Inflamação dos gânglios linfáticos na virilha em homens e mulheres

No corpo humano, há acúmulos especiais de células do tecido linfóide – linfonodos, cujo objetivo principal é limitar o foco de infecção no corpo e eliminá-lo, ativando as forças do sistema imunológico. Os linfonodos localizados na região inguinal do corpo humano são um dos maiores, são parte integrante de um único sistema linfático.

Com órgãos e tecidos, assim como entre si, esses linfonodos são conectados através dos ductos linfáticos, capilares e vasos sanguíneos. A principal tarefa do sistema linfático no corpo é participar do metabolismo e liberá-lo de produtos metabólicos, toxinas externas, patógenos de várias doenças de natureza viral, bacteriana e fúngica (atua como um filtro biológico permanente).

As acumulações de tecido linfático na virilha são linfonodos regionais para as extremidades inferiores, períneo, órgãos pélvicos, incluindo o pequeno. Um aumento e inflamação dos gânglios linfáticos na virilha indica um possível mal-estar no corpo e requer a consulta obrigatória de um médico e um exame abrangente do paciente.

Causas de inflamação dos gânglios linfáticos inguinais

O nome "gânglios linfáticos na virilha" é bastante generalizado – sob esse termo, três grupos locais de nós, com o nome correspondente, são combinados:

  • linfa superior – coleta da parte inferior da superfície frontal do abdome, regiões lateral e glútea;
  • médio – são os coletores linfáticos para a zona do reto e abertura anal, genitália externa e períneo;
  • inferior – colete linfa das extremidades inferiores.

Dependendo de qual lesão do grupo de linfonodos inguinais (linfadenite inguinal) for mais pronunciada, um diagnóstico preliminar pode ser determinado e a zona de desenvolvimento do processo patológico pode ser limitada – é necessário um exame abrangente para esclarecer a verdadeira causa.

A linfadenite inguinal é um tipo de inflamação dos gânglios linfáticos. Muitas vezes, linfonodos inflamados e submandibulares.

A inflamação dos gânglios linfáticos pode ocorrer no contexto de:

  • processos infecciosos e inflamatórios localizados nas extremidades inferiores e genitais;
  • tumores malignos de órgãos adjacentes;
  • infecções virais e bacterianas (doenças sexualmente transmissíveis e infecções sexualmente transmissíveis, tuberculose, toxoplasmose);
  • trauma local dos órgãos genitais e períneo;
  • tomar certos medicamentos (hormônios esteróides, quimioterapia).
Nanovein  Flebectomia - remoção cirúrgica de varizes dos membros inferiores

Sintomas de inflamação dos gânglios linfáticos inguinais

Muitas vezes, a primeira manifestação de problema é o aparecimento de dor nos gânglios linfáticos na virilha, bem como seu aumento – seu grau nem sempre corresponde ao tipo e tipo do processo patológico, portanto, não pode se tornar o único critério diagnóstico.

No entanto, em um possível processo supurativo, a natureza constante da dor, o aumento difuso dos gânglios linfáticos, indica a ocorrência de inchaço acentuado da área afetada. Ao mesmo tempo, o paciente pode sofrer uma deterioração da saúde geral, aumento da temperatura corporal, calafrios e sinais pronunciados de intoxicação.

Com a progressão do processo infeccioso e inflamatório, a supuração ultrapassa a zona do linfonodo, o pus começa a se espalhar pelos espaços intermusculares das coxas, causando o desenvolvimento de fleuma.

Nas doenças sexualmente transmissíveis, a linfadenite regional também ocorre, mas não atinge a característica de gravidade de um processo inflamatório purulento.

Diagnóstico e tratamento da inflamação dos gânglios linfáticos inguinais

Para estabelecer a verdadeira causa da inflamação dos gânglios linfáticos na virilha, é necessário avaliar as queixas do paciente e os resultados de seu exame clínico, com base nos quais um programa de exame é compilado. Inclui necessariamente:

  • análises clínicas e bioquímicas;
  • hemocultura bacteriológica;
  • biópsia por punção do linfonodo afetado;
  • exame citológico e histológico;
  • radiografia e exame ultrassonográfico de órgãos adjacentes;
  • ressonância magnética e computada.

O tratamento tradicional da inflamação dos gânglios linfáticos inguinais em homens e mulheres pode ser realizado:

  • métodos conservadores, envolvendo o uso de antibióticos de amplo espectro e repouso para a área afetada (caminhada e atividade física limitadas), bem como o uso de pomadas com anti-sépticos e antibióticos;
  • métodos radicais necessários para o tratamento da necrose (durante sua formação) – é realizada uma autópsia e drenagem do foco supurativo com o uso subsequente obrigatório de medicamentos antibacterianos para terapia geral e local.

Além disso, é necessário estabelecer a verdadeira causa da inflamação do linfonodo inguinal e o efeito sobre ele (se possível). O tratamento da causa da linfadenite deve ser abrangente e deve incluir medicamentos que estimulem o sistema imunológico do corpo.

Nanovein  Banhos de refrigerante para varizes (2)

Métodos alternativos para o tratamento da inflamação dos gânglios linfáticos inguinais

Métodos de medicina alternativa podem ser usados ​​nos estágios iniciais do tratamento como parte de uma terapia complexa – seu uso acelera o processo de cicatrização do paciente. No entanto, não se pode abandonar completamente os métodos da medicina tradicional, e o próprio processo de tratamento deve ser realizado sob a supervisão de um médico.

A eficácia dos seguintes métodos da medicina tradicional é comprovada:

  1. O suco de dente de leão espremido na hora é usado para embeber um guardanapo de tecido – é aplicado na forma de uma compressa. Este procedimento deve ser repetido 2 vezes ao dia por pelo menos 3 dias.
  2. As folhas de hortelã-pimenta moídas na hora também são adequadas para o tratamento – elas são aplicadas diretamente na área afetada. A compressa deve ser mantida por pelo menos 2 horas e repetida duas vezes ao dia.
  3. Para administração oral, recomenda-se uma coleção composta por orégano, banana e folhas de hortelã, absinto e capim-doce, erva de São João, raiz de dente de leão, ramos de framboesa – os componentes são tomados em proporções iguais, picados, misturados e fabricados como chá. A infusão deve ser tomada em 1 copo, 2-3 vezes ao dia após as refeições.
As varizes são facilmente eliminadas sem cirurgia! Para isso, muitos europeus usam Nanovein. Segundo os flebologistas, este é o método mais rápido e eficaz para eliminar varizes!

Nanovein é um gel peptídico para o tratamento de varizes. É absolutamente eficaz em qualquer estágio da manifestação de varizes. A composição do gel inclui 25 componentes curativos exclusivamente naturais. Em apenas 30 dias de uso deste medicamento, você pode se livrar não apenas dos sintomas das varizes, mas também de eliminar as conseqüências e a causa de sua ocorrência, além de impedir o re-desenvolvimento da patologia.

Você pode comprar Nanovein no site do fabricante.
Lagranmasade Portugal