Causas de varizes nas pernas de mulheres

Muitas mulheres estão familiarizadas com a sensação de que, no final do dia, seus pesos estão amarrados às pernas e seus sapatos batem dolorosamente nos pés inchados. Não deixe esses sintomas sem vigilância, porque a doença varicosa dos membros inferiores pode se manifestar dessa maneira. Quais fatores devem ser evitados para impedir o desenvolvimento da doença – descubra no artigo.

As varizes são facilmente eliminadas sem cirurgia! Para isso, muitos europeus usam Nanovein. Segundo os flebologistas, este é o método mais rápido e eficaz para eliminar varizes!

Nanovein é um gel peptídico para o tratamento de varizes. É absolutamente eficaz em qualquer estágio da manifestação de varizes. A composição do gel inclui 25 componentes curativos exclusivamente naturais. Em apenas 30 dias de uso deste medicamento, você pode se livrar não apenas dos sintomas das varizes, mas também de eliminar as conseqüências e a causa de sua ocorrência, além de impedir o re-desenvolvimento da patologia.

Você pode comprar Nanovein no site do fabricante.

O que são varizes

A ocorrência desta doença está associada à expansão das veias safenas. Como o mecanismo das varizes começa? Normalmente, as válvulas venosas devem deixar o sangue passar das veias superficiais para as profundas e bloquear completamente a saída, mas sob a influência de vários fatores, elas começam a fechar incompletamente. Tal mau funcionamento no sistema vascular causa estagnação do sangue venoso e ocorrência de nós varicosos. Essas formações são bem visualizadas na pele na forma de irregularidades, os tecidos ao seu redor têm um tom azul característico.

O alongamento dos vasos subcutâneos com varizes é uma doença que possui não apenas manifestações externas desagradáveis. Com essa doença, a parede interna da veia fica inflamada, o que muitas mulheres sentem na forma de sintomas de dor e peso nas pernas. Ao mesmo tempo, o risco de coágulos sanguíneos aumenta, o que pode levar ao entupimento dos vasos sanguíneos, o que ameaçará diretamente a vida do paciente.

Causas de varizes

Freqüentemente, o termo "varizes" significa funcionamento prejudicado dos vasos das pernas, porque na maioria dos casos ocorrem alterações patológicas nas extremidades inferiores. Também é importante saber que as mulheres geralmente são diagnosticadas com outras formas de expansão de veias, como varizes da pelve ou varizes nas mãos. Independentemente da área do corpo em que a doença possa ser localizada, seu aparecimento provoca um certo número de fatores. Para evitar a doença, veja quais são as principais causas de varizes nas pernas e em outras partes do corpo.

Predisposição hereditária

Segundo estudos, se os pais sofrem de varizes, a probabilidade de desenvolver uma doença em seus herdeiros é de 70%. As estatísticas também confirmam a tendência de um aumento no número de casos desta doença com a idade. Conhecendo esses fatos, as mulheres com tendência genética a varizes devem tomar cuidado com outros riscos que afetam diretamente o funcionamento normal do sistema vascular venoso. Um estilo de vida saudável e atividade física suficiente podem reduzir significativamente a possibilidade de desenvolver varizes devido à hereditariedade.

Estilo de vida sedentário

Atualmente, esse fato é uma das causas mais comuns de varizes em mulheres. Com caminhadas ou corridas ativas, as contrações dos músculos da panturrilha das pernas estimulam o sangue a se mover mais rapidamente pelas veias. Se uma mulher leva um estilo de vida sedentário, o tom do corpo diminui e as paredes dos vasos se deformam ao longo do tempo. As varizes são frequentemente chamadas de doença ocupacional de contadores, cabeleireiros e vendedores, e a maioria dessas especialidades são mulheres.

Desequilíbrio hormonal

Esse mau funcionamento no corpo também pode ser a causa de varizes em mulheres. A prevalência de estrogênio com uma diminuição na quantidade de produção de progesterona leva a patologias na auto-regulação do sistema vascular. Muitas mulheres recorrem a flebologistas durante a gravidez ou a menopausa, porque, devido a uma mudança acentuada na produção hormonal, os sintomas das varizes progridem muito rapidamente durante esses períodos. O desenvolvimento da doença pode causar outras interrupções hormonais.

