Foto, estágio e classificação de varizes

Segundo as estatísticas, cerca de 83% da população experimenta doenças como varizes das extremidades inferiores. Portanto, é importante saber como são as varizes no estágio inicial. Isso permitirá a detecção oportuna da doença e impedirá o desenvolvimento de possíveis complicações.

As varizes são facilmente eliminadas sem cirurgia! Para isso, muitos europeus usam Nanovein. Segundo os flebologistas, este é o método mais rápido e eficaz para eliminar varizes!

Nanovein é um gel peptídico para o tratamento de varizes. É absolutamente eficaz em qualquer estágio da manifestação de varizes. A composição do gel inclui 25 componentes curativos exclusivamente naturais. Em apenas 30 dias de uso deste medicamento, você pode se livrar não apenas dos sintomas das varizes, mas também de eliminar as conseqüências e a causa de sua ocorrência, além de impedir o re-desenvolvimento da patologia.

Você pode comprar Nanovein no site do fabricante.

Tipos de varizes

A doença venosa, que é acompanhada pela expansão, friso e destruição do aparelho valvar, pode afetar vários órgãos do corpo. Portanto, a classificação desta patologia é baseada no local de sua localização.

De acordo com a Classificação Internacional de Doenças da 10ª revisão, os seguintes tipos de doenças são distinguidos:

  • Varizes do sistema circulatório.
  • A expansão das veias do trato digestivo.
  • O acúmulo de numerosos coágulos patológicos em um só lugar.
  • Linfonodos e vasos sanguíneos varicosos, que não são sistematizados em outras seções.
  • Varizes das extremidades inferiores.

O uso da CID 10 na prática médica permite ao flebologista fazer o diagnóstico e a diferenciação corretos das varizes.

Por sua vez, as varizes nas extremidades inferiores, dependendo do estágio do curso, são classificadas como uma doença com:

  • Lesões ulcerativas.
  • Processos inflamatórios progressivos.
  • Úlceras e inflamações.
  • Flebectasia de pernas, etiologia incerta ou localização não especificada.
  • Varizes das pernas ou outra parte com danos à pele.
  • A ausência de deformidade venosa com úlceras, supuração ou processos inflamatórios.

Dados os principais locais de localização de alterações patológicas, as varizes são distinguidas:

  • Veias superficiais.
  • Veias profundas.
  • Reticular

Uma extensa classificação de varizes é causada por polietiológicos e uma ampla variedade de opções para o curso da doença. Com a diferenciação da patologia, os flebologistas modernos usam não apenas a CID-10, mas também a classificação da doença de acordo com suas formas.

Na prática médica, essas formas de varizes são diferenciadas:

  • Danos parciais nos vasos sanguíneos do tipo subcutâneo e intradérmico sem saída reversa.
  • Lesão segmentar com saída reversa de sangue em todas as veias.
  • Lesão extensa com descarga de etiologia patológica nas veias safenas e perfurantes.
  • Lesão venosa comum com descarga anormal através das veias profundas.

A deformação das veias e a disfunção do fluxo sanguíneo nelas podem ser de vários tipos. Somente um flebologista é capaz de diagnosticar e estabelecer corretamente o tipo de expansão varicosa com base nos resultados de um exame abrangente.

Nanovein  Por que as veias nas pernas de um adolescente são visíveis

Graus de varizes

Dependendo do processo de progressão da doença, as varizes têm 4 estágios de desenvolvimento. Cada um deles é caracterizado por certos sintomas.

  • No primeiro estágio, sentimos peso nas pernas e dores de natureza dolorosa. São visualizadas veias de aranha, veias nodulares e inchaço. Talvez espasmo involuntário dos músculos da panturrilha e a manifestação de queimação no pé. É caracterizada pela ausência de estagnação na corrente sanguínea.
  • O segundo grau de varizes é acompanhado por falta de oxigênio no sistema venoso. É caracterizada por um rápido aumento no tamanho e número de nós vasculares e asteriscos. Tais danos têm limites claramente definidos, o que contribui para sua manifestação mais vívida. É possível agrupá-los em algumas pequenas áreas de lesão. Ao mesmo tempo, a dor e o inchaço dos tecidos moles são intensificados.
  • Com o terceiro grau de varizes, formam-se lesões tróficas da superfície medial da perna. É caracterizada pelo aparecimento de manchas marrons na pele que, com a progressão da doença, ficam cobertas por uma crosta seca e rachadura. No contexto, é possível o desenvolvimento de dermatite. A presença de grande edema se torna perigosa. Há uma grande fadiga e dor.
  • O quarto grau é complicações da doença. Eles podem se manifestar na forma de desenvolvimento de processos inflamatórios, úlceras tróficas nas paredes das veias. Possível sangramento devido a danos mecânicos nas vedações. Esse grau é perigoso, com a possibilidade do desenvolvimento de insuficiência venosa, que posteriormente pode adquirir uma forma crônica.

