Lábios varicosos durante a gravidez

A varicose dos lábios durante a gravidez não é uma ocorrência rara.

Ocorre em cerca de 20 a 25% de todas as meninas grávidas, mas na maioria dos casos é assintomática e sem alterações visíveis na estrutura dos órgãos genitais.

Qual é a causa das varizes nos lábios durante a gravidez e como a medicina moderna sugere combater a doença?

As varizes são facilmente eliminadas sem cirurgia! Para isso, muitos europeus usam Nanovein. Segundo os flebologistas, este é o método mais rápido e eficaz para eliminar varizes!

Nanovein é um gel peptídico para o tratamento de varizes. É absolutamente eficaz em qualquer estágio da manifestação de varizes. A composição do gel inclui 25 componentes curativos exclusivamente naturais. Em apenas 30 dias de uso deste medicamento, você pode se livrar não apenas dos sintomas das varizes, mas também de eliminar as conseqüências e a causa de sua ocorrência, além de impedir o re-desenvolvimento da patologia.

Você pode comprar Nanovein no site do fabricante.

Sinais de varizes dos lábios durante a gravidez

Ao mesmo tempo, no nível fisiológico, a estrutura das veias muda ligeiramente, mas não tanto quanto afeta a circulação sanguínea. Freqüentemente, desconforto e sensação de puxão são causados ​​às pernas – isso indica que as varizes são complementadas por uma diminuição na elasticidade dos vasos das extremidades inferiores.

A dor se intensifica durante cargas estáticas ou dinâmicas, piora durante o sono, quando uma mulher fisiologicamente precisa adotar uma postura desconfortável (deitada de costas). Se permitirmos a exacerbação da doença, há sinais externos da doença – inchaço das veias na vagina, coxas (por dentro).

Os lábios também podem inchar, adquirindo uma tonalidade marrom brilhante. Além disso, as varizes podem ser unilaterais ou bilaterais, dependendo do ligamento venoso afetado.

Na maioria das vezes, esses sintomas são observados nas mulheres que tiveram problemas com o sistema cardiovascular mesmo antes da gravidez.

O diagnóstico é complicado pelo fato de os nós venosos se formarem imediatamente a partir dos quadris. A mulher grávida não pode vê-los fisicamente com um aumento na circunferência do abdômen. O diagnóstico é feito após o próximo exame em uma cadeira ginecológica.

Como são os lábios varicosos durante a gravidez, foto abaixo:

Causas da doença

Convencionalmente, os médicos identificam várias causas principais dos lábios varicosos durante a gravidez:

  • aumento do estresse mecânico devido à pressão fetal nos vasos;
  • alta concentração de progesterona no sangue (observada no 2º e 3º trimestre);
  • um aumento no volume sanguíneo, o que provoca um aumento na pressão sanguínea.

Mas estas estão longe de todas as razões possíveis. Para entender o que provoca a doença, você precisa entender como ela ocorre. E isso acontece por causa de muita pressão nos vasos.

Com varizes nas veias, as válvulas que impedem o refluxo do sangue, devido à mesma pressão, não podem ser completamente fechadas. Ocorre estagnação líquida, o que causa um aumento no volume vascular.

Mas suas paredes ao mesmo tempo se tornam mais finas, o que pode provocar uma lacuna. Isso é especialmente perigoso durante o parto, pois resultará em sangramento interno.

O fator provocador das varizes também pode ser a falta de atividade física da mulher grávida. A caminhada comum ajuda a bombear sangue para o coração com a ajuda da contração muscular da perna. Este é um tipo de bomba orgânica.

Se você mentir a maior parte do dia, uma carga aumentada será colocada no músculo cardíaco, que ele não será capaz de suportar. Isso resultará em estagnação do sangue nas extremidades inferiores, o que pode afetar as veias na área pélvica. Como resultado, os lábios varicosos são diagnosticados.

O que é perigoso?

O principal perigo das varizes é o risco de ruptura dos vasos sanguíneos com forte esforço físico. E durante a gravidez, ela aumenta constantemente devido à expansão do útero. Isso também traz muitos inconvenientes para a própria mulher grávida.

Para ela, o nascimento natural pode não estar disponível devido a um possível choque doloroso. Os médicos nessas situações prescrevem uma cesariana.

