Causas de varizes em mulheres jovens

A doença varicosa é uma expansão patológica das veias superficiais. Nesse caso, ocorre o alongamento e o aumento do diâmetro, levando a várias alterações nos troncos venosos. Atualmente, varizes nas pernas são uma doença muito comum. A taxa de incidência em mulheres é 3 vezes maior que em homens. Isto é devido à estrutura anatômica dos vasos, sua localização e gravidez.

Nas últimas décadas, houve um "rejuvenescimento" da doença – muitas vezes varizes nas pernas, cujos sinais já são pronunciados, são encontrados mesmo em crianças em idade escolar. A OMS classifica as varizes como uma doença com risco de vida, “disparando primeiro nas pernas e depois no coração” por causa de suas complicações mortais.

As varizes são facilmente eliminadas sem cirurgia! Para isso, muitos europeus usam Nanovein. Segundo os flebologistas, este é o método mais rápido e eficaz para eliminar varizes!

Nanovein é um gel peptídico para o tratamento de varizes. É absolutamente eficaz em qualquer estágio da manifestação de varizes. A composição do gel inclui 25 componentes curativos exclusivamente naturais. Em apenas 30 dias de uso deste medicamento, você pode se livrar não apenas dos sintomas das varizes, mas também de eliminar as conseqüências e a causa de sua ocorrência, além de impedir o re-desenvolvimento da patologia.

Você pode comprar Nanovein no site do fabricante.

Veias varicosas – causas

Ao contrário das artérias, as veias têm válvulas, devido à presença da qual é impossível um fluxo sanguíneo reverso. No caso de um mau funcionamento dessas válvulas, com um desequilíbrio de elastina e colágeno no corpo, a elasticidade das paredes diminui acentuadamente e seu afinamento e alongamento ocorrem. Como resultado, as válvulas e os próprios vasos não conseguem lidar com suas funções, ocorre o fluxo sanguíneo reverso e a estagnação se desenvolve. Este é o mecanismo da formação de varizes.

Com a formação de varizes nas causas das causas que levam ao seu desenvolvimento, vários.

Predisposição hereditária

Esta é uma das principais causas de varizes – é definida em pacientes 1 / 3 com esta patologia. Na presença de varizes em parentes próximos (pais, avós, bisavós) a probabilidade de ocorrência da doença é 70%. O fator hereditário não é a doença, mas a estrutura anatômica geneticamente condicionada dos vasos:

• válvulas defeituosas congênitas;

• tecido conjuntivo insuficientemente desenvolvido das paredes das veias.

A este respeito, as varizes, cujos sinais são encontrados em diferentes graus em jovens de ambos os sexos e até mesmo em crianças, são tão comuns.

Desequilíbrio hormonal no corpo

Com varizes, as causas de seu desenvolvimento são diversas, mas entre elas o mais importante é o desequilíbrio hormonal que ocorre quando:

• gravidez e parto;

• tratamento com hormônios ou uso de anticoncepcionais.

Hormônios sexuais femininos (progesterona, etc.) e seus análogos causam a destruição do colágeno nas paredes das veias. Isso reduz significativamente o tom deles.

Processos inflamatórios dos órgãos genitais

Inflamação nos órgãos pélvicos leva a distúrbios hormonais e alterações no fluxo sanguíneo em pequenas veias. Como resultado, aparece uma mensagem entre as veias e as artérias, aumenta o volume e a pressão sanguínea nas veias. Eles se expandem, as válvulas não suportam o fluxo reverso do sangue, as veias varicosas aparecem.

Distúrbios nervosos

O tom de todos os navios é regulado por terminações nervosas. Se certos distúrbios (estresse, depressão, neurose, etc.) ocorrem no sistema nervoso, o tom venoso diminui e o diâmetro dos vasos aumenta.

