Dor na virilha em mulheres

Uma sensação desagradável na região inguinal ocorre em mulheres devido a processos inflamatórios, tumorais e destrutivos. Sua localização comum é o intestino, trato urogenital. Mas também o desconforto no abdome inferior causa danos aos sistemas nervoso, linfático, circulatório e muscular. Sem consultar um médico, você não poderá descobrir as causas da dor na virilha em mulheres – em todos os casos, é indicado um apelo a um especialista. O paciente deve se preparar para o diagnóstico e tratamento.

Uma sensação desagradável na região suprapúbica é classificada dependendo da projeção – ocorre à direita, à esquerda, sem um determinado local. A dor só pode aumentar com a atividade física, por exemplo, enquanto caminha. Nesse caso, a dor irradia para a perna ou concentra-se exclusivamente na região suprapúbica. Em todos os casos, o sintoma refere-se à patologia, uma mulher precisa de diagnóstico. Além disso, a dor na virilha é um dos sinais de alerta durante a gravidez.

Dor na esquerda

Esse arranjo de desconforto indica a presença de gravidez ectópica do lado esquerdo, sigmoidite, urolitíase. É possível inflamação, dano ao ovário ou formação de neoplasias císticas no seu interior. O tipo de remoção do cálculo depende de sua composição química e tamanho. A derrota do cólon e ovário sigmóide é eliminada de forma conservadora. Com uma gravidez ectópica ou danos ao ovário, a cirurgia é indicada. Os cistos dependentes de hormônio são removidos com drogas de propriedade semelhante, mas a intervenção cirúrgica não é excluída.

Direito dolorido

Esta localização da sensação desagradável é característica do desenvolvimento de apendicite, gravidez ectópica, anexite, constipação, colite, urolitíase. Sinais concomitantes dessas condições podem coincidir (em todos os casos, náusea, tensão da parede abdominal, hipertermia). Portanto, o médico realiza, antes de tudo, o diagnóstico diferencial – estabelece a causa da dor do lado direito na virilha de uma mulher.

Dói abaixo

Observa-se com cistite, endometrite, endometriose. Inflamação enumerada da bexiga, útero, o crescimento da camada uterina interna fora do corpo. A dor no abdome inferior é uma das manifestações do processo patológico no intestino grosso.

Na gravidez

Independentemente do período, indica uma esfoliação gradual do óvulo, constipação e colite. Além disso, a gravidez pode ser ectópica e, à medida que o ovário ou as trompas de falópio se expandem, uma sensação desagradável aumenta. Se, além da dor, o sangue é excretado do trato genital, esse é um sintoma de aborto espontâneo ou parto prematuro. Isso é possível após o estresse, a atividade física, devido a lesões inflamatórias do trato urogenital.

Ao andar

A explicação mais comum para a dor dessa localização é a inflamação do ovário (independentemente da causa dessa condição). Desconforto na virilha ao caminhar aparece devido a uma gravidez ectópica, danos às fibras nervosas da região suprapúbica, apendicite. Um pouco menos frequentemente, a dor aumenta com a atividade motora devido ao movimento da pedra ao longo do ureter.

Dá no pé

Indica que a mulher tem problemas ovarianos, danos ao plexo nervoso da região lombar (devido a hipotermia, trauma) ou apendicite. Uma sensação desagradável piora subitamente e, devido à intensidade, exclui a possibilidade de atividade motora.

As varizes são facilmente eliminadas sem cirurgia! Para isso, muitos europeus usam Nanovein. Segundo os flebologistas, este é o método mais rápido e eficaz para eliminar varizes!

Nanovein é um gel peptídico para o tratamento de varizes. É absolutamente eficaz em qualquer estágio da manifestação de varizes. A composição do gel inclui 25 componentes curativos exclusivamente naturais. Em apenas 30 dias de uso deste medicamento, você pode se livrar não apenas dos sintomas das varizes, mas também de eliminar as conseqüências e a causa de sua ocorrência, além de impedir o re-desenvolvimento da patologia.

Você pode comprar Nanovein no site do fabricante.

personagem

Dependendo das características da dor, ela pode ser aguda, forte, sem brilho, puxando, dolorida, latejante. Ao visitar um médico, você precisa informar ao especialista a natureza do desconforto localizado na virilha. Esse sintoma não é de pouca importância e permite que você estabeleça rapidamente o diagnóstico correto.

