Insuficiência valvar das veias das extremidades inferiores

O tratamento da insuficiência valvar das veias das extremidades inferiores começa com a determinação da causa do desenvolvimento da doença. Vale ressaltar que esta doença foi diagnosticada mesmo em adolescentes. Uma das razões para o seu desenvolvimento prematuro, os médicos consideram inatividade física e desnutrição. A seguir, falaremos sobre as variedades de insuficiência venosa e como se livrar dessa doença.

As varizes são facilmente eliminadas sem cirurgia! Para isso, muitos europeus usam Nanovein. Segundo os flebologistas, este é o método mais rápido e eficaz para eliminar varizes!

Nanovein é um gel peptídico para o tratamento de varizes. É absolutamente eficaz em qualquer estágio da manifestação de varizes. A composição do gel inclui 25 componentes curativos exclusivamente naturais. Em apenas 30 dias de uso deste medicamento, você pode se livrar não apenas dos sintomas das varizes, mas também de eliminar as conseqüências e a causa de sua ocorrência, além de impedir o re-desenvolvimento da patologia.

Você pode comprar Nanovein no site do fabricante.

A essência e as características da insuficiência venosa

Muitos médicos acreditam que as patologias dos vasos venosos estão presentes em todas as pessoas. A razão para esse fenômeno está no fato de que o sangue nas veias constantemente precisa superar a força da gravidade. Seu efeito é aprimorado devido à postura ereta. O sistema vascular de qualquer pessoa consiste em artérias subcutâneas (10%) e vasos profundos (90%). São as veias profundas que formam a base do fluxo sanguíneo. Pela mesma razão, o medo de pânico das pessoas de remover vasos sanguíneos dilatados devido a varizes é irracional, porque o suprimento de sangue, pelo contrário, está normalizando.

O desenvolvimento da insuficiência venosa é acompanhado por um movimento anormal do sangue na parte inferior do corpo, isto é, nas pernas. Este processo provoca um estiramento das paredes vasculares e ruptura das válvulas. Em condições normais, a válvula fecha quando o sangue flui para cima. Quando uma pessoa desenvolve uma falha, a válvula deixa de conter sangue. Ela começa a se infiltrar.

causas de

O fracasso das válvulas das veias das extremidades inferiores requer tratamento imediato, mas o problema é que a etiologia do seu desenvolvimento não é totalmente clara. As causas comuns que afetam a aparência de doenças do sistema vascular incluem a presença de excesso de peso, falta de atividade física e carga excessiva nas veias. Às vezes, as interrupções hormonais associadas ao desenvolvimento do corpo ou da gravidez tornam-se um catalisador para o desenvolvimento da doença. As causas potenciais de insuficiência venosa incluem:

  • mudanças no corpo relacionadas à idade;
  • problemas no trato gastrointestinal (constipação);
  • hipertensão;
  • tomar medicamentos que afetam a viscosidade do sangue e os níveis hormonais.

Sintomas e manifestações de patologia

A doença parece semelhante às varizes. O paciente reclama de uma sensação de peso constante nas pernas e inchaço. Veias-aranha aparecem nas pernas do paciente. À medida que progridem, a dor é adicionada a essas manifestações da doença. Devido à desnutrição, a pele adquire uma cor esbranquiçada-amarelada. Alguns pacientes experimentam cãibras. Na maioria das vezes, os pacientes os encontram à noite, o que leva à fadiga crônica. Com insuficiência valvar, uma pessoa pode apresentar os seguintes sintomas:

  • queda de cabelo nas pernas;
  • coceira intensa na pele;
  • dormência repentina dos membros;
  • temperatura do pé excessivamente baixa;
  • uma repentina sensação de calor.

