Em que casos e de que maneira é a remoção das veias nas pernas

Um grande número de pessoas é forçado a enfrentar varizes. Esta doença é acompanhada por um estreitamento das paredes vasculares das veias profundas, o que leva a uma diminuição no fluxo sanguíneo. No mundo moderno, essa doença é muito mais jovem e é encontrada em pessoas de diferentes idades.

Isso é causado por muitos fatores:

  • má situação ambiental;
  • a aparência de excesso de peso;
  • falta de atividade física e predominância de um estilo de vida fixo;
  • predisposição genética;
  • gravidez, etc.

O aparecimento de varizes nas pernas pode levar a sérias conseqüências, mas se você lidar com a eliminação da doença nos estágios iniciais, é bem possível se livrar do problema usando métodos de tratamento conservador. Se você ignora a doença e permite que ela se desenvolva, na maioria dos casos não é possível evitar a intervenção cirúrgica.

Uma operação realizada com competência, com o objetivo de remover varizes, é uma garantia de sucesso no descarte de uma doença debilitante insidiosa.

Até o momento, essas operações são realizadas por médicos experientes em centros médicos. A disponibilidade de equipamentos modernos e a experiência suficiente permitem realizar a operação com sucesso, sem ameaçar a saúde e a vida do paciente.

As varizes são facilmente eliminadas sem cirurgia! Para isso, muitos europeus usam Nanovein. Segundo os flebologistas, este é o método mais rápido e eficaz para eliminar varizes!

Nanovein é um gel peptídico para o tratamento de varizes. É absolutamente eficaz em qualquer estágio da manifestação de varizes. A composição do gel inclui 25 componentes curativos exclusivamente naturais. Em apenas 30 dias de uso deste medicamento, você pode se livrar não apenas dos sintomas das varizes, mas também de eliminar as conseqüências e a causa de sua ocorrência, além de impedir o re-desenvolvimento da patologia.

Você pode comprar Nanovein no site do fabricante.

Em que casos a cirurgia é realizada?

A remoção de veias com intervenção cirúrgica é realizada nos casos em que:

  • há varizes extensas nas pernas e a doença cobre uma área significativa;
  • inchaço da perna ou de ambos os membros e há rápida fadiga ao caminhar;
  • veias safenas não se expandem corretamente;
  • existem violações significativas da saída de sangue;
  • é observado o desenvolvimento de úlceras tróficas não cicatrizantes;
  • veias obstruídas ou o paciente foi diagnosticado com tromboflebite aguda.

Porém, a remoção das veias pelo método cirúrgico nas pernas pode não ser realizada em todos os casos, pois há contra-indicações ao procedimento e certas restrições.

Em quais casos não prescreve uma operação?

Se houver sérias conseqüências do desenvolvimento de varizes, nem sempre você poderá contar com a intervenção cirúrgica.

Uma operação não será executada se:

  • varizes são muito avançadas;
  • o paciente tem doença cardíaca coronária e hipertensão estágio 3;
  • são observados processos infecciosos ou inflamatórios graves;
  • a faixa etária do paciente não permite cirurgia nas pernas, pois as consequências podem ser muito graves;
  • a mulher está no 2º ou 3º trimestre de gravidez;
  • existem doenças de pele (dermatite, erisipela, etc.), que estão na fase aguda.
Nanovein  3 peróxido de hidrogênio versus varizes comentários

Antes de prescrever uma operação para remover as veias das pernas, um especialista realiza um exame completo não apenas do sistema venoso do paciente. Um amplo estudo de diagnóstico está sendo realizado. A cirurgia de emergência pode ser realizada se as pernas do paciente estiverem bloqueadas por veias ou tromboflebite recorrente, bem como úlceras tróficas não cicatrizantes.

Métodos utilizados

Hoje, vários métodos são propostos para remover veias em uma perna ou dois membros.

Flebectomia

A flebectomia é realizada se o desenvolvimento da doença estiver nos estágios iniciais. O processo preparatório para tal operação é muito simples. O paciente precisa tomar um banho e remover pêlos na virilha e nas pernas. Um papel importante é desempenhado pelo fato de a pele da perna ser absolutamente saudável. Além disso, antes da operação, a limpeza intestinal deve ser realizada, bem como testes para determinar a presença ou ausência de reações alérgicas aos medicamentos.

A flebectomia é realizada sob anestesia local. A operação em si dura dentro de 2 horas. Não há consequências sérias após a cirurgia, pois esse procedimento é absolutamente seguro para a saúde do paciente. Durante a implementação dessa intervenção cirúrgica, um especialista pode fazer a correção extravasal. Graças a este procedimento, a saída de sangue é restaurada.