Processos inflamatórios pélvicos

Desde a adolescência, as meninas têm um risco aumentado de varizes da pelve pequena. Paralelamente ou independentemente dessa doença, algumas mulheres são diagnosticadas com varizes do útero. Essas doenças podem ser causadas por:

  • distúrbios congênitos das válvulas venosas;
  • irregularidades menstruais nas quais ocorre estagnação do sangue;
  • inflamação frequente dos órgãos pélvicos;
  • uso descontrolado de contraceptivos hormonais;
  • gravidez
  • parto difícil.

Esforço físico significativo

Como causas comuns de varizes em mulheres, deve ser chamado de desempenho do trabalho além de sua capacidade para o corpo ou praticar esportes de força. Levantar pesos pesados ​​ou agachamentos intensos usando halteres para exercícios mais eficazes são capazes de causar deformação dos vasos venosos. Se necessário, para lidar com um esforço físico significativo, a mulher deve consultar um especialista e comprar roupas de aperto especiais para esse trabalho.

Como tratar varizes nas pernas das mulheres?

Se uma grande quantidade de sangue entra nos vasos, sua tensão é observada perda de elasticidade. Ao mesmo tempo, são visivelmente deformados. Como resultado, a perda de elasticidade das veias se expande, o que é perceptível na forma de nós convexos azulados. Vasos danificados causam estagnação linfática. Pernas incham, a mulher sente dor e peso. É perceptível o desbaste e descamação da pele nas pernas.

As doenças das veias das pernas podem ocorrer devido a uma grande variedade de razões. Muitas vezes, as varizes são hereditárias. Com essa origem da patologia, recomenda-se a implementação mais precoce possível de medidas preventivas.

As causas mais comuns de congestão nas pernas e fluxo sanguíneo reduzido em meninas e mulheres adultas são estilos de vida pouco saudáveis, maus hábitos, abuso de alimentos oleosos e ricos em colesterol e distúrbios hormonais no corpo.

Como as mulheres são mais suscetíveis ao desenvolvimento da VFC, o seguinte pode ser atribuído ao grupo de risco:

  • Pessoas com mais de 30 anos;
  • Excesso de peso;
  • Mulheres grávidas
  • Tendo patologias do coração e sistema vascular e uma predisposição genética para varizes;
  • Levando um estilo de vida sedentário devido à profissão ou a outras circunstâncias.

As varizes são uma doença que, com terapia prematura, pode causar uma série de complicações patológicas, incluindo a morte. Portanto, atrasar o tratamento não vale a pena. Além disso, é bastante difícil se livrar completamente da doença.

Para obter uma resposta para a questão de como tratar varizes nas pernas das mulheres, o paciente deve consultar um flebologista. Ele é um especialista estritamente especializado no diagnóstico e tratamento de distúrbios no funcionamento do sistema vascular humano. São conhecidos vários métodos usados ​​para tratar varizes: terapia com drogas, métodos cirúrgicos, tratamento com receitas de medicina tradicional e uso de procedimentos fisioterapêuticos.

E sobre este artigo:

Terapia de medicação

Se o paciente procurou um especialista no estágio inicial do desenvolvimento da doença e os sinais de varizes em uma mulher não aparecerem com a maior intensidade possível, a possibilidade de um tratamento bem-sucedido aumenta significativamente. A principal maneira de tratar varizes é tomar certos medicamentos.

O efeito mais poderoso e eficaz é obtido na forma de comprimidos, e pomadas, géis e cremes para uso externo complementam o resultado e reduzem a gravidade dos sintomas.

Deve-se lembrar que cada medicamento tem alguns efeitos colaterais; portanto, antes de usá-lo, é obrigatório consultar seu médico.

