Causas e sintomas de varizes das extremidades inferiores

As varizes, nas quais numerosos nós inflados cobrem a superfície das pernas, não são apenas um defeito estético, mas também uma condição patológica grave. Ignorando os primeiros sintomas das varizes, uma pessoa corre o risco de sentir rapidamente todo o desconforto da doença. Com o tempo, os sinais se tornarão mais aparentes e as medidas preventivas introduzidas prematuramente deixarão de trazer alívio. Se as primeiras manifestações da patologia puderem ser eliminadas de forma conservadora, nos últimos estágios é muitas vezes necessário recorrer à intervenção cirúrgica.

As varizes são facilmente eliminadas sem cirurgia! Para isso, muitos europeus usam Nanovein. Segundo os flebologistas, este é o método mais rápido e eficaz para eliminar varizes!

Nanovein é um gel peptídico para o tratamento de varizes. É absolutamente eficaz em qualquer estágio da manifestação de varizes. A composição do gel inclui 25 componentes curativos exclusivamente naturais. Em apenas 30 dias de uso deste medicamento, você pode se livrar não apenas dos sintomas das varizes, mas também de eliminar as conseqüências e a causa de sua ocorrência, além de impedir o re-desenvolvimento da patologia.

Você pode comprar Nanovein no site do fabricante.

Definição e características do desenvolvimento

As varizes das extremidades inferiores significam uma mudança constante na largura dessas formações causada por uma violação do fluxo sanguíneo devido à operação incorreta das válvulas venosas. Simplificando, trata-se de um abaulamento visual das veias acima da superfície da pele das pernas, como resultado do alongamento das paredes e do preenchimento das cavidades com sangue. Isso pode ser devido à genética (um tipo especial de estrutura do vaso) ou ocorrer sob a influência de fatores externos, levando a uma deterioração do aparelho valvar.

Segundo as estatísticas, varizes de gravidade variável ocorrem em 15% da população mundial. Em pessoas com mais de 70 anos de idade, a doença é observada em 70% dos casos. As mulheres são mais suscetíveis à patologia do que os homens, devido às características estruturais do corpo. Eles apresentam sintomas 5 vezes mais frequentemente. Se a doença for detectada nos estágios iniciais, poderá ser combatida com sucesso. Os estágios lançados frequentemente entram em tromboflebite (inflamação das paredes das veias e entupimento de seus lúmens com coágulos sanguíneos), que é tratado principalmente por intervenção cirúrgica.

Estágios da doença e sintomas característicos

Com o desenvolvimento de varizes, as veias superficiais das pernas são geralmente afetadas, vasos profundamente localizados raramente são incluídos no processo patológico. O desenvolvimento da doença pode levar décadas, fazendo mudanças significativas na condição do paciente.

Os seguintes sintomas são característicos do quadro clínico, que fala do desenvolvimento de varizes:

  • O aparecimento de peso nas extremidades inferiores em meio a fadiga rápida.
  • Asteriscos vasculares, representados por capilares dilatados, formam-se na pele das pernas.
  • Caviar como se estivesse "estourando" por dentro.
  • Dor nos tecidos dos membros, queimação desconfortável.
  • Com o tempo, cãibras noturnas, inchaço crônico dos pés e pernas se juntam.
  • Dilatação das veias, visível a olho nu. A formação de contorção e abaulamento sobre a superfície dos vasos da pele, grandes nós venosos.
  • Dor aguda nas pernas, mesmo após uma curta caminhada.
  • O aparecimento de manchas da idade ou cianose geral da pele.
Nanovein  O desenvolvimento de varizes durante a gravidez

Os sintomas listados de varizes são especialmente pronunciados em climas quentes à noite, mesmo se não houver carga séria nas pernas. Uma mudança estável na cor usual dos tecidos indica a transição do processo para a fase crônica. A ausência de tratamento neste caso é repleta de aparecimento de úlceras tróficas.

O desenvolvimento da patologia consiste nas seguintes etapas:

  1. No estágio inicial (período de compensação), os primeiros sinais característicos de varizes na forma de asteriscos vasculares já aparecem. Não há queixas.
  2. O segundo estágio pode ser reconhecido pelo aparecimento de veias visíveis dilatadas no contexto de inchaço das pernas e dores noturnas periódicas.
  3. O terceiro estágio (período de subcompensação) é caracterizado pelo aumento da gravidade dos sintomas. A pele é pigmentada, surgem cãibras noturnas, músculos "estourando", pernas rapidamente cansadas.
  4. O quarto estágio (período de descompensação) pode ser determinado por edema pronunciado e persistente, dor aguda e prurido nos tecidos, convulsões regulares, uma forte alteração na largura dos vasos. Podem aparecer sinais de úlceras tróficas e tromboflebite.

A progressão gradual das varizes não só traz muitos minutos desagradáveis ​​e muda o modo de vida, mas também consequências perigosamente graves. Na trombose vascular, existe o risco de um coágulo sanguíneo com subsequente bloqueio do lúmen da artéria pulmonar. A violação da integridade das veias inchadas é acompanhada por sangramento intenso, que não pode ser interrompido sem a ajuda de um especialista.