Se as varizes eram assintomáticas ou não se revelavam visualmente, existe o risco de abrir sangramentos internos durante a passagem da criança pelas trompas de falópio (com expansão do colo uterino). E isso já cria um risco real de morte para mãe e filho.

Tratamento para lábios varicosos durante a gravidez

Se a doença foi diagnosticada em um estágio inicial da gravidez, a terapia conservadora é permitida. Consiste na introdução de medicamentos com efeitos venotônicos e angioprotetores (trental, aspirina).

Conforme prescrito pelo médico, os medicamentos que impedem a ocorrência de trombose também podem ser usados.

Em muitos casos, o tratamento de hardware é permitido – soldagem de embarcações danificadas. Mas esse método é eficaz apenas nos estágios iniciais das varizes, quando não há danos internos ao sistema vascular.

Os vasos visualmente visíveis são cauterizados com um laser, após o qual se dissolvem, e novos se formam em seu lugar. No entanto, isso é adequado para capilares, e não para nós venosos grandes.

O método cirúrgico não trata gestantes com varizes, pois após a operação leva tempo para reabilitação e cicatrização da sutura. Ao mesmo tempo, o risco de recidiva do bloqueio vascular permanece.

Se a doença foi detectada aos 7-8 meses de gravidez, apenas o medicamento é usado. Isso não aliviará as varizes, mas evitará uma exacerbação adicional dos sintomas.

Quando o sangramento é descoberto diretamente durante o parto, é produzido um bloqueio "cego" dos vasos quebrados e os sedativos são administrados à mulher.

Lábios varicosos totais em mulheres grávidas são extremamente comuns. A doença exacerba no 2º e 3º trimestre. Com a detecção oportuna, é prescrito um monitoramento médico aprimorado (exame semanal por um ginecologista) e terapia medicamentosa conservadora.

Observando todas as recomendações do médico, o risco de sangramento interno durante o parto será mínimo. Após o nascimento, não é necessário tratamento para varizes.

Vídeo útil

Sobre as causas e sintomas da doença, diz o cirurgião-flebologista:

Características dos lábios varicosos durante a gravidez

A varicose dos lábios durante a gravidez é registrada em 20% das gestantes. A doença é caracterizada por um aumento no diâmetro e afinamento das paredes dos vasos venosos dos órgãos genitais externos, a formação de nós sobre eles. Na maioria dos casos, a cura espontânea ocorre após o parto. Mas às vezes o dano às veias durante a gravidez é tão grande que, sem intervenção oportuna, as varizes podem causar não apenas desconforto, mas também complicações durante a gestação e o parto.

A varicose dos lábios durante a gravidez é registrada em 20% das gestantes.

Os principais sinais do processo patológico:

  1. Deformação dos grandes lábios. Os vasos dilatados durante a gravidez manifestam-se na forma de cordas, nós ou aglomerados de cor cianótica.
  2. Irritação e ressecamento da pele, desconforto, coceira, queimação, dor na área afetada.
  3. Dor durante a relação sexual, movimento, micção.
  4. A formação de veias de aranha na superfície da pele durante a gravidez.
  5. Dor refletida no sacro, períneo.
  6. Problemas de natureza psicológica.

O processo patológico durante a gravidez começa com o aparecimento de um pequeno nódulo na superfície dos lábios. Então o número de formações aumenta, elas se fundem em nós, as veias incham.

O processo patológico durante a gravidez começa com o aparecimento de um pequeno nódulo na superfície dos lábios.

Na maioria das vezes, as varizes dos lábios se desenvolvem durante a gravidez, quando o corpo feminino é enfraquecido devido à carga adicional e alterações hormonais. Durante esse período, as doenças crônicas pioram. As varizes dos lábios podem ser uma complicação das varizes das extremidades inferiores ou apenas um prenúncio de seu desenvolvimento.

A progesterona, cujo nível começa a aumentar a partir do primeiro trimestre da gravidez, reduz o tônus ​​das células musculares da parede vascular. O útero aumentado agrava a condição, que pressiona os vasos venosos da pelve, o que impede a saída normal de sangue.

Provoque doenças durante a gravidez e libras extras, que aumentam a carga nas pernas e músculos do assoalho pélvico.

Nesse caso, os músculos subcutâneos das extremidades inferiores e da região inguinal, desprotegidos pelos músculos, são especialmente vulneráveis.