Sobrecargas físicas levam ao aumento da pressão nas veias. Com grandes cargas estáticas (excesso de peso corporal, transferência de peso, gravidez e parto, permanência prolongada nas pernas sem movimento), a pressão nas veias aumenta significativamente. O grupo de risco inclui vendedores, professores, cabeleireiros e carregadores.

Um estilo de vida sedentário ou trabalho

O flagelo da vida moderna é "varizes de computador". Os músculos das pernas são uma espécie de "bomba": quando se contraem, o sangue venoso sobe mais rápido. Na posição sentada, os músculos não se contraem, exceto que as veias são comprimidas, o tom diminui, a circulação sanguínea é perturbada.

Aumento da pressão intra-abdominal leva a alta pressão nas veias das pernas, o que perturba o funcionamento das válvulas. Isso ocorre com constipação prolongada, espirros, tosse.

O desenvolvimento de varizes pode resultar em imunidade reduzida, trauma. O sexo desempenha um certo papel. Em conexão com a predisposição genética em mulheres, as veias varicosas, cujos sinais podem ser expressos em graus variados, são muito mais comuns do que nos homens. Os homens também recorrem ao médico quando surgem complicações perigosas e, sem cirurgia, já é impossível fazê-lo.

Varicoses nos pés – os primeiros sintomas

Com varizes nas pernas, os primeiros sintomas com os quais a doença começa podem ser leves e não atraem imediatamente a atenção. Estes incluem:

• uma fina rede vascular de cor azul carmesim;

• dor, fadiga, sensação de queimação ou coceira nas pernas à noite;

• dormência ou contração muscular convulsiva à noite.

À medida que as alterações nos vasos venosos progridem com varizes nas pernas, os primeiros sintomas da doença são agravados e há mais queixas:

• a pele em locais de varizes nas pernas engrossa, descasca e fica coberta de manchas cianóticas;

• dor nos músculos da panturrilha se torna permanente, pior ao caminhar;

• aparecem nós venosos, que são acompanhados por dor à palpação.

Posteriormente, com varizes nas pernas, os sinais da doença se intensificam e aparece edema. Eles são um sinal de que as veias não estão lidando com sua função. Este período é perigoso para complicações que podem levar à morte:

• sangramento que pode ocorrer por um pequeno derrame, é difícil pará-lo.

Portanto, varizes nas pernas, cujos sinais estão crescendo, devem ser tratadas a tempo devido a possíveis complicações. A tromboflebite (inflamação das paredes internas das veias) contribui para a formação de coágulos sanguíneos, que podem bloquear o fluxo sanguíneo no vaso (flebotrombose) ou, ao sair, entrar nos pulmões com fluxo sanguíneo (tromboembolismo), que pode terminar fatalmente.

Para evitar complicações fatais, deve-se fazer um apelo oportuno ao flebologista (angiosurgery) e checar a coagulabilidade do sangue.

Varizes – tratamento

Quando aparecem sintomas de varizes nas pernas, o tratamento deve começar imediatamente. Atualmente, a medicina tem feito progressos significativos no tratamento desta patologia.

Se os primeiros sinais de varizes são encontrados nas pernas, o tratamento ainda é possível sem cirurgia e consiste em vários procedimentos:

1. Medicamentous: nomeado, dependendo do estado dos vasos (após os resultados do exame de vasos em ultra-som ou venografia contraste), venotônicos, AINEs, anticoagulantes. É possível usar drogas destes grupos localmente na forma de géis, unguentos, natas.

O principal papel no tratamento de varizes é desempenhado pela terapia que visa restaurar o tônus ​​das paredes venosas, por exemplo, usando o medicamento Phlebof. Trata-se de uma preparação moderna e altamente purificada de diosmina, a única entre produtos domésticos sem revestimento de filme, corantes e conservantes, para que a substância ativa seja absorvida o mais rápido possível e a probabilidade de reações alérgicas seja minimizada.