As características da manifestação da doença dependem diretamente do estágio da falha. Em alguns pacientes, a doença pode se desenvolver ao longo dos anos, para que não prestem atenção aos sintomas presentes. Em um exame físico, com uma avaliação visual da condição do paciente, o cirurgião pode notar sinais de insuficiência venosa, mas é melhor se o paciente for a um flebologista com inchaço frequente das pernas e uma sensação passageira de peso nos membros.

Diagnóstico de insuficiência venosa

Na determinação da doença, as queixas do paciente e os resultados do exame desempenham um papel. Além de uma avaliação visual do estado dos vasos das extremidades inferiores, serão necessários diagnósticos laboratoriais e exames de hardware das pernas. O médico avalia o estado geral do paciente e, em seguida, orienta os testes necessários. Os métodos de hardware para diagnosticar insuficiência valvar incluem:

  • Ultra-som Doppler;
  • flebografia;
  • linfografia.

Obrigatório é um hemograma completo. Com base nos indicadores de plaquetas, hemoglobina, eritrócitos, o flebologista pode tirar uma conclusão sobre os indicadores de viscosidade do sangue. Se eles se desviarem significativamente da norma, o paciente será enviado para uma avaliação da hemostasia. Este procedimento ajudará a determinar a probabilidade de coágulos sanguíneos em um paciente em particular.

Tipos de doença

Quando se trata de problemas no funcionamento das válvulas, os médicos falam sobre insuficiência venosa aguda e crônica. A doença também pode ser funcional e linfovenosa. O mais perigoso para a vida é a insuficiência venosa aguda. É caracterizada pelo bloqueio completo do navio. O desenvolvimento de uma forma crônica da doença com terapia oportuna pode ser completamente interrompido.

Crônico

A insuficiência circulatória crônica é caracterizada por danos às veias safenas. Se não for tratado, continua a progredir, o que pode causar danos às veias profundas e incapacidade do paciente. A doença é acompanhada de inchaço na perna. Não apenas os músculos da panturrilha, mas também os tornozelos são afetados. No segundo estágio da doença, o paciente começa a perder pêlos nas pernas, há uma violação da pigmentação do tecido. No terceiro estágio da insuficiência crônica, o paciente encontra úlceras e distúrbios tróficos.

Sharp

Quando a veia fica entupida, ocorre uma forte violação do fluxo sanguíneo. Os médicos chamam essa condição de insuficiência vascular aguda. Essa condição é perigosa por 2 razões. Primeiro, ele sempre se desenvolve em veias profundas, o que por si só é muito ruim, porque eles fornecem ao corpo 90% do sangue. Em segundo lugar, esta doença se desenvolve mais frequentemente sob a influência de lesões nas pernas. Com base nisso, pode-se dizer que o vaso está danificado ou comprimido.

Nanovein  As varizes nas mãos

A doença é acompanhada por fortes dores nos membros. Quando você tenta levantar ou mover a perna, a dor se intensifica. Se você suspeitar de insuficiência venosa aguda, chame imediatamente uma ambulância. Compressas frias podem aliviar a condição do paciente. Eles usam tecido natural denso. É imerso em água fria e depois aplicado na área afetada. Essa manipulação deve ser repetida por pelo menos 60 minutos. Você não pode tomar nenhum medicamento antes da chegada da ambulância.

Linfovenoso

Cerca de 40% de todas as pessoas de meia idade são afetadas por esse tipo de doença. A doença se manifesta de forma leve e grave. Como o nome indica, em pacientes com esta doença, não apenas o fluxo sanguíneo, mas também a linfa é difícil. Eles tratam esta doença com medicamentos, mas a intervenção cirúrgica com esse tipo de doença raramente produz um efeito positivo.

Funcional

Uma característica distintiva dessa forma de insuficiência é que ela se manifesta em pessoas com veias absolutamente saudáveis. Na maioria das vezes, a causa de sua aparência é o alto crescimento de uma pessoa, a presença de excesso de peso e a ingestão de medicamentos hormonais. A insuficiência funcional é experimentada por cirurgiões, professores, cabeleireiros e outros especialistas que precisam ficar em pé por um longo tempo. O tratamento é principalmente conservador. Os pacientes tomam medicamentos, usam meias de compressão para que a doença não afete as veias.