Nanovein  Meias de compressão para varizes como escolher o tamanho e como usar

Todos os medicamentos usados ​​no tratamento de varizes podem ser divididos em várias variedades: algumas delas contribuem para a restauração da circulação sanguínea, outras não permitem o desenvolvimento de complicações e consequências e outras ainda aliviam os sintomas da patologia. Os regimes de tratamento mais comumente usados ​​são:

  1. Anticoagulantes para afinar o sangue e agentes antiplaquetários;
  2. Para restaurar o tom geral das veias, flebotônicos são usados;
  3. Para reduzir o impacto negativo e reduzir a permeabilidade das veias, angioprotetores são usados;
  4. Antioxidantes são usados ​​para combater reações oxidativas;
  5. Para aliviar a dor, são prescritos anti-inflamatórios não esteróides, antiespasmódicos e corticosteróides;
  6. Para restaurar o corpo e melhorar o estado geral, são utilizados complexos vitamínicos e imunomoduladores.

Preparações para uso externo

Para se livrar dos sintomas das varizes, recomenda-se o uso de drogas para uso externo do grupo dos AINEs. É importante observar que não é recomendável comprar cremes, géis e pomadas da expansão patológica das veias nas lojas de cosméticos, pois elas geralmente têm apenas um efeito preventivo.

Um dos comumente usado, barato e eficaz é a pomada de heparina, que é um anticoagulante. Uma ferramenta é usada para normalizar a circulação sanguínea, evita o aparecimento de edema e dor. Use a pomada várias vezes ao dia durante uma semana. Troxevasin tem as mesmas propriedades.

Para tornar o sangue mais fluido e evitar coágulos sanguíneos, use Venolife, gel Lyoton.

Esses fundos são aplicados às áreas afetadas em pequenas quantidades várias vezes ao dia até o alívio completo do inchaço, dores e convulsões.

O tratamento cirúrgico

Nem sempre o uso de métodos conservadores de tratamento de varizes traz o resultado desejado. Nesses casos, o especialista pode recomendar o recurso à cirurgia.

A medicina moderna é conhecida não apenas pelas intervenções cirúrgicas padrão, mas também pelos procedimentos minimamente invasivos inovadores. Eles diferem em menos complicações possíveis, velocidade e amplitude de aplicação.

Para tais intervenções, há várias indicações, sendo as principais:

  • Um estágio sério no desenvolvimento da doença;
  • Aumento significativo nas veias safenas;
  • Violação da circulação sanguínea, com potencial para o funcionamento normal de uma mulher;
  • O aparecimento de tromboflebite ou úlceras tróficas;
  • O rápido desenvolvimento da doença, que pode levar a riscos para a vida humana.

Deve-se lembrar que a operação não é permitida se o paciente apresentar hipertensão, doenças infecciosas com febre. Nem sempre é possível usar métodos cirúrgicos de tratamento em pacientes idosos, bem como no final da gravidez.

O procedimento mais comumente usado para tratamento cirúrgico é a flebectomia. Nesse caso, a veia afetada é completamente removida, independentemente do seu tamanho. Durante a operação, é usada anestesia local. Pequenas incisões são feitas através das quais também pode ser realizada uma crossectomia, ou seja, não uma remoção completa, mas apenas uma ligadura da veia e de todos os seus ramos ao longo do curso da lesão.

Um procedimento moderno e amplamente utilizado é a escleroterapia. Durante esta operação, um agente de colagem é introduzido no vaso danificado usando uma seringa especial, que ajuda a estreitar as veias. Várias versões deste procedimento são usadas, mas a espuma é considerada a mais eficaz.

Se a clínica tiver equipamentos e equipamentos especiais, você poderá usar coagulação a laser ou ablação por radiofreqüência. Ao converter energia de laser ou de onda de rádio em energia térmica, durante esses procedimentos, as veias afetadas são comissuradas.

Para realizar essas operações, são realizadas pequenas punções, o que reduz sua morbidade e acelera o processo de cicatrização.

Terapia de compressão

A terapia de compressão é usada como procedimento obrigatório após a cirurgia no tratamento de varizes. Se for contra-indicado, a compressão elástica das pernas é o principal método de terapia.

Como a compressão significa que você pode usar bandagens de compressão e malhas médicas especiais: meias, meias até os joelhos, calças justas.

Dependendo do grau de compressão, são distinguidas várias classes de malhas elásticas. Para o tratamento de varizes, os produtos da 2ª classe são mais frequentemente utilizados. Eles são recomendados se a doença não progredir dentro de seis meses ou com permanência prolongada.

