Como curar varizes em mulheres grávidas e não prejudicar o bebê

Cerca de 40% das gestantes apresentam um defeito, como varizes nas pernas (insuficiência venosa). Os médicos dizem que a razão disso está no fato de que, devido a alterações hormonais e ganho de peso, são ativadas anormalidades internas, que antes eram invisíveis.

Evitar a doença ao ter um filho é bastante difícil e às vezes impossível. Portanto, vale a pena estudar as causas de sua aparência e descobrir o que pode ser varizes perigosas nas pernas durante a gravidez.

As varizes são facilmente eliminadas sem cirurgia! Para isso, muitos europeus usam Nanovein. Segundo os flebologistas, este é o método mais rápido e eficaz para eliminar varizes!

Nanovein é um gel peptídico para o tratamento de varizes. É absolutamente eficaz em qualquer estágio da manifestação de varizes. A composição do gel inclui 25 componentes curativos exclusivamente naturais. Em apenas 30 dias de uso deste medicamento, você pode se livrar não apenas dos sintomas das varizes, mas também de eliminar as conseqüências e a causa de sua ocorrência, além de impedir o re-desenvolvimento da patologia.

Você pode comprar Nanovein no site do fabricante.

Qual é o perigo das pernas varicosas para uma futura mãe

As varizes são perigosas durante a gravidez? Essa pergunta atormenta muitas mulheres em uma posição interessante. Afinal, o aparecimento de uma malha vascular nas pernas é frequentemente percebido como um defeito cosmético.

De fato, a insuficiência venosa é uma patologia bastante séria. Durante a gravidez e um aumento no peso corporal da mulher, bem como por causa do crescimento do feto, a quantidade de sangue no corpo da futura mãe aumenta para a nutrição do feto e da placenta – segundo algumas estimativas, torna-se 40% mais. Além disso, é mais espessa do que em condições normais, o que significa que a circulação sanguínea é perturbada e desacelerada.

Se, além disso, as paredes dos vasos perdem o tom, é observada congestão nos vasos sanguíneos. O sangue se acumula, levando a uma veia estourada e ao aparecimento de manchas azuis nas pernas. Além disso, a expansão das veias continua a se dispersar ainda mais, captura o períneo, a vulva, a vagina, o colo do útero e outros órgãos genitais e leva a um agravamento da situação.

Se o sangue estiver muito grosso, o próximo perigo que aguarda a mulher é a formação de coágulos sanguíneos. E isso pode ser um problema no parto. Se houver um distúrbio de coagulação do sangue e um risco de trombose, uma cesariana será recomendada, como Durante o parto natural, observa-se forte pressão no peritônio, que pode transferir um coágulo sanguíneo diretamente para o coração.

De qualquer forma, recomenda-se que a gestante traga malhas especiais para o parto. Roupas íntimas de compressão para mulheres grávidas normalizam o fluxo sanguíneo e protegem as veias enfraquecidas da sobrecarga.

Deve-se entender que a trombose é extremamente perigosa; no caso mais fácil, quando um trombo se rompe, uma mulher pode ficar incapacitada e perder um filho; no pior caso, ambas podem ter um resultado fatal. E se o médico recomendar como dar à luz, vale a pena ouvi-lo.

Na literatura, o termo varicocele é usado em conexão com insuficiência venosa. Mas as mulheres não podem ter essa doença, pois isso significa a expansão das veias do cordão espermático – o órgão genital masculino.

Por que a doença se desenvolve?

Se uma mulher sofre durante a gravidez de vasodilatação, ou seja, suas pernas estão muito doloridas e inchadas, ela não consegue se mexer muito, etc., ela deve consultar um médico e descobrir o que causa o problema com ele.

Entre as razões pelas quais a doença aparece, os seguintes fatores:

  • Hereditariedade adversa: se houver casos de violação genética da elasticidade do tecido conjuntivo (que também está nas paredes dos vasos), bem como fraqueza das válvulas venosas, é mais provável que a mulher aguarde o desenvolvimento de patologia nas pernas ou na região inguinal.
  • Reestruturação hormonal: durante a gestação da criança, o corpo da futura mãe produz uma enorme quantidade de hormônios que lhe permitem manter a gravidez sem atrapalhar o trabalho coordenado dos órgãos internos; Existem vários hormônios que relaxam os músculos, bem como o tom das paredes venosas.
  • Um aumento no volume sanguíneo: um excesso leva ao aumento da pressão e, como conseqüência, ao desenvolvimento de insuficiência venosa.
  • Ganho de peso excessivamente rápido: por causa disso, desenvolve-se uma carga excessiva na parte inferior do corpo e nas pernas.
  • Violação da saída de sangue da parte inferior do corpo devido à compressão de várias veias, incluindo a cavidade femoral, ilíaca e inferior, elas são comprimidas pelo útero em crescimento.
  • Aumento da coagulação do sangue para reduzir o risco de sangramento durante o parto.
  • Hipodinâmica – deficiência de movimento.
Nanovein  Causas de varizes em mulheres

É importante lembrar aqui que, antes da “posição interessante”, a mulher não apresentava problemas nas pernas, insuficiência venosa, trombose e muitos outros problemas podem ocorrer durante a gestação do bebê.

Formas e sintomas da doença

A condição da veia e a gravidez estão interconectadas. Os médicos distinguem várias formas da doença e as dividem em simples e complicadas (veja a foto).

Na maioria das situações, a patologia é de uma forma simples. Nesse caso, eles falam do aparecimento de uma rede vascular na perna, quadris, com menos frequência na virilha e nas nádegas. Se as veias não incharem, existe a chance de a situação se corrigir após o parto. Uma carga aumentada no corpo passará e o problema desaparecerá.

Uma forma complicada de patologia é perigosa, pois se torna a causa da trombose. Se um coágulo sanguíneo se formar, existe o risco de ele sair e entupir uma veia.

Deve-se entender que, nos estágios iniciais, tal doença não se manifesta. Um pouco mais tarde, conforme a situação se desenvolve, a insuficiência venosa é uma malha fácil. Neste ponto, o estudo pode identificar pequenas alterações nos vasos. Veias começam a ser comprimidas, formas de estagnação.

A doença varicosa na futura mãe manifesta-se pelos seguintes sintomas:

  • inchaço das pernas, torna-se especialmente visível à noite;
  • a aparência de dor neles;
  • sentir-se cansado enquanto caminha;
  • peso muscular;
  • comichão na pele;
  • às vezes cãibras (curtas).

Além disso, se você estudar o histórico médico, poderá entender que o problema é agravado à noite, mas de manhã pode passar sem deixar vestígios. À medida que a progressão progride, os sintomas aumentam. A malha venosa começa a mudar mais fortemente – agora você pode ver as veias salientes sob a pele para cima, que também estão na forma de nódulos.

Nesse contexto, uma mulher pode até desenvolver úlceras tróficas e outras lesões de pele. Se o tratamento não for iniciado, o inchaço persistirá o tempo todo, a dor se intensificará.

Há exceções quando, mesmo com insuficiência venosa nas pernas, as mulheres grávidas podem não sentir dor. No entanto, o tratamento ainda é necessário.

Complicações das varizes

Gravidez e varizes em gestantes – o ligamento é quase inextricável. E é sempre importante lembrar sobre as possíveis complicações que aguardam a dama. Isso permitirá que ela tome uma atitude mais responsável com sua saúde e não ignore a necessidade de tratamento.

Entre as principais complicações hoje estão:

  • tromboflebite;
  • complicações tromboembólicas.

No primeiro caso, a inflamação se desenvolve nas veias sobrecarregadas. E isso pode se tornar sério, porque torna-se a causa da intoxicação, deterioração da condição da futura mãe, incapacidade de andar. No segundo caso, eles dizem sobre a separação de um coágulo sanguíneo e sua migração através dos vasos sanguíneos. Como dizem os médicos, as veias não são suficientes – a doença é extremamente imprevisível e freqüentemente afeta diretamente o curso da gravidez.

Deve-se entender que uma mulher grávida é responsável não apenas por si mesma, mas também por seu filho. Portanto, vale a pena cuidar das pernas enquanto carrega as migalhas. Afinal, uma carga dupla cai sobre eles.

Métodos de tratamento

O que fazer e como aliviar os sintomas? Primeiro você precisa entender que a doença não pode ser ignorada, mas deve ser tratada. Na medicina moderna, existem muitas maneiras de prevenir o desenvolvimento de problemas nas veias nas extremidades inferiores.