Formas de insuficiência valvar

Esta doença é difícil de detectar na fase aguda. O paciente pode sofrer de um único sintoma e pode encontrar uma gama completa de manifestações da doença. A classificação padrão da IVC (insuficiência venosa crônica) inclui as seguintes variedades da doença:

  • insuficiência venosa profunda;
  • falha na veia safena;
  • insuficiência de veias perfurantes.

Na maioria das vezes, os vasos subcutâneos e perfurantes são afetados. As veias profundas são raramente afetadas. Os médicos nesses casos falam de uma forma secundária da doença.

Insuficiência venosa profunda

Essa patologia ocorre em pacientes com predisposição genética à dilatação. As paredes vasculares das pernas sofrem pressão alta constante. O sangue começa a vazar pelas veias para outros tecidos adjacentes, o que causa edema grave e o aparecimento de áreas densificadas. Os vasos menores também sofrem desta doença, porque tecidos inchados começam a pressioná-los. O tratamento para insuficiência venosa profunda é geralmente conservador. Os pacientes são aconselhados a se movimentar mais e aplicar pomadas à base de heparina.

Insuficiência da veia safena

Na maioria das vezes, esse tipo de doença é diagnosticada em pacientes. As válvulas dos canais subcutâneos são destruídas, o que é acompanhado por refluxo vertical. Numerosos estudos confirmam que, devido à doença, absolutamente todas as válvulas podem sofrer. O sangue pode fluir para o quadril e a grande linha subcutânea. A doença é facilmente detectada por ultra-som.

Deficiência de veias perfurantes

Vasos perfurantes conectam as veias profundas e safenas. A insuficiência valvar deste segmento do sistema circulatório é acompanhada por refluxo sanguíneo horizontal. Para eliminar esta patologia é possível apenas com a ajuda da cirurgia. Na maioria das vezes, a doença se desenvolve na perna.

A deficiência de veias perfurantes é acompanhada pela destruição de músculos, colágeno e tecidos elásticos. Como resultado, o sangue começa a estagnar e os vasos se tornam mais densos. Devido ao fato de as válvulas não funcionarem bem, a saída de sangue é prejudicada. O líquido entra na vasculatura subcutânea, o que leva a dor, protrusão das veias e sensação de peso. A doença é acompanhada por úlceras tróficas e tromboflebite.

Taxas de falha da válvula

É necessário iniciar o tratamento da doença desde o primeiro dos sintomas, mas os pacientes raramente recorrem ao médico tão rapidamente. Mais frequentemente, o paciente chega quando as válvulas estão muito danificadas e mal conseguem lidar com suas funções. Formalmente, existem 4 graus de gravidade da doença. Sua descrição detalhada é apresentada na tabela abaixo.

Graus Características da manifestação
Zero Os pacientes praticamente não apresentam sinais característicos de falha da válvula.
Redes vasculares começam a aparecer na pele.
Após esforço físico prolongado ou intenso, veias aparecem nas pernas.
No final do dia, há uma sensação de peso nos membros.
primeiro O peso nas pernas aumenta.
Uma síndrome de dor leve aparece.
O paciente começa a se cansar mais rápido.
O segundo O edema das pernas ocorre não apenas no final do dia ou após o esforço físico, mas também pela manhã.
Manchas marrons aparecem na superfície da pele.
Dor nos membros se torna grave.
Há problemas com o movimento.
Третья Úlceras tróficas são adicionadas aos sintomas listados acima.
Coágulos sanguíneos se formam nas veias, o que leva a um risco aumentado de tromboembolismo.