As principais e secundárias causas da patologia

Os primeiros sinais de varizes resultam de uma diminuição na elasticidade das paredes vasculares. Eles são esticados sob a pressão do sangue, o que fornece uma corrente reversa devido a uma diminuição na função da válvula. No contexto do desenvolvimento da insuficiência venosa, a inflamação começa. Isso se deve ao fato de que os glóbulos brancos, que devem ser distribuídos pelos órgãos e sistemas, estão atrasados ​​nos “nós” localizados ao longo das veias. O resultado é a formação de úlceras tróficas na superfície das pernas.

As principais causas de tais processos podem ser divididas em três categorias:

  1. Problemas de coagulação. O espessamento excessivo do tecido conjuntivo líquido pode ocorrer no contexto de distúrbios hormonais de um tipo natural (glândulas defeituosas) ou artificiais (tomando contraceptivos, medicamentos hormonais). Varizes com um espessamento do sangue são freqüentemente observadas com alguns distúrbios do ritmo cardíaco. O músculo cardíaco enfraquecido não lida com o trabalho e o fluido começa a fluir através dos vasos mais lentamente, o que afeta sua consistência.
  2. As consequências de uma violação da integridade da parede vascular. O afinamento da parede venosa como resultado de doenças autoimunes leva à sua destruição rápida ou lenta. Não menos perigosas são as consequências de lesões nas pernas (incisões, ferimentos a balas e facas, mordidas), levando a cicatrizes nas paredes vasculares. As formações de tecido conjuntivo interferem no fluxo normal de sangue, o que afeta negativamente o tecido, causando sua expansão.
  3. Pressão patológica de tecidos localizados nas proximidades. A formação regular de edema leva a uma diminuição do espaço intersticial e ao seu preenchimento com linfa. Portanto, há áreas de maior pressão sobre os vasos. Como resultado de uma deficiência de oxigênio e nutrientes, a morte do tecido começa, o que pode resultar no aparecimento de úlceras tróficas. Esse cenário é considerado o mais perigoso e requer uma resposta assim que o primeiro, até os sintomas subjetivos das varizes, aparecem.
Nanovein  Pés chatos - causas, sintomas em adultos, tipos, graus, tratamento e prevenção de pés chatos

Com base no mecanismo de desenvolvimento da doença, as varizes geralmente ocorrem sob a influência dos seguintes fatores:

  • Subdesenvolvimento congênito do aparelho valvar ou das paredes vasculares, predisposição genética à obstrução das veias das extremidades inferiores.
  • Tumores das pernas e abdômen, fístulas nos vasos.
  • História de doenças endócrinas, tromboflebite, lesões nos membros inferiores, artrite reumatóide ou osteoporose.
  • Doenças dos pulmões e constipação. Essas condições levam a um aumento da pressão intra-abdominal, que desencadeia os sintomas da patologia.
  • Estagnação de fluidos e sangue nas extremidades inferiores devido a um estilo de vida sedentário. Um ponto negativo é o estado inverso – uma permanência constante nos pés, por exemplo, devido às características da profissão.
  • Obesidade e em qualquer estágio.
  • Violação do básico da nutrição adequada. Alimentos gordurosos e com alto teor calórico, falta de fibras, têm um efeito negativo significativo na elasticidade e resistência das paredes das veias nas pernas.
  • Fumar e beber. Sob a influência da primeira dependência prejudicial, o lúmen vascular é estreitado, o que diminui ainda mais o fluxo sanguíneo. O álcool também desencadeia a destruição dos tecidos.
  • Vestir roupas apertadas leva ao esmagamento dos vasos das pernas, e sapatos de salto alto impedem a saída natural de sangue e fluidos.

Os sintomas emergentes das varizes são um sinal para uma avaliação obrigatória da nutrição, rotina diária, atividade física e condição geral. A identificação de fatores que provocam o problema e sua eliminação é um pré-requisito para um tratamento eficaz.

Métodos eficazes para prevenir a doença

Os especialistas identificam uma série de medidas que podem impedir uma alteração patológica nos vasos das pernas. Estes incluem:

  1. Levando um estilo de vida ativo com viés obrigatório de esportes. A máxima eficiência nesse sentido é nadar e andar de bicicleta.
  2. Quando o trabalho sedentário é necessário a cada 45-60 minutos para organizar exercícios para as extremidades inferiores e para o corpo.
  3. Em pé – à medida que os músculos das pernas se cansam, é recomendável descansar regularmente, colocando-os em uma colina em relação à parte inferior do corpo.
  4. A obesidade raramente é completa sem varizes, então você precisa monitorar cuidadosamente seu peso.
  5. Não abuse de um banho quente, banho, sauna.
  6. Pelo menos uma vez por ano, você deve visitar um flebologista.

Se houver suspeitas de desenvolvimento de varizes, é melhor ir ao médico e obter recomendações profissionais, em vez de atrasar o tempo, usando meios especializados sem diagnóstico.

Lagranmasade Portugal