Como aliviar a inflamação das varizes nas pernas

Inflamação das veias nas pernas – a flebite é caracterizada por processos inflamatórios na parede do vaso. A doença tem natureza polietiológica e é causada igualmente pela introdução do agente infeccioso na cavidade venosa e pela violação da homeostase como resultado de doenças sistêmicas. A inflamação das veias ocorre mais frequentemente como uma complicação das varizes.

As varizes são facilmente eliminadas sem cirurgia! Para isso, muitos europeus usam Nanovein. Segundo os flebologistas, este é o método mais rápido e eficaz para eliminar varizes!

Nanovein é um gel peptídico para o tratamento de varizes. É absolutamente eficaz em qualquer estágio da manifestação de varizes. A composição do gel inclui 25 componentes curativos exclusivamente naturais. Em apenas 30 dias de uso deste medicamento, você pode se livrar não apenas dos sintomas das varizes, mas também de eliminar as conseqüências e a causa de sua ocorrência, além de impedir o re-desenvolvimento da patologia.

Você pode comprar Nanovein no site do fabricante.

O mecanismo de inflamação

A flebite é acompanhada por um processo inflamatório que afeta o endotélio vascular, microcirculação prejudicada e tecido trófico. Como resultado da reação adaptativa do corpo à ingestão de estímulos, forma-se exsudato, que consiste em um líquido rico em proteínas.

Com o aumento da permeabilidade da parede vascular, o exsudato sai dos tecidos adjacentes, formando edema. Além disso, como resultado da inflamação, observa-se proliferação de tecidos – divisão celular controlada, destinada a compensar os danos. Para que a proliferação seja realizada, é necessário o funcionamento de mediadores inflamatórios.

Os mediadores aumentam a permeabilidade das paredes dos vasos sanguíneos e fornecem uma saída para o exsudato contendo eosinófilos que combatem os patógenos da inflamação. Além disso, os mediadores fornecem a atividade de plaquetas e fibroblastos para formar um coágulo que pode bloquear a parede danificada. Substâncias que são excretadas no corpo em resposta à inflamação "incluem" imunidade celular local e ativam o sistema imunológico do corpo.

Existem vários tipos de classificação da flebite de acordo com diferentes características clínicas e morfológicas.

Classificação dos processos inflamatórios nas veias

Dependendo de qual estrutura da parede venosa a inflamação afeta, distingue:

  • Periflebitis é uma inflamação da parede externa dos vasos sanguíneos. A causa do processo patológico é a entrada de um agente infeccioso do ambiente externo, por exemplo, com trauma nos tecidos adjacentes ao vaso.
  • Endoflebite – a inflamação está localizada na camada interna da veia. Ocorre em resposta à introdução de um irritante na cavidade da veia. Freqüentemente, a causa da endoflebite é o cateterismo dos vasos, a exposição prolongada a uma agulha ou medicamento para injeção.
  • A panflebite é uma patologia quando as membranas externa e interna das veias estão envolvidas no processo inflamatório.

As causas do processo inflamatório

Na análise estatística do número de casos de flebite nas pernas, o processo inflamatório causado pelas varizes ocupa o primeiro lugar. A segunda ocorrência mais comum é a inflamação como resultado da introdução de um agente infeccioso externo (ferida infectada, abscesso, doença infecciosa geral). O agente patogênico mais provável que causa inflamação das veias é o estreptococo.

A inflamação do endotélio da veia também pode ser causada artificialmente. Assim, com a esclerose venosa, a inflamação e a destruição do endotélio (flebite asséptica) são causadas pela introdução de uma substância especial – esclerosante ou como resultado da exposição térmica durante a ablação a laser.

As causas que causam flebite variam na natureza e na exposição ao alvo.

Sintomas do processo inflamatório

Dependendo da localização do processo inflamatório, os sintomas da patologia também diferem:

  1. Na flebite aguda de veias superficiais, observa-se o seguinte:
  • Hiperemia local;
  • Um aumento de temperatura no foco da inflamação;
  • O aparecimento de edema ao longo da veia;
  • Dor, que aumenta com a palpação;
  • Vedação e vermelhidão da pele sobre o foco da inflamação;
  • Às vezes, piora da condição geral.
  1. Na flebite crônica das veias safenas, é característico:
  • A ausência de sintomas clínicos graves;
  • Curso recorrente.
  1. Para o processo agudo em navios profundos é inerente:
  • Pobreza da pele do membro afetado;
  • Febre;
  • A formação de coágulos sanguíneos e o fluxo da doença na tromboflebite.