A progesterona, cujo nível começa a aumentar a partir do primeiro trimestre da gravidez, reduz o tônus ​​das células musculares da parede vascular.

Um efeito negativo nas veias e um aumento no volume de sangue circulante de uma mulher grávida. A carga leva ao excesso de alongamento das paredes.

Um fator chave que afeta o estado do sistema circulatório durante a gravidez é a hereditariedade, que determina a densidade da parede vascular, sua elasticidade e condição do aparelho valvar, além de anomalias congênitas na estrutura dos vasos sanguíneos.

Um estilo de vida sedentário, levantamento de peso, inflamação avançada do sistema genito-urinário, uso de hormônios, constipação crônica, aumento da pressão intra-abdominal, aumento da viscosidade sanguínea contra hipotensão e distúrbios endócrinos contribuem para o desenvolvimento da patologia.

As varizes dos lábios durante a gravidez são tratadas com métodos conservadores. É importante eliminar as causas que exacerbam a condição. Vale a pena mudar o estilo de vida, controlar o peso, equilibrar a atividade física, tratar doenças crônicas.

Nanovein  Ablação por radiofrequência das veias

A doença em mulheres grávidas é tratada com atividade física moderada. O trabalho ativo dos músculos esqueléticos melhora a saída de sangue e o funcionamento do aparelho valvar dos vasos venosos. Durante a gravidez, será útil para caminhadas intensivas, natação e hidroginástica.

Em caso de curso grave, a doença é tratada com o uso de drogas venotônicas de aplicação geral e local. O efeito sistêmico é exercido por angioprotetores e corretores de microcirculação: Hesperidin em combinação com Diosmin, Troxerutin, etc. O uso de drogas no interior durante a gravidez é impossível sem supervisão médica.

As varizes severas dos lábios são tratadas prontamente, sem esperar pela entrega. Para esse fim, durante a gravidez, são utilizadas flebectomia clássica, radiofrequência ou coagulação a laser das veias afetadas.

Durante a gravidez, será útil para caminhadas intensivas, natação e hidroginástica.

Remédios populares

Eles tratam varizes da região inguinal e remédios populares. Eles contribuem para o alívio do processo patológico, fortalecendo as paredes dos vasos sanguíneos. Durante a gravidez, os seguintes remédios são populares:

  1. Uma decocção de cones de lúpulo. 1 colher de sopa. eu pique os cones, despeje um copo de água fervente e cozinhe em banho-maria por 15 minutos. O caldo refrigerado e filtrado toma 1 xícara antes das refeições, 3 vezes ao dia.
  2. Infusão de maçãs Antonovka. 3 maçãs esmagadas despeje 1 litro de água fervente e insista 3 horas. Em seguida, as maçãs são amassadas na infusão. Tome o medicamento pela manhã antes das refeições e à noite antes de dormir, 50 ml, apreendendo 1 colher de chá. querida. A ferramenta dilui o sangue. Em caso de alergia ao mel e no terceiro trimestre de gravidez, ele deve ser descartado.
  3. Todos os dias você pode beber 1 copo de água com 1 colher de chá. vinagre de maçã.
  4. Infusão de urtiga dióica. O medicamento é tomado dentro de seis meses. Para a sua preparação, 1 colher de sopa. eu ervas picadas devem ser derramadas com 1 copo de água, deixe ferver, fresco, tensão. A infusão resultante é dividida em 3 porções e tomada durante o dia antes das refeições.
  5. Tintura de castanha da Índia. 50 g de inflorescências devem ser derramadas em 1 litro de vodka, insistidas por 14 dias, agitando regularmente o recipiente, o produto acabado deve ser filtrado e armazenado na geladeira. Tome uma tintura de 2 colheres de sopa. eu 3 vezes ao dia antes das refeições por 7 dias, faça uma pausa por 5 dias e repita novamente o curso do tratamento.

A tintura de castanha da Índia é um dos remédios populares populares para os lábios varicosos durante a gravidez.

O uso de remédios populares durante a gravidez é permitido apenas na ausência de intolerância individual aos componentes e sob a supervisão de um médico.

Banhos sentados

As varizes inguinais também são tratadas com banhos sedentários. Os procedimentos durante a gravidez podem ser realizados 2 vezes por semana. Para isso, são utilizadas infusões tônicas de cones de lúpulo, flores de camomila, folhas de avelã, capim marshmallow, folhas de bétula, flores de trevo-do-prado. Os componentes podem ser usados ​​alternadamente ou como parte de uma mistura.