As propriedades positivas da roupa íntima de compressão são devidas a:

  1. Uma diminuição na quantidade de sangue que entra nas varizes, que está associada a uma diminuição no seu volume;
  2. Maior absorção do fluido do tecido na corrente sanguínea, devido à qual os sintomas de peso nas pernas desaparecem;
  3. Melhorar o fluxo sanguíneo, o que evita coágulos sanguíneos.

Ginástica Terapêutica

Como uma das razões para o desenvolvimento de varizes é a atividade motora insuficiente, é recomendável se exercitar com mais frequência para melhorar a condição dos vasos sanguíneos. Este conselho é especialmente relevante para aqueles que passam muito tempo em uma posição (sentados ou em pé a maior parte do dia).

Para aliviar a tensão muscular, você pode executar um conjunto simples de exercícios, o que também ajudará a normalizar a circulação sanguínea nas extremidades inferiores. Os exercícios levarão de 7 a 10 minutos, mas você precisará praticá-los regularmente. Comece a fazer exercícios com um pouco de treino. Depois disso, eles passam para os movimentos principais, dos quais os mais úteis são aqueles realizados com as pernas retas ou dobradas. Complete o complexo realizando alongamentos.

A vantagem de tais exercícios físicos simples é que eles podem ser feitos não apenas em casa, mas também no trabalho.

Bons resultados no tratamento de varizes, especialmente nos estágios iniciais de desenvolvimento, quando as veias internas profundas não são afetadas, são alcançados com a medicina tradicional. Os mais úteis são todos os tipos de infusões, decocções e compressas.

Com varizes das pernas, uma decocção de sementes de castanheiro é muito útil, fortalecendo os vasos e impedindo o aparecimento de alterações patológicas neles. Para prepará-lo, uma pequena quantidade de matéria-prima é derramada com água quente, aquecida por vários minutos e depois insistida. A decocção é bebida duas vezes ao dia antes das refeições em meio copo. O curso geral do tratamento é de 10 a 14 dias.

Os banhos para os pés da infusão de casca de carvalho, camomila, barbante e folhas de bananeira ajudarão a aliviar os sintomas e manifestações da doença. As ervas são despejadas com 2 litros de água fervente, insistidas e despejadas em uma bacia. A duração desse banho é de cerca de 10 minutos. É aconselhável realizá-lo antes de dormir e, em seguida, aplique uma pomada venotônica nas pernas.

Decocções estimulantes de cones de lúpulo, trevo doce, espinheiro e frutos de rosa mosqueta, raiz de angélica ou alcaçuz ajudarão a se livrar de aderências e trombose vascular, além de acelerar o fluxo sanguíneo.

Um remédio eficaz com críticas positivas são compressas de vinagre de maçã. Para usá-los, é necessário umedecer uma toalha com vinagre quente, enrolar a perna e manter até secar completamente.

Como tratar varizes é descrito no vídeo neste artigo.

Causas, sintomas e tratamento de varizes em mulheres

Gravidade, fadiga e inchaço das pernas podem ser um sinal de uma doença perigosa e desagradável – as varizes. Na maioria das vezes, as mulheres na idade adulta sofrem com elas, mas recentemente as meninas começaram a aparecer a doença. Vamos descobrir como tratar varizes em mulheres.

Causas de varizes em mulheres

Uma pessoa nas veias tem válvulas que impedem o movimento reverso do sangue, com o aparecimento de irregularidades em seu trabalho, as paredes dos vasos ficam mais finas e esticadas, o que pode causar estagnação – é exatamente assim que a doença varicosa se manifesta.

As principais causas de varizes em mulheres:

  • Predisposição hereditária a doenças das veias (malformações congênitas das válvulas venosas e paredes vasculares);
  • A gravidez aumenta a carga em todos os órgãos, incluindo o sistema vascular;
  • Distúrbios metabólicos, drogas hormonais;
  • Excesso de peso;
  • Carga física alta nos membros inferiores, principalmente entre atletas e pessoas que passam a maior parte do tempo em pé – professores, vendedores, etc;
  • Estilo de vida sedentário, trabalho sedentário;
  • Assento contínuo em posição de pé a pé;
  • Vestindo roupas apertadas desconfortáveis ​​e sapatos apertados;
  • Lesões nas pernas.
Nanovein  Meias-calças para varizes (4)

Recentemente, varizes nas pernas de meninas e mulheres jovens aparecem com mais frequência. Isso também se deve principalmente à hereditariedade (por causa disso, a doença pode se desenvolver mesmo em crianças pequenas) e à gravidez (devido a uma alteração no status hormonal, o sangue pode se tornar mais denso e o aumento da pressão intra-abdominal dificulta a drenagem do sangue venoso).