A foto mostra como a veia da perna inflama (veia safena)

De grande importância para interromper o processo inflamatório é o diagnóstico.

Métodos de diagnóstico para inflamação das veias

O principal método de diagnóstico, além dos exames de sangue laboratoriais, é um estudo de hardware:

  • Ultra-som das veias das pernas;
  • Digitalização frente e verso.

Como resultado de um exame de sangue, é anotado o número de leucócitos, eosinófilos e plaquetas. A ultrassonografia + digitalização duplex permite não apenas avaliar a condição da parede vascular, tecidos adjacentes, mas também calcular os parâmetros da hemocirculação. Ao contrário da ressonância magnética, o método do ultrassom, combinado à dopplerografia, não tem efeito de radiação no corpo do paciente. Uma vez que se baseia na síntese pelo aparelho de ondas ultrassônicas refletidas nos elementos estruturais das paredes do sangue e dos vasos.

O sinal refletido é capturado por sensores especiais e gravado na forma de uma imagem do plano de cores. As áreas afetadas das veias são destacadas na figura em cores. Este método não tem contra-indicações e é usado para escanear recém-nascidos e mulheres grávidas.

Um diagnóstico abrangente e adequado realizado nos estágios iniciais da doença permite o desenvolvimento de um programa de tratamento individual.

Tratamento do processo inflamatório

A terapia combinada para inflamação das veias fornece:

  • Exposição a medicamentos;
  • Fisioterapia;
  • Usando meias de compressão.

Como parte do tratamento médico da flebite, são utilizados preparados de ação geral e local:

  • O alívio da inflamação ocorre com o uso de anti-inflamatórios:
  • Ação sistêmica – Indometacina, Diclofenaco, Piroxicam, Naproxeno, Ibuprofeno, etc;
  • Ação local – Voltaren Emulgel, pomada Ortofen, gel Dicloran, Nurofen gel, creme Dolgit, Indovazin, gel Fastum, etc;
  • Anticoagulantes à base de heparina ou substâncias sintéticas – varfarina, fenilina, fragmin, eskuzan, ginkgo biloba e outros – são usados ​​para diluir o sangue e eliminar coágulos sanguíneos;
  • Para restaurar a estrutura da parede venosa e aumentar sua elasticidade, Troxevasin, Troxerutin, etc. são utilizados.

Para aliviar a dor, analgésicos locais são usados. A inflamação crônica é tratada ambulatorialmente, durante o período de exacerbação e complicações da flebite, a hospitalização é indicada. Os membros afetados dão uma posição elevada. O paciente no período agudo recomenda-se descanso.

Sem exacerbação, são prescritos procedimentos fisioterapêuticos:

  • laser e terapia com laser magnético;
  • eletroforese com fármacos anti-inflamatórios;
  • amplipulo;
  • SVC;
  • impacto barométrico;
  • terapia de ozono;
  • dorsonvalização, etc.

Se as veias inflamam, efeitos positivos dos banhos de radônio, aplicações com parafina ou ozocerite.

De grande importância no tratamento da inflamação venosa é a atividade física dosada. Exercícios especiais e terapia de exercícios estimulam os processos regenerativos nos tecidos, melhoram a hemodinâmica e a microcirculação, fortalecem o sistema imunológico. Os métodos modernos de tratamento de hardware de processos inflamatórios incluem o uso de AUFOK – transfusão de sangue de um paciente irradiado por radiação ultravioleta. Ao mesmo tempo, as qualidades reológicas do sangue, suas propriedades bactericidas são melhoradas, a composição é normalizada.

Após a remoção do processo agudo de inflamação, o paciente é prescrito para usar uma malha especial que tenha um efeito compressivo e de suporte.

o que fazer se a veia da perna ficar inflamada? É necessário entrar em contato imediatamente com um especialista – o tratamento deve estar sob a supervisão de um flebologista. Você não pode usar remédios populares em vez dos medicamentos prescritos. A automedicação também é inaceitável, pois o processo inflamatório nas pernas pode levar a trombose venosa, necrose tecidual e formação de úlceras tróficas.

Nanovein  Pernas varicosas causam prevenção de sintomas

Você ainda acha que é difícil se livrar rapidamente das varizes?

O estágio avançado da doença pode causar efeitos irreversíveis, como: gangrena, envenenamento do sangue. Frequentemente, a vida de uma pessoa com um estágio avançado pode ser salva apenas pela amputação de um membro.

Em nenhum caso você deve começar a doença!

