Graus e estágios das varizes das extremidades inferiores

A determinação correta do estágio das varizes depende da precisão com que o médico escolhe as táticas de tratamento dessa doença comum. Expansão leve das veias pode ser eliminada sem medicação com a ajuda de exercícios especiais e meias de compressão. Os pacientes que iniciam a doença necessitam de terapia medicamentosa e, em casos graves, apenas o tratamento cirúrgico o ajudará.

A determinação correta do estágio das varizes depende da precisão com que o médico escolhe as táticas de tratamento dessa doença comum.

As varizes são facilmente eliminadas sem cirurgia! Para isso, muitos europeus usam Nanovein. Segundo os flebologistas, este é o método mais rápido e eficaz para eliminar varizes!

Nanovein é um gel peptídico para o tratamento de varizes. É absolutamente eficaz em qualquer estágio da manifestação de varizes. A composição do gel inclui 25 componentes curativos exclusivamente naturais. Em apenas 30 dias de uso deste medicamento, você pode se livrar não apenas dos sintomas das varizes, mas também de eliminar as conseqüências e a causa de sua ocorrência, além de impedir o re-desenvolvimento da patologia.

Você pode comprar Nanovein no site do fabricante.

Como determinar o grau de varizes

É lógico classificar os estágios da doença de acordo com seu quadro clínico. É construído um esquema para o desenvolvimento de varizes, composto por sintomas que aparecem gradualmente:

  • asteriscos venosos individuais;
  • padrão de malha distinto;
  • veias dilatadas;
  • inchaço das pernas;
  • pigmentação da pele;
  • eczema varicoso;
  • insuficiência venosa;
  • ulcerações de cura;
  • úlceras tróficas.

Mas os sintomas por si só, mesmo os característicos, não são suficientes para determinar o estágio das varizes. O fato é que os sinais clínicos dessa patologia são diversos e variáveis. Em quase todos os casos, a doença tem suas próprias manifestações e características individuais.

Um padrão de malha clara ajuda a ver rapidamente o padrão de varizes.

Os médicos geralmente encontram diferenças significativas nos principais critérios de diagnóstico, importantes para determinar o estágio das varizes. Isto é:

  • sinais iniciais de processos patológicos;
  • a taxa de progressão de varizes;
  • volume de vasos afetados;
  • localização de veias dilatadas;
  • sintomas de complicações de varizes.

A patologia também pode ser classificada de acordo com a forma de deformidades nas veias. Então os estágios da doença são assim:

  • varizes subcutâneas limitadas;
  • localizado – com penetração nas veias superficiais;
  • comum – com o retorno do sangue para a rede superficial dos vasos sanguíneos;
  • comum – com o retorno de sangue nas veias profundas.

A patologia também pode ser classificada de acordo com a forma de deformidades nas veias. O paciente pode desenvolver varizes subcutâneas limitadas.

Sistematização dos estágios da doença com base nas seguintes complicações:

  • inchaço significativo;
  • feridas sangrando;
  • tromboflebite;
  • o aparecimento de úlceras tróficas.

Quanto mais grave o grau de varicosidade, mais sintomas característicos, complicações e todas essas opções para sistematizar a doença são um tanto unilaterais. Durante muito tempo, os flebologistas russos foram guiados pela classificação segundo a qual as varizes das extremidades passam por 3 estágios de desenvolvimento.

Nanovein  Dor nas pernas do joelho aos pés

Estágios principais

Essa classificação se concentra no grau de negligência da doença. No entanto, nesta sistematização, há um ponto problemático: o início da patologia. Seus pacientes quase nunca percebem, e os médicos não conseguem detectar em tempo hábil durante o procedimento de diagnóstico.

Na maioria das vezes, a doença se disfarça de fadiga banal. Demora muito tempo até os sinais da doença se tornarem aparentes.

O estágio inicial da doença das varizes é chamado latente. Na maioria das vezes, a doença é disfarçada de fadiga banal.

primeiro

Sintomas do 1º estágio das varizes:

  • uma sensação de "zumbido", tensão, peso nas pernas;
  • dor em algumas partes dos membros;
  • perda temporária de sensibilidade, dormência das pernas, especialmente com postura prolongada em pé ou sentado;
  • uma ligeira saliência dos vasos sanguíneos sobre a pele, que após a palpação causa uma sensação de desconforto.

O segundo

Manifestações características da 2ª etapa das varizes:

  • padrões de malha ligeiramente azulada dos vasos sanguíneos, que se tornam cada vez mais;
  • contusões que aparecem espontaneamente e não como resultado de ferimentos;
  • sensação de plenitude da pele, peso das pernas;
  • dor intensa nos membros, que se intensifica à noite;
  • a aparência da pele de "ganso" sob os joelhos ou pernas.

Третья

Este é o estágio mais avançado da doença, caracterizado por graves alterações tróficas nas veias e tecidos das pernas. É perigoso devido ao alto risco de trombose, gangrena, amputação de membros. Todos os sintomas típicos são extremamente agravados:

  • a pele das pernas escurece, muitas manchas da idade aparecem nela;
  • o azul dos vasos afetados cobre a maioria dos membros;
  • seu inchaço não depende mais da hora do dia, tornando-se constante;
  • a dor nas pernas é tão insuportável que o paciente perde a capacidade de se mover livremente.