Métodos de tratamento

Existem diferentes métodos para o tratamento da insuficiência da válvula venosa profunda nas pernas. Infelizmente, usando a operação, livrar-se da doença não funcionará. A remoção de veias é eficaz se elas forem danificadas por varizes, mas os problemas com as válvulas permanecerão com você. O principal objetivo do tratamento é a normalização das válvulas vasculares. Você pode conseguir isso das seguintes maneiras:

  • tomar medicamentos que normalizam o tecido trófico e a composição sanguínea;
  • realizando exercícios especializados para as pernas;
  • nutrição normalizada;
  • recorrer a técnicas fisioterapêuticas;
  • removendo cirurgicamente veias fortemente danificadas.

Os métodos de tratamento de uma doença dependem diretamente do estado de saúde de um paciente em particular. A terapia de compressão não é adequada para todos, assim como o uso de anticoagulantes. Se o médico permitir, você pode usar decocções de ervas para normalizar sua condição.

Medicamentos

A base do tratamento medicamentoso são medicamentos que melhoram o fluxo sanguíneo nos tecidos e ajudam a restaurar a elasticidade vascular. Os médicos costumam prescrever medicamentos anti-inflamatórios aos pacientes, que não apenas ajudam a aliviar a dor, mas também reduzem o edema geral das extremidades. Quando o sangue engrossa, os pacientes devem tomar aspirina e outros agentes antiplaquetários. Na maioria das vezes, os seguintes medicamentos são prescritos para os pacientes:

O tipo de medicamento prescrito depende da condição do paciente. Nas úlceras tróficas, são prescritos preparativos externos com anti-sépticos que aceleram a cicatrização de feridas. Os médicos recomendam o uso de glicocorticosteróides locais para pacientes com dermatite e eczema. Flebotônicos são prescritos para todos os pacientes.

Terapia magnética

Como o nome indica, este tratamento fisioterapêutico é baseado no uso de campos magnéticos. Acredita-se que esse efeito reduz a viscosidade do sangue, elimina dores nas articulações, etc. O paciente é colocado em um aparelho especial (magnetoturbotron) que gera campos magnéticos. Durante o procedimento, as características do campo magnético são definidas individualmente para cada paciente. O curso do tratamento é de 10 a 15 sessões. Os médicos recomendam se submeter a procedimentos ao mesmo tempo.

Terapia de compressão

Este tratamento é baseado no aumento da pressão ao redor das veias. A terapia de compressão ajuda a aumentar o fluxo venoso, normalizar o funcionamento das válvulas vasculares, reduzir a viscosidade do sangue, reduzir a quantidade de líquido intersticial e remover o edema. Esse tratamento ajuda a se livrar de cãibras nas pernas, promove a cicatrização de úlceras tróficas. A terapia de compressão inclui:

  • vestindo malhas especiais;
  • o uso de bandagem elástica;
  • procedimentos de hardware para criar compactação variável.

É conveniente que os pacientes usem malhas de compressão no dia a dia. Vesti-lo é tão fácil quanto vestir meias ou meias regulares. Todos os produtos são desenvolvidos levando em consideração a estrutura anatômica das pernas, para que não causem desconforto ao serem usados. Os produtos de compressão podem ser preventivos e terapêuticos. Sua aparência é determinada pelo médico. Como profilaxia de complicações da insuficiência valvar e na ausência de recursos para a compra de malhas de compressão, você pode fazer bandagens elásticas. As regras para aplicar um curativo são as seguintes:

  1. O rolo é sempre desenrolado para fora.
  2. O pé começa a se embrulhar dos dedos do pé.
  3. O calcanhar deve ser bem enrolado ao redor do curativo.
  4. Almofadas especiais são colocadas nas áreas planas das pernas e almofadas nos tornozelos para evitar feridas por pressão.
  5. Na coxa, a pressão diminui, não aumenta.
  6. Se o curativo for feito corretamente, as pontas dos dedos ficarão azuis em uma posição propensa, mas retornarão à sua cor natural ao caminhar.