Recomendamos a leitura do artigo de Viktor Mikhailovich Semenov, chefe do Instituto de Flebologia do Ministério da Saúde da Federação Russa, doutor em ciências médicas da Rússia.

Como aliviar a inflamação das veias com varizes na perna?

Pessoas com varizes geralmente enfrentam um problema como flebite (inflamação das paredes vasculares). A doença provoca sintomas de inflamação das veias na perna, procedendo de forma aguda e crônica.

As principais causas do processo inflamatório são distúrbios da homeostase devido a patologias sistêmicas e a introdução de infecção na cavidade venosa. Quais são os sintomas da flebite e como tratá-la, é explicado no artigo abaixo.

E sobre este artigo:

Causas da flebite

Com o tempo, as varizes levam à deformidade vascular, que por sua vez causa fluxo sanguíneo prejudicado, aumenta o risco de trombose e oclusão (bloqueio do lúmen do vaso). O aumento constante da pressão e uma alteração na estrutura da veia levam à inflamação de suas paredes.

Deve-se lembrar que a flebite é o resultado do ingresso de patógenos na corrente sanguínea, exposição a certos medicamentos e trauma nos vasos sanguíneos. Em casos raros, a causa da flebite é a inflamação dos tecidos adjacentes às veias.

Além disso, os seguintes fatores aumentam a probabilidade de desenvolver uma patologia:

  • Obesidade e excesso de peso. Libras extras são um fardo adicional não apenas para o sistema vascular, mas também para todo o corpo.
  • Tendência a reações alérgicas. Há uma lista de drogas agressivas, por exemplo, antibióticos, que aumentam a chance de inflamação nas paredes dos vasos sanguíneos.
  • Gravidez A flebite pode se desenvolver durante a gestação da criança e imediatamente após o nascimento.
  • Estilo de vida inativo. A hipodinâmica, juntamente com a obesidade, afeta negativamente o estado dos vasos sanguíneos e pode provocar esta doença.

Cargas excessivas podem ser atribuídas a esse grupo de fatores. Nas varizes, é importante alternar o trabalho com o repouso e também não sobrecarregar as pernas.

Caso contrário, a doença é exacerbada.

O mecanismo do processo inflamatório

O processo inflamatório afeta o endotélio vascular, interrompe a microcirculação e atrofia o tecido. O corpo humano começa a responder a estímulos, resultando em exsudato. É um líquido rico em proteínas que é secretado na estrutura do tecido e na cavidade do corpo de pequenos vasos.

Se a permeabilidade da parede vascular for muito alta, o exsudato entra nos tecidos próximos. Ao mesmo tempo, é observada a proliferação de tecidos – o processo de divisão celular que visa compensar os danos.

Para a implementação da proliferação, é necessário o trabalho de mediadores inflamatórios – substâncias químicas biologicamente ativas. Eles melhoram a permeabilidade das paredes vasculares, proporcionando uma saída de exsudato. O líquido contém eosinófilos que combatem os patógenos do processo inflamatório.

Além disso, os mediadores aumentam a atividade de fibroblastos e plaquetas. Sua ação visa à formação de um coágulo que pode bloquear a parede danificada do vaso.

Em resposta à inflamação, substâncias são liberadas no corpo que desencadeiam a imunidade celular local e ativam o sistema imunológico do corpo.

Sinais de flebite

Existem vários sinais de classificação da flebite: localização, curso de etiologia, grau de dano à parede venosa.

Dependendo da localização, as seguintes formas de flebite são superficiais, flebite de veias profundas, migrando.

A forma migratória da flebite é uma das manifestações da vasculite sistêmica. Essa doença se desenvolve como resultado de falhas no sistema imunológico. Afeta as veias das extremidades inferior e superior, resultando em inflamação em diferentes vasos. A vasculite sistêmica não tem nada a ver com varizes. Essa patologia se desenvolve no contexto de doenças autoimunes oncológicas ou é acompanhada de reações alérgicas.

É necessário distinguir entre curso agudo e crônico da doença. A forma aguda da flebite é caracterizada por um quadro clínico pronunciado. No curso crônico da doença, sintomas leves são observados.

Dependendo do grau de dano vascular, existem formas de flebite:

  1. Periflebitis é uma lesão da membrana externa de uma veia.
  2. Mesoflebite – dano aos músculos internos da parede do vaso.
  3. Endoflebite é uma inflamação no endotélio que reveste o interior da veia.

Isso também inclui panflebite – inflamação que cobre toda a coróide.