Para preparar um banho, 200 g de matéria-prima triturada são despejados em 2 litros de água fervente e aquecidos por 10 minutos em banho-maria, e depois deixados para infusão em uma garrafa térmica por uma hora. A infusão forçada é adicionada ao banho. A temperatura da água não deve exceder + 38 ° C, a duração do procedimento – não mais que 15 minutos. A água deve ser suficiente para cobrir as pernas e o corpo ao longo da região lombar.

As varizes inguinais também são tratadas com banhos sedentários.

Compressas frias

Infusões de ervas durante a gravidez são usadas como compressas frias na área afetada. Os seguintes produtos são mais populares:

  1. Infusão de cones de lúpulo ou folhas e flores de castanheiro. 1 colher de sopa. eu matérias-primas precisam ser derramadas com 1 xícara de água fervente, ferva em banho-maria por 20 minutos, coe e deixe esfriar. A infusão finalizada é impregnada com gaze ou tecido de algodão e aplicada nas veias dilatadas por 20 minutos.
  2. Infusão de óleo de flores de camomila. 1 copo de flores, você precisa derramar 500 ml de óleo vegetal e deixar por 30 dias, depois espremer e coar. Esfregue o óleo na área afetada de manhã e à noite. Você também pode usar a infusão de óleo de frutos de castanha da Índia: 50 g de núcleo de frutas picadas são derramados com 1 xícara de óleo vegetal.
  3. Infusão de flores de calêndula. 1 colher de sopa. eu as matérias-primas trituradas são vertidas com 1 copo de água fervente e insistidas em uma garrafa térmica por 1 hora, resfriadas e filtradas.
  4. Pré-escaldado com água fervente e repolho gelado e folhas de amora são usados ​​como compressa.

A infusão de flores de camomila é usada como compressas frias na área afetada.

Pomada para uso externo

Para o tratamento local de varizes dos lábios externos durante a gravidez, são usadas pomadas e géis contendo venotônicos e anticoagulantes: Troxerutina, Heparina, preparações de ginkgo biloba (Detralex, Lyoton-gel, etc.). A pomada é aplicada 2-3 vezes ao dia nas veias dilatadas com movimentos leves, sem esfregar ou pressionar os vasos.

Remédios externos aliviam o inchaço durante a gravidez, reduzem a dor e a sensação de queimação.

Complicações

Se o tratamento de varizes durante a gravidez não for realizado, o processo patológico se desenvolve, a área e o grau de dano aumentam, a qualidade de vida da mulher se deteriora bastante. Existe o risco de sangramento, trombose, tromboflebite.

Para o tratamento local de varizes dos lábios externos durante a gravidez, são usadas pomadas e géis contendo venotônicos e anticoagulantes.

As varizes sob a pele dos lábios aumentam o risco de ruptura do períneo, sangrando durante o parto de maneira natural. A falta de tratamento para a doença durante a gravidez leva à disseminação de varizes nas pernas e nos órgãos pélvicos. Em 10% dos casos, a patologia persiste após o parto.

Medidas preventivas

Uma mulher grávida precisa de exercícios moderados para fortalecer seus músculos. Durante o descanso, as pernas e a pelve devem ser elevadas, o que contribui para a saída de sangue venoso. Você não pode ficar de pé ou sentado por um longo tempo, porque provoca congestão venosa. Útil durante a gravidez e auto-massagem.

Um papel importante na prevenção de varizes é a dieta. É importante que o ganho de peso semanal de uma mulher grávida não exceda 300 G. A dieta deve ser enriquecida com produtos que fortaleçam as paredes dos vasos venosos, reduzam a viscosidade do sangue e previnam o inchaço. A nutrição durante a gravidez deve ser fracionada, rica em vitaminas, minerais, proteínas e ácidos graxos poliinsaturados. A nutrição adequada beneficiará não apenas a futura mãe, mas também a criança.

Um papel importante na prevenção de varizes é a dieta.

Roupa especial

Para que uma mulher grávida evite varizes, os médicos recomendam usar roupas íntimas de compressão ou enfaixar as pernas com bandagens elásticas. Isso ajuda a melhorar a saída de sangue pelos vasos venosos, compensa a falha das válvulas intravasculares.