Sharp

Ocorre com danos aos ovários, apendicite, artrite da articulação do quadril. Se a cistite estiver no estágio agudo, uma sensação desagradável no abdome inferior também pertence ao tipo agudo. Dor aguda na região inguinal é uma das manifestações de uma ruptura da trompa de Falópio (com gravidez ectópica).

Forte

Preocupado com danos ao útero, endometriose, pedra que avança ao longo do ureter, câncer dos órgãos do sistema reprodutivo ou urinário. Dor intensa na região inguinal é um sintoma de lesão na articulação do quadril, manifestação de apendicite.

Dumb

Observa-se com constipação, inflamação ou neoplasia maligna do intestino, cistite. Os processos infecciosos nos órgãos do sistema reprodutivo das mulheres também se manifestam por dor surda na região inguinal.

Puxando, doendo

Observa-se com miomas uterinos (tumores benignos), câncer de cólon. As razões para o seu desenvolvimento são polimórficas, mas as condições listadas estão unidas pela necessidade de cirurgia. Dor dolorosa na virilha em mulheres manifesta colite e a constipação que a acompanha. O tratamento é conservador (com a observação obrigatória da nutrição dietética).

Throbbing

Uma dor inguinal contorcida é característica do desenvolvimento de patologias nas quais são formadas massas purulentas. Estes incluem anexite, endometrite, colite, apendicite (incluindo, com o início da peritonite). Uma pulsação característica na virilha é um sintoma de inflamação da articulação do quadril, plexos do nervo lombar.

razões

Nas mulheres, a dor na virilha é observada com doenças do aparelho geniturinário, trato digestivo, mas outros fatores também podem causar desconforto. Em casos clínicos raros, uma sensação desagradável no abdome inferior é consequência de dois problemas de saúde ao mesmo tempo. Somente com a ajuda do laboratório, hardware e diagnóstico instrumental podemos estabelecer a causa raiz da deterioração do bem-estar.

Condições patológicas do aparelho geniturinário

A síndrome da dor manifesta processos patológicos da bexiga – tumor (câncer), inflamatório (cistite) ou a presença de pedras no interior deste órgão. Sintomas relacionados:

  • febre
  • manchas de sangue na urina
  • irritação dentro da uretra, sensação de esvaziamento insuficiente da bexiga
  • náusea, vômito (enquanto o cálculo se move ao longo dos ureteres até a bexiga)
  • aumento da vontade de urinar
  • diminuição da libido, insônia, irritabilidade, dor no sacro, dificuldade em aceitar a posição do corpo
Nanovein  Onde remover varizes

As patologias listadas, manifestadas pela dor na virilha nas mulheres, surgem devido à não observação da higiene pessoal, hipotermia e intoxicação. Causas adicionais – mutação genética, predisposição hereditária; abuso de alimentos ácidos, condimentados ou salgados.

Patologia intestinal

A dor na virilha nas mulheres é acompanhada por:

  • colite é uma inflamação do cólon que ocorre devido a vários fatores
  • neoplasia maligna do sigmóide ou reto
  • apendicite
  • constipação (falta de capacidade de esvaziar o intestino por um período superior a 3 dias)

A colite ocorre devido a disbiose, falta de dieta equilibrada, distúrbios circulatórios no intestino, intoxicação por drogas ou alimentos. As principais manifestações da patologia são dor unilateral na região suprapúbica, evacuações com mistura de pus e sangue, inchaço, falta de apetite e náusea.

Tumores intestinais – uma consequência de uma predisposição hereditária, intoxicação prévia (por exemplo, quando se trabalha na indústria de tintas e vernizes), mutação genética. Sinais de câncer de intestino são defecação com mistura de sangue (sem muco), perda de peso, dor intensa na virilha (pouco aliviada por analgésicos), cor corporal pálida ou cerosa.

A apendicite é uma inflamação do apêndice do ceco devido ao bloqueio por um tumor, parasitas e cálculos. Além disso, é produzido muco que cola a cavidade. Outras causas do desenvolvimento da patologia são nutrição sem fibra alimentar, aumento da densidade sanguínea e formação de um coágulo sanguíneo que fecha o lúmen do apêndice. Sintomas – dor intensa na virilha, febre até números altos, vômitos, tensão da parede abdominal anterior.

