aumento no tamanho do fígado e do baço, mas esse sintoma pode ser detectado apenas por ultrassonografia

Os linfonodos aumentados na virilha nos homens são chamados de linfadenopatia inguinal. Essa violação não é uma doença independente, mas ocorre no contexto de processos patológicos. Ao mesmo tempo, nos homens, esse grupo de linfonodos aumenta, o que é mais próximo do foco patológico. Assim, um aumento nos linfonodos da região inguinal é uma ocasião para o exame dos órgãos do sistema geniturinário.

Ao mesmo tempo, com algumas doenças, vários grupos de linfonodos localizados em diferentes partes do corpo podem aumentar de uma só vez. Por via de regra, grandes linfonodos localizados superficialmente – cervicais, axilares e inguinais respondem agudamente ao processo patológico.

  • a aparência de um ou mais tubérculos na virilha;
  • vermelhidão da pele;
  • desconforto por pressão;
  • fraqueza geral e fadiga;
  • suores noturnos.

Geralmente, a linfadenopatia é acompanhada por um aumento no tamanho do fígado e do baço, mas esse sintoma pode ser detectado apenas pelo diagnóstico por ultrassom.

As causas da linfadenopatia podem ser divididas em geral e específica. Causas comuns são patologias que não afetam diretamente os órgãos pélvicos. Estes incluem:

  • tuberculose;
  • mononucleose infecciosa;
  • sarcoidose;
  • linfoma;
  • várias neoplasias malignas;
  • artrite reumatóide;
  • Infecção pelo HIV;
  • lúpus eritematoso sistêmico.

As patologias listadas podem ser acompanhadas por um aumento de vários grupos de linfonodos ao mesmo tempo. Por exemplo, no linfoma, todos os grandes linfonodos aumentam; com tuberculose, os linfonodos inguinais reagem em 10% dos casos; na mononucleose infecciosa, observa-se linfadenopatia da região inguinal em cada quinto paciente.

Nanovein  Pomadas varicosas - uma visão geral de baixo custo e eficácia

Causas específicas da linfadenopatia inguinal são doenças do aparelho geniturinário e lesões da epiderme da virilha. Estes incluem:

  • sífilis;
  • prostatite;
  • uretrite;
  • gonorréia;
  • tricomoníase;
  • hérnia inguinal;
  • epidermofitose inguinal;
  • epididimite (inflamação do epidídimo).

Causas específicas de linfonodos aumentados na virilha nos homens são doenças como prostatite e epididimite crônica. Essas patologias podem ser acompanhadas por uma violação do trofismo nos órgãos pélvicos, o que leva à estagnação linfática.

Linfadenite

A linfadenite pode ser desencadeada por várias doenças sexualmente transmissíveis.

Sabendo onde os linfonodos estão localizados na virilha, um homem deve notar sintomas alarmantes a tempo. Se a linfadenopatia não é considerada uma patologia perigosa, a linfadenite na virilha nos homens exige tratamento oportuno. Com esta doença, os gânglios linfáticos da virilha ficam inflamados. Esta violação é acompanhada por sintomas agudos:

  • forte aumento do linfonodo;
  • dor aguda;
  • alta temperatura corporal;
  • sintomas de intoxicação geral.

Os linfonodos inguinais nos homens podem inflamar-se devido à infecção. Como regra, as causas de inflamação na virilha nos homens devem ser procuradas entre lesões cutâneas infecciosas dessa zona ou entre doenças inflamatórias agudas do aparelho geniturinário. A inflamação da pele masculina na virilha pode ser causada por erisipela. Esta patologia causa estreptococos. Nas erisipelas da epiderme da virilha, existe o risco de a infecção se espalhar para os gânglios linfáticos, seguida pelo desenvolvimento de inflamação.

Outra causa comum é a furunculose na virilha. Esta doença se manifesta pela formação de grandes úlceras localizadas profundamente sob a pele. O agente causador é Staphylococcus aureus.

As infecções podem entrar nos gânglios linfáticos dos tecidos circundantes. A linfadenite pode ser desencadeada por várias doenças sexualmente transmissíveis, mas muitas vezes esse distúrbio está associado à inflamação aguda dos testículos (epididimite, orquite) ou da próstata. Por exemplo, com um abscesso na próstata, a infecção pode entrar na uretra e se espalhar para todos os órgãos do sistema geniturinário.

Síndrome de dor

Nos homens, os linfonodos na virilha doem apenas com inflamação. Isto é devido ao processo inflamatório, que pode ser acompanhado por supuração. Nesse caso, na palpação, a dor se torna aguda e também se intensifica ao caminhar e a qualquer movimento agudo da pelve.

Com linfadenopatia, os nós praticamente não machucam. Um leve desconforto durante a palpação se deve ao fato de o nó aumentado comprimir os tecidos circundantes e as terminações nervosas, o que causa dor.

diagnósticos

O urologista, depois de passar todos os testes necessários, determina o regime de tratamento e a terapia

Se os gânglios linfáticos da virilha ficarem inflamados, o homem deve visitar um urologista que fará um exame, encaminhá-lo para um exame e selecionar o tratamento.

Análises e estudos necessários:

  • exames de sangue gerais e bioquímicos;
  • Ultrassom do aparelho geniturinário;
  • swab uretral;
  • Ultra-sonografia dos gânglios linfáticos.

Com base nos resultados do exame, um regime de tratamento é selecionado.

Como tratar os linfonodos?

Depois de descobrir onde os linfonodos estão localizados na virilha dos homens e como o trabalho deles se manifesta, você deve saber como e com o que tratar os linfonodos inguinais. Não existe um regime de tratamento universal, uma vez que o tratamento da patologia é reduzido a eliminar as causas do seu desenvolvimento.

Com a inflamação dos gânglios linfáticos na virilha, a principal terapia é antibióticos de amplo espectro de ação. Eles são selecionados após análises apropriadas, levando em consideração a sensibilidade do patógeno à substância ativa do medicamento.

Prostatite, epididimite e orquite são tratadas com anti-inflamatórios e antibióticos. Com a sífilis, medicamentos do grupo penicilina são prescritos. Se a causa da patologia for doenças dermatológicas, é necessário consultar um dermatologista. Erisipela e furúnculos são tratados com pomadas antibacterianas, antifúngicos são usados ​​para tratar a epidermofitose inguinal.

Lagranmasade Portugal