O quadro clínico de inflamação das veias

A sintomatologia da doença depende em grande parte de quais veias o processo inflamatório se relaciona. Se for observado em veias superficiais, os sinais são muito semelhantes às varizes. Portanto, muitos pacientes não prestam muita atenção aos sintomas iniciais da patologia e frequentemente recorrem ao médico tarde demais, quando a inflamação leva a consequências mais graves.

Os sinais iniciais de flebite superficial incluem sensação de peso nas pernas, principalmente à noite, leve inchaço das extremidades inferiores, presença de uma síndrome convulsiva na perna, semelhante à deficiência de potássio, sensação de calor nas panturrilhas quando as pernas são colocadas em uma colina.

Se o paciente não procurar ajuda médica a tempo, a patologia se torna aguda. Nesse caso, os seguintes sintomas ocorrem:

  • uma veia vermelha inflamada é visível;
  • a palpação sente sua compactação e expansão;
  • uma área do membro onde existe uma veia inflamada, quente e vermelha;
  • sinais de intoxicação geral do corpo – enxaqueca, hipertermia e letargia.

A flebite e a tromboflebite das extremidades inferiores das veias profundas não apresentam sinais clínicos tão brilhantes. Durante muito tempo, as doenças ocorrem na forma latente latente. Mas com uma lesão significativa das veias, os sintomas agudos aparecem:

  1. Um aumento da temperatura local na área afetada.
  2. O inchaço da extremidade e a flebite venosa profunda geralmente são assimétricos.
  3. A presença de pele branca leitosa ou uma veia dolorida azulada.
  4. Febre em caso de flebite resultante de infecção.

Uma forma crônica de patologia é frequentemente percebida como fadiga comum. As pessoas se queixam de dores periódicas na perna, febre baixa (37-37,5 graus) e inchaço. Também é possível uma leve descoloração da pele.

Assim que os sintomas acima forem complicados por febre alta, dor ou até um leve inchaço dos membros, você deve consultar um médico.

Sintomas em curso agudo

No processo inflamatório agudo, ocorre hipertermia (até 39 graus), uma forte sensação de dor nas pernas e inchaço. A pele é esticada, brilhante e sua tonalidade torna-se roxa ou cianótica.

Na palpação, a veia afetada é muito dolorida, geralmente é mais fria que os vasos saudáveis. O pulso não é palpável nem muito fraco. Há também um aumento nos linfonodos.

Ao longo da veia inflamada, desenvolvem úlceras tróficas e abscesso – manifestações externas de supuração. O processo agudo pode durar de 3 semanas a 2 meses. É quase impossível recuperar-se nesses casos: a patologia assume uma forma crônica ou subaguda.

Como regra, a flebite aguda, que afeta a veia superficial, não é acompanhada por dor intensa. A temperatura aumenta um pouco e o inchaço é pequeno. Na palpação, uma condensação da veia afetada é sentida, ocasionalmente – se infiltra. A doença na forma aguda dura de 10 dias a 1 mês.

Se houver trombose no fundo da flebite, é possível um processo purulento. Nesta situação, o paciente reclama de hipertermia (até 39 graus). O tecido amacia ao toque, pode aparecer hiperpigmentação.

Quando o abscesso se rompe, existe a chance de desenvolver sepse se o pus entrar na corrente sanguínea.

Diagnóstico e tratamento de patologia

Para identificar o processo inflamatório no corpo, o médico orienta a entrega de exames laboratoriais. Se for confirmado, um nível elevado de eosinófilos, plaquetas e glóbulos brancos é detectado no sangue.

Além disso, são mostrados métodos instrumentais de diagnóstico, como ultrassonografia das extremidades inferiores e digitalização duplex. Eles ajudam a avaliar a condição das paredes dos vasos sanguíneos, tecidos próximos e hemocirculação.

Ao confirmar o diagnóstico, o médico desenvolve um regime de tratamento eficaz que inclui esses componentes:

  • tomando medicamentos;
  • fisioterapia;
  • usando meias de compressão.

Com a inflamação das veias das extremidades inferiores, o tratamento medicamentoso consiste no uso de tais drogas:

  1. Medicamentos anti-inflamatórios que interrompem o processo inflamatório – ação local – Nurofen gel, Voltaren Emulgel, gel Fastum, ação sistêmica – Diclofenac, Ibuprofeno, Naproxen, Piroxicam.
  2. Fenilina, Fragmin, Aescusan – anticoagulantes que eliminam a trombose vascular e diluem o sangue.
  3. Troxerutina e Troxevasina, restaurando a estrutura da parede da veia e aumentando sua elasticidade.
Nanovein  O que é varicocele em crianças e possíveis métodos de tratamento

Para aliviar a dor, analgésicos locais são usados. No curso crônico da patologia, o tratamento ambulatorial ocorre; na forma aguda, a hospitalização é necessária.