O excesso de hormônios sexuais femininos afeta negativamente as fibras de colágeno que revestem as paredes das veias. Devido a isso, o tônus ​​vascular pode se tornar visivelmente pior, razão pela qual as varizes aparecem nas mulheres.

Sintomas de varizes em mulheres

As varizes nas mulheres se desenvolvem lentamente e requerem tratamento a longo prazo. A doença progride, desordens circulatórias gradualmente levam a danos nas válvulas e alongamento das paredes dos vasos sanguíneos. Na foto, os sinais de varizes nas mulheres são visíveis a olho nu.

As mulheres sofrem varizes com mais frequência do que os homens, portanto, elas precisam monitorar a saúde do sistema circulatório com cuidado, especialmente se alguém da família também tiver problemas com as veias.

Os principais sintomas das varizes em mulheres nas pernas:

  • Manifestação da rede capilar;
  • Cãibras noturnas nos músculos da panturrilha;
  • Sensação de pernas cansadas à noite: inchaço, dor dolorida, sensação de queimação;
  • Veias entram na superfície da pele;
  • Hiperemia tecidual, descoloração da pele: pode ficar vermelha, pálida, cianótica. O aparecimento de manchas da idade;
  • No estágio avançado, as úlceras tróficas aparecem na pele, que não cicatrizam por muito tempo.

Se forem detectados sintomas de varizes, é importante que uma mulher consulte imediatamente um flebologista ou um cirurgião vascular. Uma forma negligenciada da doença pode levar a complicações: envenenamento do sangue, amputação e até morte.

Métodos de tratamento de varizes em mulheres

Após o médico diagnosticar varizes, a mulher deve seguir todas as recomendações para eliminar a doença. Seja qual for o estágio da doença, é importante usar um tratamento complexo para fazer sem cirurgia. Atenção especial deve ser dada ao tratamento de varizes durante a gravidez.

O tratamento cirúrgico

Os casos mais avançados de varizes requerem tratamento especial e completo. Um método radical é um procedimento cirúrgico para remover uma veia inchada. Existem dois tipos de intervenção:

  • A flebectomia clássica é uma operação traumática com um longo período de reabilitação. Durante as manipulações, a parte doente do vaso é removida. Após a operação, o aparecimento de sangramento e infecção na ferida;

A intervenção cirúrgica não é realizada durante a gravidez e doenças infecciosas, de modo a não provocar uma deterioração da condição da mulher.

  • Miniflebectomy ajuda a eliminar até pequenos nódulos. O procedimento é realizado sob anestesia local, pequenas perfurações são feitas, através das quais o vaso afetado é puxado com um gancho e excisado. A recuperação leva vários dias, mas praticamente não tem contra-indicações.

Tratamento Flebosclerizing

Um método moderno e menos traumático de tratamento de varizes em mulheres, sua essência é que a veia danificada é selada usando certos procedimentos e o período de reabilitação é quase completamente ausente. Não há vestígios dessa intervenção. Variedades de terapia minimamente invasiva (ausência quase completa de trauma para outros tecidos e sistemas do corpo):

  • Escleroterapia – a introdução de um componente de ligação especial no vaso afetado;
  • Coagulação a laser – sob a influência do feixe, a malha vascular nas pernas é eliminada;
  • A ablação por radiofreqüência é realizada usando um cateter descartável, que aquece durante a manipulação, estimulando a contração dos vasos sanguíneos dilatados.

Preparações farmacológicas

O tratamento de varizes em mulheres é realizado com medicamentos para uso interno e externo. São necessários medicamentos para aliviar a inflamação, fortalecer as paredes venosas e prevenir o espessamento do sangue e trombose. Mas, para isso, a mulher precisará de uma ingestão prolongada de medicamentos. Antes de usá-los, é recomendável entrar em contato com uma lista de contra-indicações e consultar um especialista para evitar o desenvolvimento adicional da doença.