Os médicos usam terapia complexa:

  • tratamento medicamentoso;
  • cirurgia;
  • o uso de remédios populares.
Nanovein  Massagem a vácuo e varizes

Medicação

Deve-se entender que, durante a gravidez, nem todos os medicamentos são aprovados para uso. Afinal, existem medicamentos que não são adequados para o tratamento de gestantes, porque causar sérios danos à saúde do feto. Os médicos recomendam o uso de venotônicos, aceitáveis ​​para mulheres em posição. A escolha deste ou daquele remédio é exclusivamente uma prerrogativa do médico; a automedicação é inaceitável aqui.

Assim, por exemplo, muitas vezes é oferecida a uma mulher grávida:

  • meios de ação local são supositórios, pomadas, géis, etc.
  • medicamentos de ação geral – comprimidos, cápsulas, drageias e outros medicamentos que precisam ser tomados regularmente.

Existem fundos que podem ser usados ​​em determinados momentos. Assim, por exemplo, muitos estão interessados ​​em saber se a pomada de heparina é permitida durante a gravidez. Os médicos dizem que ele pode ser usado, mas é aconselhável usá-lo após a 12ª semana, quando o feto já está formado, e os danos causados ​​pelos medicamentos utilizados pela mãe para ele são mínimos. Caso contrário, a ingestão descontrolada de fundos de varizes ameaça problemas de formação na criança.

O creme para varizes ajuda a reduzir o desconforto nas pernas, reduz o inchaço e alivia a sensação de peso e dor nos membros. Deve ser aplicado em toda a área afetada e esfregar suavemente.

Você também pode usar o Detralex. Essa droga já mostrou um efeito alto. Com sua ajuda, você pode lidar com os sintomas do problema e melhorar significativamente a condição da mulher.

A intervenção cirúrgica

Os médicos dizem que, se a tromboflebite se desenvolver num contexto de varizes, a cirurgia será permitida antes da trigésima semana de gravidez. Veias danificadas são removidas e as pontas são seladas.

Existem várias opções para a operação:

A opção ideal é escolhida por um médico que avaliará todos os riscos e benefícios por diferentes períodos.

Da mesma forma, as varizes vaginais são tratadas – insuficiência venosa nos órgãos genitais femininos, incluindo os lábios.

Métodos da medicina tradicional

Métodos não convencionais também são amplamente utilizados. Os remédios populares são bastante diversos. Assim, por exemplo, é sugerido o uso de uma folha de couve para eliminar os sintomas. Com o desenvolvimento da dor, basta anexá-la à área inflamada. A folha deve estar fresca, deve ser escaldada com água fervente, deixada esfriar e depois ser colocada a pé durante a noite. A chave para o sucesso desse tratamento é a regularidade dos procedimentos.

Você pode fazer pomada de camomila. Exigirá flores da planta – elas devem ser despejadas em um recipiente e despeje qualquer óleo vegetal. Depois de muito, você precisa insistir um mês. Após esse período, coe a mistura e esfregue o óleo na área afetada.

Suco de cranberry dá bons resultados para a condição das veias.

Exercício para varizes nas pernas

A atividade física é muito importante para normalizar a circulação sanguínea nas pernas.

Portanto, a mãe expectante deve evitar uma longa permanência em uma posição – em pé ou sentada, pois isso causa inflamação das veias nas pernas. Ótimas opções para atividade física – caminhada, ciclismo, natação. Em casa, pratique exercícios como "bétula" e "bicicleta".

Medidas preventivas

Para que os problemas nas veias não incomodem as mulheres na situação, você deve ficar intrigado com a prevenção. Inclui toda uma gama de atividades.

A lista inclui:

  1. Seleção de sapatos confortáveis ​​- o salto não deve ser alto, no máximo 4 cm.
  2. Controle sobre o peso corporal – um conjunto de quilogramas muito ativo se torna a causa do aumento de peso nas pernas.
  3. O uso de meias de compressão: existem muitas opções – meias, meias, collants, etc; ajudará a manter o fluxo sanguíneo normal, e as meias de compressão para mulheres grávidas se tornarão assistentes indispensáveis ​​à futura mãe, porque permita que ela se livre do desconforto.
  4. Correspondência de tamanho – não use opções apertadas que comprimam a pele adicionalmente

Conclusão

As varizes são um fenômeno desagradável. Mas se você lutar corretamente, poderá não sentir nenhum problema sério nas pernas.

Uma futura mãe deve cuidar de si mesma, para que após o parto não comece ainda mais problemas de saúde.

Lagranmasade Portugal