Graus de compensação

Há outra opção com a qual você pode sistematizar os estágios de desenvolvimento das varizes. A versão foi oferecida pelo Dr. V.S. Savelyev.

Há outra opção com a qual você pode sistematizar os estágios de desenvolvimento das varizes. O famoso médico russo V.S. ofereceu sua própria versão. Savelyev.

O cirurgião-flebologista russo construiu sua classificação com os seguintes critérios:

  • a disseminação do processo inflamatório nas veias dos membros;
  • probabilidade de complicações;
  • recursos do corpo para a autocura.

Segundo Savelyev, as varizes devem ser diferenciadas em três etapas:

  • compensado;
  • subcompensado;
  • descompensado.

Compensado

Isso é varizes no estágio inicial, quando uma pessoa não sente dor nas pernas. Às vezes, ele percebe um leve peso nos membros e somente depois de cargas incomuns neles. Após o descanso, essa sensação passa rapidamente. No entanto, durante um exame médico, "estrelas" vasculares individuais, leve inchaço dos tornozelos e pés já são detectados. O corpo é capaz de lidar com essas violações da circulação venosa por muitos meses e anos.

Com varizes compensadas, uma pessoa não percebe nenhuma alteração. Às vezes, ele pode notar um leve peso nos membros, mas ela passa após um breve descanso.

Subcompensado

As varizes das extremidades inferiores, nesta fase do desenvolvimento, manifestam-se por sinais claros de problemas de saúde. Já é impossível não notar ou atribuir à fadiga a rápida fatigabilidade das extremidades inferiores, manchas senis, "arrepios" durante o dia e cãibras à noite. À noite, as pernas incham fortemente, mas de manhã ainda conseguem espremê-las nos sapatos novamente.

Nanovein  Causas oculares varicosas

Descompensado

Nesta fase, o corpo não é mais capaz de lidar com a insuficiência venosa crônica. E as varizes das extremidades inferiores se manifestam não apenas por inchaço, pigmentação, hemorragia, coceira nas pernas, mas também dermatite, eczema, perda de cabelo aumentada. A pele perde a capacidade de se regenerar, por causa disso, o microtrauma é o mais pequeno arranhão que se transforma em úlceras que não cicatrizam.

Classificação Internacional de Palco

Desde 2005, flebologistas são prescritos no diagnóstico de varizes para serem guiados pela classificação unificada internacional de insuficiência venosa (CEAP).

Desde 2005, flebologistas são prescritos no diagnóstico de varizes para serem guiados pela classificação unificada internacional de insuficiência venosa.

Esta sistematização abrange 6 estágios do desenvolvimento de varizes:

  1. Sintomas típicos para o início da doença: peso nas pernas, pior no final do dia, a primeira "estrela" vascular pouco visível devido à expansão dos capilares, cólicas raras nos músculos da panturrilha. Começa a estase do sangue venoso, o que complica sua saída.
  2. No segundo estágio do desenvolvimento da doença, uma pessoa sente desconforto nos membros. À medida que as veias se expandem gradualmente, os padrões vasculares na pele aparecem mais distintamente, há mais deles. As válvulas que regulam o fluxo sanguíneo nas extremidades funcionam mal. As pernas doem e incham mais frequentemente, especialmente durante o esforço físico.
  3. O terceiro estágio é caracterizado por convulsões sistemáticas, inchaço intenso, dor nas pernas, que não desaparecem mesmo após várias horas de descanso. Esses sintomas são especialmente agravados se você tiver que andar ou ficar em um lugar por um longo tempo. As veias tornam-se convexas, os pés incham tanto que não cabem nos sapatos comuns.
  4. No quarto estágio da doença, a insuficiência venosa crônica se manifesta por alterações degenerativas da pele. Isso é evidenciado pelo aparecimento de manchas na idade marrom. A princípio, eles estão localizados nos membros inferiores, mas gradualmente se espalham mais. Pele sem degradação nutricional e úlceras tróficas se formam nos locais mais vulneráveis.
  5. Se o tratamento conservador for eficaz e as úlceras cicatrizarem, o quinto estágio da doença, caracterizado pela formação de tecido cicatricial, é verificado. Na maioria das vezes, ocorrem recaídas de ulceração. Ao mesmo tempo, há um grande risco de complicações perigosas.
  6. Se no mesmo local onde o tecido cicatricial estava, uma úlcera trófica reaparecesse, é diagnosticado o sexto estágio do desenvolvimento de varizes, no qual é indicada uma operação cirúrgica de emergência. Nesse caso, é necessário o tratamento simultâneo de varizes e lesões ulcerativas.

Hoje, o CEAP é uma sistematização reconhecida por flebologistas de todo o mundo. Essa classificação das doenças venosas crônicas permite que o médico leve em consideração os sintomas da doença, a localização dos vasos afetados, o grau de progressão das varizes e as complicações que surgem.

Lagranmasade Portugal