No primeiro estágio das varizes, apenas pomadas e cremes são suficientes para eliminar o edema e a sensação de fadiga, como Lyoton, Troxevasin e Venitan.

Se houver dificuldades no tratamento de varizes, adicionalmente, são prescritos comprimidos orais: Detralex, Diclofenac.

Se houver risco de trombose ou o sangue estiver muito espesso, é imperativo tomar anticoagulantes – aspirina ou medicamentos à base de heparina.

Para se livrar dos nós venosos, é necessária intervenção cirúrgica – nenhum medicamento e método alternativo ajudará.

Malhas de compressão

A roupa íntima de compressão para mulheres é apresentada em três formas: collants, meias ou até o joelho. Recomenda-se usá-lo após operações cirúrgicas, bem como durante o tratamento complexo de varizes. Para estabelecer qual o grau de compressão de malhas que você precisa, entre em contato com um especialista – somente ele determina, dependendo do estágio da doença, o nível de suporte necessário pelo ventilador.

Receitas folclóricas

A medicina tradicional ajuda a aliviar os sintomas, mas não trata varizes em mulheres. Existem várias receitas que ajudam a acelerar a recuperação e fortalecer as paredes dos vasos sanguíneos em casa.

As decocções diluem o sangue, tonificam os vasos, impedindo seu trauma e fortalecem a imunidade do corpo:

  • Despeje 20 g de urtiga (seca ou fresca) com um copo de água fervente e deixe por 1 hora. Divida o caldo resultante em 3 porções, beba-o diariamente em um copo por um dia. Essa tintura fortalece as veias, evita o desgaste da válvula;
  • O ginseng tonifica e elimina a doença vascular. A tintura de álcool pode ser comprada na farmácia ou preparada por conta própria; para isso, você precisa de 150 g de ginseng seco, preenchido com 600 ml de vodka. Por 2 semanas, o produto deve ser infundido em um local escuro e fresco, e você deve coar o líquido e tomar 4 vezes ao dia por 1-2 colheres de sopa com o estômago vazio.

Compressas e pomadas agem externamente em áreas doloridas das pernas, eliminam varizes, agindo localmente.

  • Esfregue as beterrabas finamente, misture com 2 colheres de sopa de mel e misture bem. Aplique pomada nas áreas danificadas das pernas por pelo menos algumas horas.
  • Aplique mingau de batata crua durante a noite nas áreas afetadas da perna. O curso do tratamento dura 4-6 semanas, com sessões diárias repetidas. Na manhã seguinte, o pé deve ser lavado com água limpa.

Recomendações nutricionais e de atividade física

Aderindo à nutrição adequada e realizando exercícios simples, o paciente tem a oportunidade de acelerar a recuperação ou impedir o agravamento da doença. Antes de tudo, ajuste sua dieta – reduza o consumo de alimentos gordurosos, defumados e salgados, álcool e confeitaria. Dê preferência a frutas e legumes frescos, frutos do mar e peixes, diversifique a dieta comendo carne magra, frutos do mar, nozes e legumes.

Faça exercícios leves diariamente – uma carga moderada e razoável nas pernas ajuda a manter os vasos saudáveis ​​por mais tempo. Encontre pelo menos 20 a 30 minutos por dia para atividade física – faça um passeio no parque, ande de bicicleta, nade.

Com varizes, a mulher precisa ter cuidado com os procedimentos térmicos. Sauna, banho, depilação e envolvimentos quentes podem provocar um agravamento da condição da mulher.

As mulheres são mais propensas a sofrer varizes do que os homens, principalmente devido às características fisiológicas do belo sexo. A doença começa em mulheres de diferentes idades, incluindo meninas muito jovens, e seu desenvolvimento lento acalma a vigilância dos pacientes; portanto, o tratamento começa quando varizes nas pernas já atingiram um estágio crítico e trazem sensações desconfortáveis. A terapia inclui ajuste nutricional, uso de roupas íntimas de apoio, uso de medicamentos e, na ausência de contra-indicações, o uso de remédios populares. A intervenção cirúrgica é usada apenas em casos avançados.

Lagranmasade Portugal