No terceiro e quarto estágio, o paciente começa a sentir fortes dores de natureza diferente, tanto nos músculos quanto nos troncos venosos. Muito raramente, pode ocorrer uma ruptura do nó, acompanhada por uma leve perda de sangue. Na maioria das vezes, esse sinal aparece à noite. Se com varizes surgiram hipertermia e aumento da fraqueza, isso indica diretamente o aparecimento de complicações da doença.

As varizes não são uma doença perigosa que não pode ser tratada. Mas, vale a pena notar que essa patologia não passa por si própria e está progredindo rapidamente. A detecção de varizes de primeiro grau aumenta significativamente o tempo para uma recuperação rápida e bem-sucedida. As varizes de quarto grau lançadas representam um perigo para o corpo e a vida humanos.

Varizes de estágio das extremidades inferiores

As varizes são caracterizadas por várias etapas da patologia. Cada um dos quais determina a prevalência da doença e tem certos sinais. Existem muitas classificações dos estágios das varizes, cada uma com seus próprios sintomas e terapia.

Acima de tudo, na prática profissional, os flebologistas modernos usam a classificação de varizes de acordo com o grau de alteração no fluxo sanguíneo nos vasos do corpo. O fundador dessa separação de varizes em estágios é Savelyev.

Segundo suas conclusões, os seguintes estágios da doença são diferenciados:

  • Compensatório. É caracterizada pela presença de problemas de manifestação cosmética. Não há sintomatologia da trombose, mas, após exame do paciente, são detectados sinais do estágio inicial de varizes nas pernas. Dependendo da etiologia da patologia, o estágio compensatório das varizes sem tratamento adequado ao longo do ano pode evoluir para varizes do segundo grau.
  • Subcompensatório. Os vasos sanguíneos estão sujeitos a deformação e são claramente visíveis na superfície das pernas. As varizes do estágio subcompensatório são acompanhadas por dor e inchaço das extremidades inferiores. Uma sensação de peso, uma sensação de rebentamento aparece e a sensibilidade da pele aumenta significativamente. O inchaço nas pernas se intensifica à noite e desaparece na manhã seguinte.
  • Descompensação. Os sinais visuais dos patologistas aumentam significativamente. Redes e nós venosos aumentam não apenas em área, mas também em volume. Uma intensa sensação de coceira aparece. A superfície da pele adquire uma tonalidade escura, torna-se seca e brilhante. Nesse estágio, ocorre uma pequena hemorragia, que provoca a deposição de hemossiderina, que leva à hiperpigmentação da pele nas áreas afetadas.
Nanovein  Pressão normal em um adolescente

O estágio inicial das varizes para cada organismo ocorre de maneira diferente. A intensidade de seus sintomas e a duração desse período é individual e depende de muitos fatores. Portanto, na manifestação dos menores sinais de patologia, você deve procurar imediatamente ajuda médica qualificada. O tratamento oportuno impedirá o desenvolvimento de estágios mais graves das varizes.

O estágio inicial das varizes nas pernas: tratamento da patologia

Com varizes, a eficácia do curso terapêutico depende da manifestação oportuna da patologia. A assistência médica qualificada no estágio inicial do desenvolvimento da doença permite restaurar totalmente a integridade da parede vascular e a funcionalidade das veias danificadas.

O tratamento de varizes da fase inicial é realizado de forma abrangente e consiste em:

  • O uso complexo de venotônicos. Para um efeito abrangente nas veias, é realizada a administração oral de comprimidos. Entre eles, Detralex e Vazoket são populares. O uso de preparações locais na forma de pomadas e géis também tem um alto efeito terapêutico. No estágio inicial da doença, a pomada de heparina é rápida e efetivamente aliviada dos sintomas.
  • Condução de escleroterapia. A flebologia, levando em consideração o quadro clínico da doença, realiza: microescleroterapia, ecoscleroterapia ou escleroterapia em forma de espuma. A técnica minimamente invasiva consiste na introdução de medicamentos especiais, esclerosantes na veia com agulhas finas. Após o procedimento, o uso obrigatório de meias de compressão especiais. A eficácia da escleroterapia explica seu uso na fase de compensação de varizes das extremidades inferiores.
  • Terapia de Ozônio. Refere-se ao tratamento fisioterapêutico, que é um dos componentes do tratamento complexo de varizes das pernas na fase inicial. Tais procedimentos aumentam o suprimento de oxigênio celular e estimulam a circulação sanguínea pelas veias. Como resultado, ocorre colagem das paredes dos vasos sanguíneos afetados.

Cada um dos métodos de tratamento para varizes requer prescrição médica e controle obrigatórios. O autotratamento de varizes é estritamente proibido.

As varizes nas extremidades inferiores do grau inicial são difíceis de diagnosticar independentemente. As informações visuais na Internet contribuem para a familiarização visual com os sinais característicos da patologia.

Lagranmasade Portugal