Doenças do sistema músculo-esquelético

Dor na virilha em mulheres é igualmente uma manifestação de uma hérnia. É caracterizada pela formação de uma protrusão específica na região do triângulo inguinal. O neoplasma em si não causa desconforto significativo (exceto inconvenientes estéticos), mas é perigoso beliscá-lo. Isso acontece devido a um aumento acentuado da pressão intra-abdominal (durante o esforço físico). A manifestação principal do esmagamento de uma hérnia inguinal é uma deterioração aguda no bem-estar: o paciente grita de dor, perde a consciência.

  • estagnação das fezes (problemas com movimentos intestinais)
  • vômitos prolongados (crises freqüentes)
  • aperto e dor perceptíveis de protrusão inguinal

Uma hérnia pinçada é removida cirurgicamente, com urgência. Cirurgiões e ginecologistas estão operando simultaneamente. Uma explicação da necessidade de intervenção de emergência é um alto risco de compressão ovariana.

Doenças do Quadril

Desconforto no abdome inferior é observado com artrite da articulação do quadril. Esta é uma inflamação da articulação decorrente de infecção, lesões, esforço físico anormal. Sinais diferentes da dor:

  1. Aumento local da temperatura corporal (pele quente ao toque)
  2. Restrição de mobilidade
  3. Vermelhidão dos tecidos no local da lesão
  4. Sensação de fricção dentro de uma articulação inflamada

Sinais adicionais – fraqueza, diminuição do desempenho, insônia. O tratamento da artrite do quadril é conservador, a endoprótese (substituição do segmento) é realizada em 4 estágios de destruição articular.

Dor muscular

O prolapso genital é uma condição na qual ocorre o prolapso dos órgãos do sistema reprodutivo devido à fraqueza dos músculos pélvicos. A doença pode ser congênita ou adquirida. No segundo caso, surge como resultado do levantamento de pesos – trabalho exaustivo, treinamento esportivo irregular. Inicialmente, a sintomatologia expressa da patologia está ausente. Com o tempo, a dor na parte inferior do abdome aumenta. Além disso, a urina é liberada involuntariamente – durante um regime, espirros, tosse.

Doenças do sistema linfático e circulatório

Inflamação dos gânglios linfáticos inguinais é definida como linfadenite. Isso acontece primário ou secundário. Ocorre devido a uma violação da integridade dos tecidos do próprio linfonodo, ou devido a outra doença. Além do desconforto no abdome inferior, os principais sinais de linfadenite inguinal:

  • Elevando a temperatura corporal para números altos
  • Presença de compactação palpável (linfonodo inflamado)
  • Mal-estar geral – fraqueza, letargia, apatia, insônia, desempenho diminuído
  • O aparecimento de doenças concomitantes. Os linfonodos fazem parte do sistema imunológico, seu enfraquecimento expõe o paciente ao desenvolvimento de novas patologias.
  • Vermelhidão do tecido inflamado
  • Atividade motora prejudicada devido a dor e rigidez

A linfadenite serosa é eliminada de maneira conservadora, inflamação purulenta dos gânglios linfáticos inguinais – exclusivamente por meios cirúrgicos. A paciente deve entender que, após a operação, ela terá uma administração sistemática e de longo prazo de medicamentos imunomoduladores. O motivo é a necessidade de restaurar as propriedades protetoras do corpo, enfraquecidas pela cirurgia. Com linfadenite secundária, um fator importante na eliminação da doença subjacente é importante.

Outras doenças

O desconforto na região inguinal ocorre em mulheres devido a dismenorreia (períodos dolorosos), osteocondrose da coluna lombossacra. No segundo caso, estamos falando sobre os processos inflamatórios degenerativos dos discos intervertebrais. Além da dor, os sinais de patologia que a acompanham:

  • limitação da atividade motora
  • aumento local da temperatura corporal;
  • inchaço no local da lesão
  • uma sensação de tensão na coluna lombossacra
  • flexões, rangidos, cliques e outros sons no campo de alterações degenerativas da coluna vertebral

A causa da menstruação dolorosa é o aborto adiado, uma alteração no endométrio (camada uterina interna), processos inflamatórios no interior do útero e cistite prolongada. O desconforto intenso no abdome inferior causa câncer nos órgãos do sistema reprodutivo ou urinário.

