Diagnóstico, sintomas e tratamento de varizes esofágicas

As varizes esofágicas são uma doença grave que requer diagnóstico cuidadoso e tratamento oportuno. A necessidade de cirurgia, reabilitação adicional depende do grau da doença. Na medicina tem um nome, flebectasia. Traduzido do idioma grego, significa uma entorse de uma veia.

As varizes são facilmente eliminadas sem cirurgia! Para isso, muitos europeus usam Nanovein. Segundo os flebologistas, este é o método mais rápido e eficaz para eliminar varizes!

Nanovein é um gel peptídico para o tratamento de varizes. É absolutamente eficaz em qualquer estágio da manifestação de varizes. A composição do gel inclui 25 componentes curativos exclusivamente naturais. Em apenas 30 dias de uso deste medicamento, você pode se livrar não apenas dos sintomas das varizes, mas também de eliminar as conseqüências e a causa de sua ocorrência, além de impedir o re-desenvolvimento da patologia.

Você pode comprar Nanovein no site do fabricante.

Diagnóstico de flebectasia

Veias dilatadas do esôfago

A flebectasia é uma condição das veias internas que posteriormente se deforma de várias condições e doenças do corpo. Há uma expansão de veias, a formação de nós. Nas crianças, há uma lesão congênita associada a uma violação do desenvolvimento intra-uterino.

As veias estão localizadas sob a membrana mucosa, na forma de uma malha. Da cavidade abdominal, o sangue flui na veia cava, do esôfago e do estômago para a veia cava superior. Existem obstáculos ao longo do caminho do fluxo que causam varizes.

A flebectasia é dividida em intra-hepática e extra-hepática. A primeira forma está associada a doenças do fígado: cirrose, pedras, tuberculose, hepatite. É diagnosticado principalmente em idosos.

A segunda forma é o fluxo sanguíneo prejudicado na veia porta. As razões são diversas: comissuras, tumores, doenças dos ductos biliares. Ocorre em pessoas muito jovens.

Grau de derrota

A classificação da doença consiste no grau de dano às veias. Existem quatro graus. Dependendo do grau de varizes, o tratamento é prescrito. Quanto maior o grau, maior a probabilidade de tratamento com método operatório.

  • Varizes de 1 grau. O quadro clínico é mal expresso. O paciente praticamente não tem queixas. Durante o exame, observe: a expansão das veias não é forte até 3 mm., Não há ectasia das veias, ou apenas algumas, o lúmen não é preenchido. É diagnosticado apenas com a ajuda da endoscopia. No primeiro grau, é importante iniciar o tratamento o mais rápido possível.
  • Varizes do 2º grau. Este é um curso mais pronunciado da doença, no qual há sinais de danos nas veias: veias em curso tortuoso, no esôfago inferior, veias são claramente visíveis, veias ocupam 1/3 do esôfago, a membrana mucosa do esôfago permanece inalterada. Diagnóstico usando raios-X, o contorno curvo dos vasos é claramente visível na imagem.
  • Varizes do 3º grau. O diagnóstico mais comum. O paciente tem sintomas graves. Como regra, neste caso, uma operação é prescrita. As veias estão fortemente inchadas, os nódulos são claramente visíveis, constantemente dilatados, ocupam 2/3 do esôfago, a membrana mucosa do esôfago é bastante diluída. Ocorrem refluxos gastroesofágicos.
  • Varizes do 4º grau. O último estágio, seriamente negligenciado, é acompanhado por sangramentos, danos graves à membrana mucosa do esôfago, muitos nós do tipo aglomerado que se projetam fortemente no lúmen do esôfago.
Nanovein  Os resultados do tratamento complexo de pacientes com varizes das extremidades inferiores

Fluxo sanguíneo prejudicado

Não parece muito bom.

A veia porta em condições normais deve ter uma pressão sanguínea dentro de 7 mm. Hg Causas de distúrbios de pressão levam a flebectasia. Doenças digestivas, pressão alta, doença hepática policística.

A dilatação das veias com cirrose ocorre devido à formação de tecido cicatricial. Eles interferem no movimento normal do sangue, criando fenômenos estagnados que provocam varizes. Qualquer doença da cavidade abdominal causa hipertensão portal.

As veias do esôfago estão conectadas ao sistema de veias da zona do colar. A interrupção do fluxo sanguíneo associada à doença leva a varizes do esôfago. As veias do esôfago e do estômago também estão interconectadas e afetam o fluxo sanguíneo total na zona porta.

A hipertensão também ocorre no círculo geral da circulação sanguínea, pressão alta e doenças cardiovasculares causam flebectasia.

Sintomas da doença

No primeiro estágio da doença, não há desconforto pronunciado, geralmente é atribuído a uma violação da dieta e sua imprecisão ou a sintomas de uma doença gastrointestinal.

Há azia, um leve distúrbio digestivo, para o qual muitas vezes o médico não é consultado. Quando o estágio da doença passa para o segundo, os sintomas aparecem: arrotos, azia. Dificuldade em engolir. Aumento abdominal – ascite, acúmulo de líquido na cavidade abdominal. Peso e ardor no peito

As complicações da doença são acompanhadas por: violação do reflexo da deglutição, sangramento, vômito com sangue, fezes escuras. Nesse caso, é necessária ajuda urgente. Os sintomas são diferentes para todos, eles devem ser diagnosticados, ter um histórico completo e coletar todos os testes necessários.