Roupa íntima de compressão durante a gravidez deve ser usada e lavada diariamente se houver risco de varizes na virilha. Meias de compressão e collants durante o parto ajudam a reduzir a pressão nas veias.

Os médicos recomendam o uso de roupas íntimas de compressão para mulheres grávidas, a fim de evitar varizes.

Parto com varizes nos lábios

Com 38 semanas, uma mulher grávida é hospitalizada para selecionar um método de parto em um ambiente hospitalar. Isso exigirá exame adicional – dopplerografia das veias dos órgãos genitais externos, exame geral de sangue, etc. Nos estágios iniciais do desenvolvimento da patologia e com baixo risco de quebras de tecido, o médico pode permitir o nascimento natural.

Em caso de lesão extensa durante a gravidez, é realizada uma cesariana.

Isso ajudará a evitar rasgar as veias vaginais que podem estar envolvidas no processo patológico.

Se o parto ocorreu naturalmente e sem patologias, para a prevenção de complicações, os médicos recomendam caminhadas precoces, terapia com exercícios e dieta para prevenir a constipação.

Comece a tratar os lábios varicosos durante a gravidez! Não espere complicações

As varizes dos lábios desenvolvem-se durante a gravidez e são diagnosticadas em 30% das mulheres grávidas. Geralmente, a patologia se resolve após o parto e persiste em não mais que 10% dos casos.

A doença é expressa por prurido e uma sensação de peso no períneo, mais perto do nascimento os sintomas progridem – um inchaço persistente dos lábios é formado, contra o qual é possível o desenvolvimento de varicotromboflebite (um processo inflamatório com trombose), que é repleto de sangramentos durante o parto.

Os sintomas das veias varicosas dos lábios são de natureza progressiva, aumentando com o aumento da idade gestacional. Nos estágios iniciais da gestação, a doença não se manifesta.

Com um aumento no tamanho do útero grávida, a partir do segundo trimestre, o curso clínico das varizes genitais durante a gravidez é expresso por sintomas característicos:

  • dor no períneo, agravada durante o movimento;
  • prurido genital;
  • uma sensação de peso e plenitude no períneo;
  • um aumento no tamanho da vulva, o aparecimento de nódulos tensos nos lábios.

Causas de varizes durante a gravidez

A principal razão para a ocorrência de varizes vaginais durante a gravidez está diretamente relacionada à própria gravidez, ou seja, uma mudança no contexto hormonal. A partir do momento da concepção, o hormônio progesterona começa a aumentar a uma taxa alta, com altas concentrações que exercem um efeito relaxante nas veias, como resultado do qual o tônus ​​da parede vascular diminui.

As varizes vulvar podem ser um sintoma das varizes dos órgãos pélvicos (congestão venosa) associadas ao refluxo anormal do sangue através das veias gonadais (ovarianas). Se antes da gravidez a congestão venosa geralmente se manifesta por peso e plenitude no períneo, a pressão de um útero aumentado durante a gravidez exacerba o curso da doença, afetando as veias da vulva.

Nanovein  Agulhas de pinheiro propriedades úteis, contra-indicações, benefícios e malefícios

As veias varicosas durante a gravidez na virilha também podem provocar placenta prévia ou sua baixa localização, bem como outras patologias ginecológicas que impedem o fluxo sanguíneo:

  • localização anormal do útero, flexão do pescoço uterino;
  • neoplasias malignas do útero e ovários;
  • endometriose.

Fatores importantes que contribuem para a ocorrência de varizes são o aumento da pressão nas veias e o aumento do volume de sangue circulante. Uma diminuição no tônus ​​da parede venosa devido ao desequilíbrio hormonal, juntamente com um fluxo sanguíneo lento, leva à insuficiência valvar das veias profundas com o desenvolvimento de vasos de substituição (colaterais) na área genital.

O que é perigoso


As varizes durante a gravidez ocorrem de duas formas – complicadas e descomplicadas, e a probabilidade de complicações aumenta com o aumento da idade gestacional à medida que o útero cresce, o que cria compressão das veias e impede o fluxo sanguíneo normal.