Possíveis complicações

Se, com desconforto na virilha, uma mulher não consultar um médico em tempo hábil para realizar diagnósticos e receber tratamento, o risco de complicações aumenta. 90% deles são difíceis de corrigir com medicamentos e são perigosos até a morte. As consequências de uma falta prolongada de assistência médica em condições que são acompanhadas por desconforto na região inguinal:

  1. Sepse. A infecção sanguínea é uma conseqüência do ingresso de microflora patogênica nela. A sepse se desenvolve quando uma cavidade purulenta é aberta.
  2. Pielonefrite. Processo infeccioso e inflamatório no interior do sistema pielocaliceal dos rins. Ocorre devido à sobreposição do lúmen do ureter com uma pedra em movimento e à subsequente estagnação da urina.
  3. Ruptura do ovário ou trompa de Falópio (depende da localização do óvulo fetal durante a gravidez ectópica). Os sinais predominantes são sangramento e dor, contra os quais uma mulher pode perder a consciência.
  4. Peritonite Inflamação da cavidade abdominal, que progride rapidamente. A razão para o desenvolvimento é a entrada de massas purulentas ou outros ambientes adversos no espaço estéril.
  5. Endometrite. A inflamação da camada uterina interna ocorre devido a uma lesão semelhante do sistema reprodutivo. O processo patológico procede dos ovários, trompas de falópio, bexiga.
Nanovein  Como se livrar da coceira com varizes

Se a causa da dor no abdome inferior for uma patologia infecciosa, acompanhada de sintomas dispépticos, ocorre desidratação. Isso leva a vômitos aumentados e freqüentes sem reposição subsequente do líquido perdido. A desidratação interrompe a atividade de todos os órgãos, incluindo o coração e o cérebro.

Quando consultar um médico

Indicações diretas para entrar em contato com um especialista (incluindo sua chamada de casa):

  • É difícil interromper a síndrome da dor com analgésicos padrão, ocorre regularmente, paroxisticamente
  • Urina manchada de sangue
  • A temperatura corporal permanece alta por 2 dias
  • Durante um ataque de dor, uma mulher perde a consciência
  • Os níveis de pressão arterial são significativamente reduzidos, causando tonturas, fraqueza e escurecimento diante dos olhos.
  • O sangue é liberado da vagina

Outros motivos para entrar em contato com um especialista são a náusea, complicada pelo vômito; diarréia com episódios até 10 vezes ao dia; sede, dificuldade em aceitar a posição do corpo.

diagnósticos

Quando a dor aparece na parte inferior do abdômen, as mulheres passam por um exame abrangente (levando em consideração a variedade de possíveis causas de desconforto). Além de examinar e entrevistar o paciente, o diagnóstico inclui:

  1. Testes laboratoriais de sangue (clínico, bioquímico, para determinar o grupo sanguíneo), urina, fezes (para infecção latente ou helmintíase).
  2. Ultra-sonografia, ressonância magnética (ou tomografia computadorizada) dos órgãos abdominais (com ênfase na condição do intestino), pelve, rins. Métodos permitem que você rapidamente e com a máxima precisão para identificar inflamação, coágulos sanguíneos, cálculos, tumores, erosão, violação da anatomia dos órgãos.
  3. Exame bacteriológico da urina (cultura). Permite que você estabeleça o agente causador do processo infeccioso e inflamatório.
  4. Eletrocardiograma, flyuorografiyu.
  5. Colonoscopia (exame do cólon).
  6. Dopplerografia (para avaliar a condição do suprimento sanguíneo para o feto dentro da cavidade uterina).
  7. Cistoscopia (um método de exame instrumental do estado da bexiga).
  8. Laparoscopia Realize várias perfurações na cavidade abdominal ou na pelve. Um instrumento equipado com uma câmera microscópica é colocado neles e o estado dos órgãos é examinado.
  9. Exame de raios-X.
  10. Nos processos tumorais, é realizada uma biópsia seguida de análise histológica.

Tipos adicionais de pesquisa dependem do caso clínico específico e são atribuídos individualmente.

tratamento

Depende da natureza da patologia identificada, gravidade, condição geral do paciente. O tratamento é conservador e cirúrgico. Em alguns casos, a cirurgia não é um método primordial e é realizada apenas com a ineficácia da terapia medicamentosa.