O efeito de compressão com a ajuda de dispositivos especiais é indicado para falha progressiva da válvula. Na maioria das vezes, use compressão pneumática. Aparelhos do mesmo tipo podem ser adquiridos para uso doméstico. A compressão de mercúrio é usada se o paciente apresentar uma forma grave de insuficiência, acompanhada de distúrbios tróficos nos tecidos.

Remédios populares

Tratamento com ervas é um adicional. Só ele não será capaz de ajudar a lidar com a insuficiência valvar, mas pode eliminar alguns sintomas desagradáveis ​​dessa doença. Pessoas que sofrem desta doença, os curandeiros são aconselhados a tomar uma decocção de casca de rowan. Para cozinhá-lo, você precisa de 200 gramas de produto seco e 1 litro de água fervente. A casca é colocada em uma garrafa térmica, cheia de líquido, deixada em infusão por 10 horas. O caldo resultante é tomado 30 ml / dia 3 vezes ao dia. O seguinte é considerado eficaz:

  • Infusão de folhas de casca e avelã. 1 colher de chá de cada tipo de matéria-prima é misturada e despeje 250 ml de água fervente. Tome o caldo resultante de 75 ml 3 vezes ao dia.
  • Banho de pés de coníferas. 1 quilo de agulhas picadas é derramado com 5 litros de água fervente. A solução deve ser infundida por 1-2 horas. Aplique uma mistura para banhos. A temperatura do líquido não deve estar muito alta.

Exercícios de Doenças

O principal objetivo da educação física para a insuficiência valvar é a normalização do fluxo sanguíneo nos vasos. Isso é facilitado pela caminhada comum no local e pelas pernas balançando. Sentado em uma cadeira, você pode imitar as etapas no lugar. O movimento deve começar a partir do calcanhar. Os exercícios "Bicicleta" e "Tesoura" contribuem para a normalização do fluxo sanguíneo nos vasos. Com a ajuda deles, você também pode se livrar de uma pequena barriga. Os médicos recomendam que os pacientes façam jogging leve.

Consequências e complicações

Uma das complicações comuns da insuficiência valvar são as alterações tróficas da pele. Existem vários pontos negativos aqui. Primeiro, você não pode se livrar completamente das úlceras até que o fluxo sanguíneo seja restaurado. Em segundo lugar, através de lesões cutâneas tróficas, vírus, bactérias e outros microorganismos nocivos podem entrar no corpo. A complicação mais perigosa é a trombose, acompanhada de uma embolia. Um coágulo sanguíneo através do sistema circulatório pode atingir a artéria pulmonar, o que levará ao tromboembolismo. As possíveis complicações da insuficiência da válvula venosa incluem:

  • dermatite;
  • inflamação erisipelatosa da perna;
  • coágulos sanguíneos nas veias profundas e superficiais.

Prevenção

Pessoas com predisposição genética para doenças vasculares devem andar mais ao ar livre. Caminhar promove a saída natural de sangue dos membros. O aquecimento regular ajudará a evitar inchaço e peso nas pernas. Também no escritório, não se sente constantemente em frente ao computador. Os médicos aconselham fazer exercícios leves ou pelo menos caminhar pelo escritório a cada 2-3 horas. As medidas de prevenção incluem:

  • vestindo malhas médicas com um leve grau de compressão;
  • ingestão de multivitaminas;
  • comer muitos alimentos vegetais;
  • normalização do peso corporal;
  • diminuição da quantidade de sal consumida.

Os médicos recomendam a abstenção de esforço físico pesado a pessoas com insuficiência valvar. Esses pacientes não devem se envolver no bronzeamento, porque O ultravioleta afeta negativamente não apenas a condição da pele, mas também o estado dos vasos. Na presença de varizes, é necessário abandonar o banho, sauna e banhos quentes. Eles devem ser substituídos por um chuveiro de contraste, que tem um efeito tônico em todo o corpo.

Lagranmasade Portugal