Quando a exacerbação da patologia está atrasada, são realizados procedimentos fisioterapêuticos: exposição barométrica, microondas, laserterapia, amplipulse, dorsonvalização e outros.

A questão permanece relevante entre muitos pacientes: "Se a veia da perna está inflamada, como tratá-la em casa?" É melhor não se automedicar e não aplicar os métodos da medicina tradicional, mas consultar imediatamente um flebologista.

Em casos avançados, quando há trombose e necrose tecidual, é indicada uma operação cirúrgica. Segundo muitas revisões de especialistas e pacientes, a terapia precoce e o cumprimento das regras de prevenção interrompem o processo patológico.

Prevenção da inflamação das veias

Para impedir o desenvolvimento da doença ou interromper os danos nas veias durante o tratamento, é necessário seguir certas recomendações.

Atividade física moderada deve ser alternada com repouso.

Você não pode sentar-se de pernas cruzadas, também é contra-indicado ficar na mesma posição por um longo tempo (em pé ou sentado).

Vale a pena se proteger do levantamento de pesos. Se o trabalho do paciente estiver associado a trabalho físico pesado, ele terá que mudar de profissão.

Você precisa seguir as regras de uma dieta saudável, especialmente para proteger a ingestão de grandes quantidades de gorduras e carboidratos de digestão rápida.

Certifique-se de parar de beber álcool e fumar.

Apenas sapatos confortáveis ​​devem ser usados, que não seguram o pé. É melhor recusar calcanhares.

Tomar medicamentos é realizado somente após consultar um médico.

Durante o período de terapia, você deve seguir todas as instruções de um especialista.

Se você seguir as regras de prevenção, o paciente esquecerá os sintomas graves de inflamação das veias e evitará a ocorrência de trombose, úlceras tróficas e necrose da estrutura do tecido.

Sobre métodos para interromper processos inflamatórios nas veias descritas no vídeo neste artigo.

Inflamação das veias das pernas: sintomas e tratamento

Muitas vezes, com varizes, a expansão das veias é acompanhada por processos inflamatórios agudos ou crônicos. A inflamação das paredes vasculares é chamada flebite. Quais sintomas indicam o desenvolvimento de uma complicação e quais métodos podem ser usados ​​para tratá-la?

Por que a flebite se desenvolve

A principal razão para o desenvolvimento da inflamação é considerada varizes. Nas varizes, o fluxo sanguíneo é perturbado, há uma alta probabilidade de coágulos sanguíneos e entupimento do lúmen vascular. Como resultado de sobrepressão e deformação constantes, as paredes venosas ficam inflamadas.

As causas da patologia incluem a entrada no sangue de patógenos infecciosos, trauma nas paredes dos vasos sanguíneos e o efeito de medicamentos agressivos. Às vezes, a flebite é uma conseqüência da inflamação dos tecidos adjacentes às veias.

Os seguintes fatores podem aumentar a probabilidade de desenvolver uma doença:

  1. Excesso de peso. Libras extras criam uma carga adicional nos navios.
  2. Gravidez Os sintomas da flebose podem se desenvolver durante a gestação e imediatamente após o parto.
  3. Tendência a alergias. Uma reação negativa do corpo a alguns componentes dos medicamentos aumenta o risco de desenvolver processos inflamatórios nas paredes vasculares.
  4. Cargas intensas. O estresse físico e a permanência prolongada nas pernas com varizes contribuem para uma maior deformação das veias.
  5. Estilo de vida sedentário. Processos estagnados causados ​​pela falta de movimento também podem causar inflamação das veias nas pernas.

O quadro clínico da doença

Os sintomas da patologia podem variar um pouco, dependendo de quais veias (superficiais ou profundas) desenvolvem flebite.

Com o desenvolvimento da inflamação superficial, os sintomas são um pouco semelhantes ao quadro clínico das varizes:

  • inchaço pronunciado de certas áreas aparece;
  • os vasos se projetam e se tornam dolorosos, às vezes visíveis espessamentos e nódulos se formam nas veias;
  • no processo crônico, as dores são periódicas e assemelham-se à dor com varizes; se houver flebite aguda, as dores são intensas e não desaparecem mesmo após um longo descanso ou sono;
  • um sinal de inflamação é febre, vermelhidão da pele ao longo de uma veia inflamada, fadiga, diminuição do desempenho.