Inquérito

A patanatomia oferece o estudo de micropreparações, seções de tecidos, seu estudo de laboratório para identificar o patógeno. A preparação macro mostra como os vasos são danificados, a membrana mucosa do esôfago é alterada, esses dados são necessários por especialistas para as operações.

Se houver suspeita de uma doença, o paciente recebe prescrições de exames e manipulações médicas. O diagnóstico diferencial exclui outras doenças que apresentam sintomas semelhantes. A pesquisa qualitativa contribui para um diagnóstico bem-sucedido. Eles incluem:

  • Hemograma completo. Mostra a quantidade de glóbulos brancos, plaquetas no sangue
  • Teste de sangue bioquímico. Colesterol, enzimas hepáticas, bilirrubina, proteínas, tipo sanguíneo e rhesus.
  • Endoscopia O diagnóstico mais detalhado e confiável é a fibroesofagoscopia. O exame interno das paredes do esôfago usando um endoscópio.O procedimento permite descobrir a condição das veias, a membrana mucosa do esôfago, a causa do sangramento, revela sinais de outras doenças com sintomas semelhantes: câncer, úlcera.
  • Raio X Use radiografia de contraste. Para isso, o paciente utiliza uma substância radiopaca sulfato de bário no interior. Ao preencher o esôfago, o bário possui uma luz branca na imagem e enfatiza bem todas as estruturas do esôfago. Vasos danificados são claramente visíveis, na forma de defeitos de enchimento ovais.
  • Digitalização duplex dos vasos sanguíneos. Este é um exame de ultra-som duplo, consistindo em modo B e Doppler. Na medicina moderna, apareceu um método de mapeamento Doppler colorido. A cor determina a direção e a intensidade do fluxo sanguíneo. A aplicação desses dois métodos permite estudar a anatomia dos vasos sanguíneos e veias, descobrir o grau de sua expansão, ver a presença de nós e ectasias
Nanovein  Por que as pernas incham e o que fazer neste caso

tratamento

A pessoa que foi diagnosticada está se perguntando como curar varizes. O tratamento é complexo e longo. Infelizmente, nem sempre traz resultados. Se varizes do esôfago foram diagnosticadas como resultado de uma doença concomitante, a chance de uma cura completa é pequena.

Os especialistas apenas podem apoiar a função vital do corpo. Prevenir é melhor que remediar. Atividade física, luta contra a obesidade, nutrição adequada, tratamento oportuno de doenças concomitantes, dará a chance de evitar varizes. O tratamento de varizes do esôfago inclui várias medidas:

  • Dieta terapêutica. Na maioria das vezes, as varizes são uma consequência de doenças do fígado. Ao mesmo tempo, é importante seguir uma dieta adequada para não agravar a condição do corpo. A dieta médica será selecionada pelo médico, levando em consideração as características individuais. Seguir uma dieta deve se tornar um modo de vida, isso preservará a qualidade de vida.
  • Tomando medicamentos. Antiácidos, vitaminas, medicamentos hemostáticos e vasoconstritores. Diuréticos, medicamentos para reduzir a pressão portal.
  • Transfusão de sangue. Em caso de sangramento, ocorre transfusão de sangue e plasma nos casos que ameaçam a vida do paciente. Este procedimento é realizado após a cirurgia.
  • Escleroterapia A introdução de uma solução especial na veia. A substância é esclerosante, causa destruição da veia. Usando um esofagoscópio, uma sonda é inserida e injetada na veia de ambos os lados.
  • Derivação intra-hepática: um cateter é inserido através de uma veia no pescoço e um stent é inserido. Um dispositivo cilíndrico de metal que conecta as veias hepáticas e portais. A operação permite reduzir a pressão no fígado.
  • Bypass esplenorenal. A cirurgia, durante a qual a veia do baço está conectada à veia renal, reduz a pressão sanguínea no fígado.
  • Operação (cessação do suprimento sanguíneo). No curso agudo da doença, sangramento, varizes são removidos cirurgicamente.
  • Transplante de fígado. É prescrito no contexto de doenças hepáticas avançadas.

Durante a gravidez, apenas a eliminação dos sintomas é possível, dieta. A operação é somente após a entrega. Uma clínica médica moderna oferece muitos métodos de tratamento, mas o tratamento cirúrgico nem sempre é eficaz. A operação apenas elimina as conseqüências da doença – pressão alta, vasos afetados. O resultado é o tratamento de órgãos doentes.

Com cirrose e fibrose hepática, a terapia com células-tronco se provou. Este método leva em consideração a capacidade das células-tronco em substituir as células destruídas.

As células são retiradas da medula óssea, cultivadas na quantidade certa. Entre nas partes afetadas do fígado. Há uma restauração da função hepática e da qualidade do sangue.

Este tratamento é considerado seguro, a capacidade de combinar com outras formas de tratamento. Com o tratamento com tecnologias avançadas, é possível um bom prognóstico para a recuperação.

Muitas pessoas estão interessadas no tratamento de remédios populares. Infelizmente, o esôfago varicoso não é tratado, especialmente remédios populares. Mas com a ajuda deles, você pode melhorar significativamente a condição do corpo e prolongar a vida.

Antes de fazer o procedimento e manter uma certa dieta, você precisa consultar um médico. Se não houver contra-indicações, o tratamento com ervas é eficaz: sophora japonesa, yarrow, roseira brava e cinza de montanha, ervas coleréticas são úteis.
Cirurgia para varizes do esôfago (vídeo)

Lagranmasade Portugal