Este procedimento começa com uma pequena incisão na região da virilha (as incisões na pele são feitas não mais do que 5 cm), bem como na área do tornozelo (comprimento da incisão de cerca de 2 cm). O especialista faz todos os cortes subseqüentes diretamente sob os nós venosos, que diferem em tamanhos grandes. Cada uma dessas incisões é bem pequena.

Depois disso, através da incisão realizada na região da virilha, o cirurgião introduz um extrator venoso especial, que é um fio fino com ponta arredondada. Essa ferramenta fornece a capacidade de remover a veia afetada. Na fase final, o médico sutura as incisões. A perna operada ou dois membros de uma só vez são fechados com um curativo esterilizado, após o qual é aplicado um curativo elástico. A reabilitação é de 1 a 2 dias, após os quais o paciente pode caminhar de forma independente. É muito importante que um paciente submetido a flebectomia use regularmente ataduras ou meias especiais por dois meses. Além disso, venotônicos devem ser tomados que contribuem para a restauração do funcionamento das veias.

Em certos casos, o especialista pode prescrever uma minipectomia, durante a qual são feitas pequenas incisões, e as veias da perna são removidas total ou parcialmente. O procedimento é realizado sob anestesia local.

Escleroterapia

A escleroterapia é reconhecida como um procedimento absolutamente indolor, após o qual a reabilitação pode ser bastante longa. Essa técnica, que fornece a capacidade de remover as veias da perna ou de ambos os membros, ganhou grande popularidade no mundo moderno. Sua essência está no tratamento de varizes com a ajuda de injeções.

Ao realizar a ecoscleroterapia, um especialista injeta diretamente na veia uma substância especial que pode destruir os tecidos internos dos vasos sanguíneos. Após a eliminação da camada superior, ocorre uma fusão dos tecidos do meio, devido à qual a veia cai. Essa técnica ganhou popularidade por ser um procedimento “mais suave” e mais suave, mas, para obter um resultado duradouro, é necessário produzir vários desses efeitos. Além disso, a reabilitação neste caso leva cerca de 6 meses.

Nanovein  Doença Vascular da Perna - Visão Geral, Sintomas e Tratamento

Essa técnica de intervenção cirúrgica, juntamente com a escleroterapia com espuma, pode ser utilizada exclusivamente nos casos em que são observados danos às veias de pequeno diâmetro. Além disso, esses métodos podem estar envolvidos na formação de veias da aranha.

Durante o procedimento, o especialista introduz um esclerotante especial (espuma) na veia, cuja eficácia é aumentada pelo aumento da área de interação com o lado interno vascular. Além disso, devido à consistência especial, a substância é capaz de permanecer nos vasos por um longo tempo, devido ao qual aumenta o período de exposição do medicamento a vasos danificados.

Livrar-se de varizes na (s) perna (s) com um laser

Esta técnica é a mais moderna. Quando a coagulação intravascular a laser é realizada, as veias a laser são tratadas internamente. Isso é realizado graças a uma punção microscópica preliminar. Devido ao fato de o laser ser exposto a altas temperaturas, é realizada uma fervura instantânea de sangue, após o que bloqueia rapidamente as paredes do vaso afetado.

A vantagem de tal operação na perna é a velocidade do procedimento, bem como a ausência de riscos de infecção. Além disso, a remoção de veias na perna com um laser é a técnica que proporciona um aperto imediato das úlceras venosas.

Esta operação só pode ser realizada se houver equipamento caro especial, além de especialistas qualificados e experientes que não oferecem seus serviços em todas as instituições médicas.

Tecnologia perfeita

Este método de remoção de veias na perna também é o mais "fresco". Durante esta operação, são feitas punções microscópicas, após as quais são removidas as áreas danificadas dos vasos sanguíneos e veias. Após essa operação, a sutura não é necessária, mas um curativo elástico estéril deve estar na perna tratada. A recuperação dura dentro de 5 horas, e o paciente pode se mover facilmente de forma independente. A tecnologia perfeita para o tratamento de varizes refere-se a procedimentos indolores e menos traumáticos, e o paciente pode voltar para casa no dia da cirurgia, se houver esse desejo.

Quais complicações você pode encontrar?

Após qualquer intervenção cirúrgica, mesmo que muito delicada, o paciente observará a formação de hematomas, bem como contusões. Além disso, após a remoção das veias, podem ocorrer outras conseqüências que perturbarão por um curto período de tempo.

Durante um certo período de tempo, após o procedimento, é melhor passar uma noite com as pernas levemente levantadas, o que melhorará o fluxo sanguíneo. Também deve-se ter em mente que a operação executada não é uma garantia de que você não encontrará novamente a aparência de expansão venosa. Essa doença pode aparecer facilmente se o paciente tiver uma predisposição genética ou continuar a levar um estilo de vida sedentário.

Lagranmasade Portugal