2. Tratamento de compressão: vestindo meias especiais, golfe, em casos extremos – o uso de bandagens elásticas.

3. Pneumomassage – melhora a nutrição dos tecidos, leva a uma melhoria no fluxo sanguíneo venoso.

4. Escleroterapia – a introdução de medicamentos especiais na veia, sobrepondo a corrente sanguínea ao longo dela. Há uma atrofia gradual do vaso, ele desaparece.

5. A coagulação vascular a laser é o método mais moderno. Realiza-se abaixo da anestesia, um resultado positivo vem durante um mês.

Varizes – prevenção

Com varizes, a prevenção da doença em sentido amplo consiste em três regras:

1. Caminhe melhor do que em pé.

Nanovein  De onde vem a varicosidade e como tratá-la

2. Sentar é melhor que ficar de pé.

3. Mentir é melhor que estar sentado.

Para que as veias funcionem normalmente, os músculos das pernas devem se contrair. Ou as pernas devem estar em posição horizontal e elevada com os joelhos retos.

Se uma pessoa é forçada a ficar de pé ou sentada por um longo tempo, ela está em um grupo de alto risco. Para uma boa circulação do sangue venoso, deve haver contrações dos músculos das pernas e do coração. Portanto, com varizes, a profilaxia é um estilo de vida ativo, incluindo, se possível:

• caminhar em ritmo acelerado;

Ciclismo.

O estresse físico não deve ser prolongado e debilitante.

Com uma longa duração – "mudança" de pé para pé, balançando os dedos dos pés.

Medidas preventivas para a sessão prolongada:

• Eleve periodicamente as pernas à mesa ou ao nível do coração para melhorar a saída de sangue:

• você pode colocar os pés em pé e com um esforço para levantar os dedos várias vezes para si mesmo – isso reduzirá a pressão venosa;

• um intervalo de 10 minutos para caminhar ou aquecer as pernas após cada hora de sessão;

• em todos os casos de esforço físico (treinamento, corrida, exercício no simulador), bem como durante a gravidez, antes de voar em um avião, para longas viagens de carro, é necessário o uso de malhas de compressão.

Contra-indicado em veias varicosas:

• comer demais, o uso de uma grande quantidade de especiarias, salgados e gordurosos;

• elevação e transporte de cargas pesadas;

• banhos quentes por mais de 10 minutos com temperaturas acima de 36,70 ° C, saunas, banhos, solários;

• tomar medicamentos hormonais, incluindo controle de natalidade;

• o calcanhar tem mais de 4 cm (os músculos da perna começam a se contrair parcialmente, o que leva à diminuição da circulação venosa).

Não se auto-medicar. Nos primeiros sinais de varizes, é necessário consultar um médico e iniciar o tratamento oportuno – isso ajudará a evitar complicações graves.

Causas de varizes em mulheres

Muitas mulheres estão familiarizadas com a sensação de que, no final do dia, seus pesos estão amarrados às pernas e seus sapatos batem dolorosamente nos pés inchados. Não deixe esses sintomas sem vigilância, porque a doença varicosa dos membros inferiores pode se manifestar dessa maneira. Quais fatores devem ser evitados para impedir o desenvolvimento da doença – descubra no artigo.

O que são varizes

A ocorrência desta doença está associada à expansão das veias safenas. Como o mecanismo das varizes começa? Normalmente, as válvulas venosas devem deixar o sangue passar das veias superficiais para as profundas e bloquear completamente a saída, mas sob a influência de vários fatores, elas começam a fechar incompletamente. Tal mau funcionamento no sistema vascular causa estagnação do sangue venoso e ocorrência de nós varicosos. Essas formações são bem visualizadas na pele na forma de irregularidades, os tecidos ao seu redor têm um tom azul característico.