Perigoso para mulheres grávidas não é tanto varizes como suas complicações:

  1. O desenvolvimento de tromboflebite aguda das veias perineais, que é acompanhada por dor intensa, febre, edema.
  2. Sangramento maciço das veias afetadas, que devido à alta pressão e uma parede vascular diluída, é bastante difícil de parar. O sangramento pode ser desencadeado por relações sexuais e parto.

Como é o nascimento?

O parto em mulheres com varizes é frequentemente complicado pelo descolamento da placenta, fluxo de líquido amniótico e fraqueza das tentativas. A escolha do método de entrega depende da condição da mulher e do estágio da doença. A vantagem é dada ao parto natural, pois durante uma cesariana, a probabilidade de sangramento maciço é alta.

Antes de dar à luz uma mulher grávida, é necessário fazer um exame de sangue para diagnosticar o estado do sistema hemostático, de acordo com os resultados dos quais uma mulher pode receber terapia antiplaquetária. Com uma ruptura das varizes do períneo durante o parto e o início do sangramento, ele é interrompido pelo piscar operatório dos vasos e pela esclerobliteração.

diagnósticos


O objetivo de um estudo diagnóstico é determinar a fonte patológica que provoca varizes vulvar.

Para esse fim, os seguintes métodos são usados:

  1. Angioscanning de ultra-som. As válvulas venosas das veias femoral profunda e safena grande são examinadas usando um transdutor de ultrassom através da região inguinal. Durante o estudo, também é aconselhável avaliar a condição de todo o sistema da veia cava inferior, uma vez que os lábios varicosos são frequentemente combinados com varizes das pernas.
  2. Varicografia. É utilizado nos casos em que a causa da descarga venosa não pode ser identificada pela angioscopia. Este método envolve a introdução de um agente de contraste em varizes, cuja distribuição é monitorada por um conversor óptico-eletrônico.
  3. Tomografia computadorizada. Identifica varizes nos ovários ao redor do útero. O procedimento durante a gravidez é realizado em casos raros, quando a patologia não pode ser determinada por outros métodos de diagnóstico.

De acordo com os resultados do estudo, a questão do tratamento de varizes em uma mulher grávida está sendo decidida. Se a conexão dos lábios varicosos com o fluxo sanguíneo patológico através da anastomose safeno-femoral (o local onde a grande veia safena flui para o fêmur profundo) for confirmada, e essa condição tiver uma alta probabilidade de complicações, será realizada uma operação cirúrgica.

Se a patologia estiver associada a veias ovarianas, a operação será realizada seis meses após o nascimento.

Tratamento de lábios varicosos


O tratamento de varizes em um local íntimo tem como objetivo principal eliminar a dor e prevenir complicações. O que fazer com uma doença tão desagradável? A partir do segundo trimestre da gravidez, os medicamentos são prescritos no interior – fleboprotetores contendo flavonóides: diosmina e troxerutina:

Os medicamentos listados normalizam a permeabilidade dos capilares, eliminando fenômenos edematosos, aumentam a densidade dos tecidos vasculares, aumentam o tônus ​​da parede venosa e impedem o desenvolvimento de inflamação.

Na ausência do efeito clínico da terapia medicamentosa pelo médico assistente, pode ser tomada uma decisão para realizar o tratamento flebosclerótico a partir do segundo trimestre da gravidez, cuja essência é a administração intravenosa de drogas esclerosantes nas veias dilatadas da vulva e períneo.

Esse procedimento é contraindicado durante a gravidez, no entanto, em alguns casos, com a progressão de varizes e a ineficácia da terapia conservadora, de acordo com indicações médicas rigorosas, esse método pode ser utilizado em mulheres grávidas.

Cirurgia

A questão do tratamento cirúrgico é colocada com uma acentuada expansão das veias, acompanhada de insuficiência das válvulas da anastomose safenofemoral. A operação é realizada em mulheres grávidas nos casos em que a probabilidade de desenvolver complicações é muito alta.

Sob anestesia local, é realizada uma ligadura das veias e tributárias da veia safena na anastomose safeno-femoral através de uma incisão na região inguinal. Outras intervenções cirúrgicas são realizadas em pacientes somente após o parto.

Métodos populares


Algumas preparações à base de plantas ajudam a melhorar a circulação sanguínea na pelve e também têm um efeito anti-inflamatório.