É necessário iniciar o tratamento imediatamente após o aparecimento dos primeiros sintomas da doença. Isso ajudará a prevenir coágulos sanguíneos e o desenvolvimento de tromboflebite, conhecida por suas complicações com risco de vida.

Quando a flebite é afetada por veias profundas, a temperatura do corpo aumenta acentuadamente, o edema na área do desenvolvimento do processo inflamatório aumenta, a pele fica pálida e fica quase branca.

Os sintomas da flebite podem variar dependendo da localização da doença.

Como se livrar da dor

O tratamento da flebite deve começar com a eliminação dos sintomas agudos. Antes de tudo, é necessário remover a dor intensa que acompanha a inflamação das paredes vasculares. O que precisa ser feito para isso?

Recomenda-se ao paciente repouso e uso dos seguintes medicamentos:

  • unguentos e geles com heparina (Heparin, Leoton);
  • drogas com troxevasina (Troxerutina, Angionorm);
  • anti-inflamatórios não esteróides para uso externo (Butadion, Fastum-gel, Indometacina).

Compressas com álcool ajudam a aliviar a dor aguda (é diluída em 40-45%). Para melhorar a circulação sanguínea, você pode fazer compressas aquecedoras.

Métodos de tratamento

Depois que é possível aliviar a inflamação aguda com varizes, o médico prescreve o tratamento, dependendo das causas da patologia e do grau de dano vascular. Na maioria dos casos, você pode fazer uso de medicamentos e fisioterapia. O tratamento abrangente pode ser complementado com remédios populares adequados.

O regime padrão para terapia conservadora inclui:

  • o uso de drogas externas para aliviar processos inflamatórios e restaurar a circulação sanguínea;
  • o uso de agentes que melhoram a microcirculação e impedem a formação de coágulos sanguíneos;
  • na presença de patógenos infecciosos, pode ser necessária terapia antibacteriana adicional;
  • procedimentos fisioterapêuticos (irradiação ultravioleta, raios infravermelhos, sollux, reflexologia).

Dependendo da natureza do curso da doença, o tratamento pode ser ajustado.

Após uma consulta preliminar com um médico, você pode complementar o curso com remédios populares:

  1. Você pode tratar a inflamação com tintura de castanha da Índia, que é tomada por via oral ou comprime e os banhos para os pés são feitos com base.
  2. A decocção para uso interno pode ser feita a partir de avelã e coltsfoot. As matérias-primas trituradas em quantidades iguais são misturadas, vertidas com água e fervidas por 10 minutos. Depois que o caldo esfria à temperatura ambiente, ele é filtrado e bebido um terço de um copo três vezes ao dia antes das refeições.
  3. Conhecido por suas propriedades anti-inflamatórias de beterraba. 100 g de folhas frescas são vertidas em um copo de água fervente e deixadas em infusão por 6-8 horas. A infusão forçada é bebida três vezes ao dia em meio copo. Essa ferramenta também pode ser usada para varizes.

Se o tratamento com remédios populares não der resultado por 5-7 dias, você deverá consultar um médico para obter consultas adicionais.

Em casos especialmente negligenciados, quando há grande deformação das veias e risco de complicações com risco de vida, recomenda-se o tratamento da doença por intervenção cirúrgica. Neste caso, o método de ligação de vasos danificados, sua dissecção ou remoção completa pode ser usado.

recomendações gerais

Para acelerar a recuperação, elimine os sintomas da doença e evite a recaída, não apenas o tratamento ajuda, mas também a correção do estilo de vida.

Com flebite e varizes, é necessário aderir a tais regras básicas:

  • é necessário levar um estilo de vida ativo, alternando atividade física moderada com repouso;
  • aumenta significativamente a probabilidade de dano nas veias, permanência prolongada em uma posição (sentada ou em pé), sentada com as pernas cruzadas;
  • os sapatos devem estar soltos com uma plataforma confortável, é aconselhável minimizar o uso de modelos de salto alto;
  • é necessário tratar atempadamente processos inflamatórios e lesões;
  • Recomenda-se abandonar maus hábitos;
  • o tratamento com medicamentos e remédios populares deve ser realizado somente após consulta com um especialista;
  • durante o curso e período de recuperação, todas as recomendações do médico devem ser seguidas.

Lagranmasade Portugal