O alongamento dos vasos subcutâneos com varizes é uma doença que possui não apenas manifestações externas desagradáveis. Com essa doença, a parede interna da veia fica inflamada, o que muitas mulheres sentem na forma de sintomas de dor e peso nas pernas. Ao mesmo tempo, o risco de coágulos sanguíneos aumenta, o que pode levar ao entupimento dos vasos sanguíneos, o que ameaçará diretamente a vida do paciente.

Causas de varizes

Freqüentemente, o termo "varizes" significa funcionamento prejudicado dos vasos das pernas, porque na maioria dos casos ocorrem alterações patológicas nas extremidades inferiores. Também é importante saber que as mulheres geralmente são diagnosticadas com outras formas de expansão de veias, como varizes da pelve ou varizes nas mãos. Independentemente da área do corpo em que a doença possa ser localizada, seu aparecimento provoca um certo número de fatores. Para evitar a doença, veja quais são as principais causas de varizes nas pernas e em outras partes do corpo.

Predisposição hereditária

Segundo estudos, se os pais sofrem de varizes, a probabilidade de desenvolver uma doença em seus herdeiros é de 70%. As estatísticas também confirmam a tendência de um aumento no número de casos desta doença com a idade. Conhecendo esses fatos, as mulheres com tendência genética a varizes devem tomar cuidado com outros riscos que afetam diretamente o funcionamento normal do sistema vascular venoso. Um estilo de vida saudável e atividade física suficiente podem reduzir significativamente a possibilidade de desenvolver varizes devido à hereditariedade.

Estilo de vida sedentário

Atualmente, esse fato é uma das causas mais comuns de varizes em mulheres. Com caminhadas ou corridas ativas, as contrações dos músculos da panturrilha das pernas estimulam o sangue a se mover mais rapidamente pelas veias. Se uma mulher leva um estilo de vida sedentário, o tom do corpo diminui e as paredes dos vasos se deformam ao longo do tempo. As varizes são frequentemente chamadas de doença ocupacional de contadores, cabeleireiros e vendedores, e a maioria dessas especialidades são mulheres.

Desequilíbrio hormonal

Esse mau funcionamento no corpo também pode ser a causa de varizes em mulheres. A prevalência de estrogênio com uma diminuição na quantidade de produção de progesterona leva a patologias na auto-regulação do sistema vascular. Muitas mulheres recorrem a flebologistas durante a gravidez ou a menopausa, porque, devido a uma mudança acentuada na produção hormonal, os sintomas das varizes progridem muito rapidamente durante esses períodos. O desenvolvimento da doença pode causar outras interrupções hormonais.

Varizes em adolescentes: causas, manifestação e métodos de tratamento

Lesões nas veias e distúrbios circulatórios estão se tornando mais comuns hoje. E as varizes em adolescentes, que ocorrem como uma doença hereditária ou devido a uma combinação de causas objetivas e fatores provocadores, são diagnosticadas pelos flebologistas com mais e mais frequência. Como em pacientes adultos, os adolescentes podem ter apenas as manifestações iniciais desta doença, que são mais suscetíveis a efeitos terapêuticos, bem como estágios mais avançados da doença, que podem ser causados ​​por diagnóstico prematuro. Hoje, as varizes detectadas aos 19 anos não são consideradas a maior raridade; mesmo aos 17 anos, algumas meninas já começam a notar as manifestações iniciais de uma doença como as varizes. Se um adolescente pode ou pode ter varizes, como se manifesta e o que a causa, um flebologista pode dizer.

Que tipos de varizes são afetados pela juventude

As varizes, que ocorrem e progridem em uma idade jovem, podem se formar em várias partes do corpo. O aparecimento de varizes, manifestado em tenra idade, pode ser ainda a primeira infância, quando um flebologista, mesmo no nascimento ou durante os primeiros meses de vida do bebê, locais com asteriscos vasculares pronunciados são marcados em seu corpo. Posteriormente, na ausência de um efeito terapêutico, tais manifestações são agravadas, o que leva ao aparecimento de dor, inchaço e, com uma ausência adicional de tratamento, a incapacidade pode ser diagnosticada: as varizes são consideradas uma doença perigosa que requer uma resposta imediata.