  1. Moa as flores de yarrow, folhas de bananeira, flores e frutos de castanhas, raiz de marshmallow, flores de camomila, arruda, misture tudo. 2 colheres de sopa. colher colher despeje 3 xícaras de água fervente, deixe ferver, retire imediatamente e deixe por 12 horas. Beba ¾ xícara antes de dormir.
  2. Raízes de alcaçuz e Aralia da Manchúria, folhas de rabo de cavalo, cordas, quadris, immortelle, raiz de elecampane, amieiro, misture 1 colher de sopa cada. 2 colheres de sopa. colher preparar um piso com um litro de água fervente e deixe por 12 horas. Beba 4 colheres de sopa. colheres de sopa 3 vezes ao dia após as refeições.
  3. Mexa 10 g de camomila, folhas de sálvia, 50 g de castanha da Índia e 5 g de amido de batata. Despeje um copo de gordura de frango derretida, coe em banho-maria. Lubrifique a pomada recebida na área da virilha.

Exercício de Ginástica


O exercício deve ser realizado de manhã e à noite, em decúbito ventral por 15 minutos, passando 3 minutos para cada exercício e 2 minutos de descanso entre eles. Faça ginástica após exercícios respiratórios – respire fundo lentamente e exale completamente.

  1. "Birch". Deitado de costas, descansando no chão com as palmas dos braços estendidas ao longo do corpo, você precisa levantar as pernas e jogá-las atrás da cabeça. Fique nessa posição, mantendo a respiração uniforme por 3 minutos. Atenção: a partir do terceiro trimestre da gravidez, não é recomendável realizar uma “bétula”.
  2. "Bicicleta". Deitado, levantando as pernas do chão, apoiando as mãos no chão, você deve dobrar e dobrar as pernas nos joelhos, imitando andar de bicicleta. Importante: mantenha a respiração uniforme e rítmica, não force a prensa.
  3. "Tesoura". Apoiando-se no chão com as palmas das mãos, você deve levantar as pernas retas em um ângulo de 45 ° e fazê-las cruzar os balanços, cruzando-as e se afastando. Importante: se a prensa estiver muito tensa, você poderá reduzir a carga se levantar as pernas um pouco mais.

Juntamente com os exercícios, recomenda-se realizar um banho de contraste diariamente em uma região entrepernas. Mais informações sobre exercícios de ginástica podem ser encontradas aqui.

Roupa interior de compressão

Desde o primeiro trimestre da gravidez, todas as mulheres usam meia-calça de compressão médica especial para mulheres grávidas com uma inserção para o abdômen da 2ª classe de compressão. Para melhorar o efeito terapêutico, podem ser aplicadas almofadas de látex especiais nas zonas inguinais. Calças justas médicas melhoram a saída de sangue das veias das pernas, plexos venosos das nádegas e períneo.

Roupa íntima diária deve ser feita de algodão natural, livre, sem comprimir a região pélvica e inguinal. Você pode se familiarizar com a escolha e o princípio da roupa íntima de compressão aqui em mais detalhes.

Prevenção


Como os lábios varicosos geralmente ocorrem durante a gravidez em mulheres com varizes das pernas e órgãos pélvicos no estado pré-gestacional, é importante se submeter a um tratamento terapêutico no estágio de planejamento. Mulheres com desequilíbrios hormonais também se enquadram na zona de alto risco.

Durante a gravidez, é importante evitar o esforço físico ativo, prolongando a posição em pé ou sentado. É necessário tomar vitaminas B3 (ácido nicotínico), C e preparações de cálcio. A dieta deve consistir principalmente de produtos de origem vegetal – frutas frescas, vegetais, óleo vegetal. Mais informações sobre a dieta para varizes podem ser encontradas aqui.

Roupa íntima deve ser livre. Recomenda-se o uso de um banho de contraste diariamente, visando o fluxo no períneo, banhos quentes, sauna e banho.

A doença desaparece após a gravidez?

Após o parto, as varizes dos lábios e do períneo, independentemente, voltam ao estado normal, geralmente nos primeiros 2 meses. As manifestações residuais da doença na forma de veias inchadas nos lábios permanecem em não mais de 10% dos casos e são mais frequentemente associadas à insuficiência de válvulas da anastomose safenofemoral.

As varizes preservadas após o parto também podem indicar uma síndrome da infinidade venosa da pelve pequena. Usando métodos de diagnóstico, a causa da doença é estabelecida e novas táticas de tratamento são determinadas.

Lagranmasade Portugal