Tipos de tratamento para diferentes casos clínicos:

  • A apendicite é removida cirurgicamente, as suturas são removidas no 7-10º dia.
  • Os processos inflamatórios dos órgãos dos sistemas reprodutivo e urinário são tratados com antibióticos, anti-inflamatórios não esteróides. Outros medicamentos são hormônios, vitaminas e, para dor, analgésicos.
  • Os processos malignos do tumor são removidos cirurgicamente. Neoplasias contendo fibras de estrogênio (isso é determinado por análise histoquímica) são afetadas por drogas hormonais. A quimioterapia é prescrita de acordo com as indicações – é possível que seja necessária antes e após a operação.
  • As pedras que surgiram como resultado da urolitíase são removidas conservadora ou cirurgicamente. Os elementos de tamanho pequeno são removidos tomando Urolesan, Phytolith, Cystone, diuréticos – Lasix, Furosemida. Pedras grandes são esmagadas com um raio laser, o que elimina a necessidade de dissecção de tecidos.
  • Os intestinos inflamados são tratados exclusivamente de maneira conservadora – com antibióticos, medicamentos anti-inflamatórios. O tratamento antibacteriano pode levar à diarréia. Portanto, além disso, o paciente é prescrito com fundos para a restauração da microflora intestinal, a terapia vitamínica é realizada.
  • A inflamação da articulação do quadril e a osteocondrose são eliminadas por condroprotetores, agentes não esteróides e vitaminas. Além disso, o paciente é prescrito medicamentos para melhorar a circulação sanguínea nos tecidos. Medicamentos eficazes – sulfato de condroitina; Diclofenaco; Voltaren; Neurorrubina e Neurobeks (complexos vitamínicos), Pentoxifilina.
  • Com o prolapso genital, é indicada a ginástica (exercícios de Kegel e análogos deste complexo). Exercícios adequadamente projetados ajudam a fortalecer os músculos dos órgãos genitais, aumentam o tom.

Em períodos dolorosos, os anti-inflamatórios do grupo não esteróide (ibuprofeno, diclofenaco), sob a forma de supositórios retais, ajudam. Eles devem ser usados ​​1 pc., À noite, 2 dias antes do início da menstruação e durante todo esse período.

Previsão

Depende da natureza e gravidade da patologia no momento de ir ao médico. Uma ruptura da trompa de Falópio ou ovário é acompanhada por sangramento, portanto, o atraso no recebimento de cuidados médicos pode ser fatal. Se os tumores malignos são eliminados no estágio inicial de seu desenvolvimento, a perspectiva de recuperação é favorável.

Colite e sigmoidite respondem bem ao tratamento, mas após a recuperação, você precisa aderir a uma dieta. O prolapso genital é eliminado por um longo tempo (o processo de fortalecimento muscular leva até seis meses). Um paciente com ataque de apendicite deve ser operado nas primeiras horas de uma exacerbação da condição. Se o apêndice se abrir e surgirem complicações, o prognóstico para a saúde será desfavorável.

A derrota do plexo nervoso da lombar pode ser facilmente eliminada. Com o tratamento oportuno da artrite da articulação do quadril, será possível evitar a necessidade de substituí-la por um análogo artificial. Uma história de gravidez ectópica requer exame regular por um ginecologista. Se durante a operação o ovário ou parte da trompa de Falópio foi removida – no futuro, pode haver dificuldades com a concepção.

Prevenção

Para evitar o desenvolvimento de patologias caracterizadas por dor na virilha, as mulheres devem seguir essas recomendações:

  1. Realize minuciosamente e regularmente procedimentos de higiene (especialmente durante a menstruação, após a relação sexual)
  2. Evite hipotermia, esforço físico significativo
  3. Limite-se do choque psicoemocional, trabalho alternativo e descanso
  4. Use vitaminas, evite dietas irracionais
  5. Proteger o corpo contra danos, correntes de ar
  6. Não regule a fertilidade através do aborto. Se você não quiser engravidar, consulte um ginecologista e escolha um método conveniente de proteção.
  7. Use contracepção quando estiver perto de um novo parceiro sexual.
  8. Faça uma dieta sem excesso de pratos salgados, azedos e picantes

Recomendações adicionais – evite ficar molhado demais na chuva, desista de maus hábitos, não tome remédios sem receita médica.

Dor na virilha em mulheres tem uma origem polimórfica. Para estabelecer a causa raiz da deterioração do bem-estar, o paciente precisará passar por um diagnóstico. Isso permitirá que você identifique a violação, procure assistência médica, para evitar o desenvolvimento de complicações perigosas. Em caso de dor em mulheres grávidas, recomenda-se a restrição da atividade motora, contatando uma ambulância.

Lagranmasade Portugal