Existem várias variedades da patologia em consideração, cada uma com suas próprias manifestações características, a natureza do curso e requer um certo efeito terapêutico. No entanto, todos esses tipos de doença têm uma coisa em comum – há uma deterioração significativa no processo circulatório, que leva ao aparecimento de veias da aranha, que se manifestam em graus variados e com localização diferente. Abaixo estão três manifestações principais da patologia das veias e do sistema circulatório, que possibilitam, ainda em tenra idade, diagnosticar o início da doença e agir sobre ela para evitar seu agravamento.

Tipos de síndrome das varizes, mais comuns na infância e adolescência:

  1. Síndrome de Klippel-Trenone, que se manifesta na forma de veias de aranha na superfície da pele. Expressada na forma de manchas, mais freqüentemente observada nas extremidades inferiores, essa síndrome causa algum alongamento da perna devido a veias salientes acima da superfície da pele. As manifestações da síndrome podem demorar na infância, mas aos três anos de idade as veias da aranha são visíveis mesmo com um exame visual da pele das pernas.
Nanovein  Nutrição para varizes

O perigo da síndrome de Klippel-Trenone é que, na ausência do efeito terapêutico necessário, a incapacidade ocorre entre os 12 e os 14 anos de idade, o processo de caminhada fica limitado pela aparência e condição alteradas do membro inferior afetado: torna-se mais espesso e mais longo, tocar as áreas afetadas causa dor intensa.

  1. Flabectasia, caracterizada pela ocorrência de inchaço do pé, que aumenta gradualmente à medida que a doença progride, dificultando a movimentação do paciente.
  2. Síndrome de Parks-Weber. Esta variedade de varizes é acompanhada por uma alteração no estado da circulação sanguínea, formando fístulas entre artérias e veias. Na palpação das áreas afetadas, observa-se pulsação, os nós venosos aumentam de tamanho, tornam-se dolorosos. A perna fica mais saudável, caminhar causa muito desconforto.

A compreensão dos motivos que podem provocar o desenvolvimento de varizes na infância e adolescência ajudará a prevenir a ocorrência desta doença e, se possível, reduzirá o risco de complicações durante o diagnóstico.

Classificação adicional da doença

Existe também uma forma idiopática e sintomática da patologia em questão. Com um distúrbio idiopático no estado das veias, nota-se ao apertar o ducto das veias devido a fatores psicológicos ou fisiológicos. Na forma sintomática da patologia, a patologia (mau funcionamento) das veias inferior e femoral se desenvolve primeiro.

Há também uma divisão dessa patologia em dois tipos, dependendo da origem:

  • doença congênita, que geralmente se torna resultado de uma predisposição hereditária a danos nas veias;
  • forma adquirida da doença – ocorre na presença de vários fatores que provocam patologia das veias e circulação venosa do sangue.

Independentemente do tipo e forma da doença em questão, a identificação de pequenos desvios na infância e adolescência no estado das veias requer uma resposta terapêutica imediata, que ajudará a manter a saúde do sistema circulatório do paciente e evitar possíveis efeitos colaterais da doença.

Causas de varizes em tenra idade

Dependendo da idade em que são detectadas as primeiras manifestações da patologia das veias e da circulação sanguínea, o método do efeito terapêutico escolhido pelo médico e as prováveis ​​consequências serão diferentes. Assim, as varizes, detectadas aos 20 anos, podem causar desenvolvimento intra-uterino e suas anormalidades, e também podem ser o resultado de uma combinação de fatores predisponentes dessa doença. Aos 18 anos, as causas que provocam danos às veias podem consistir em alterações hormonais no corpo, como resultado do desenvolvimento de varizes, além de excesso de peso e falta de atividade física. As lesões orgânicas nessa idade, provocadas por doenças das veias, também se manifestam na forma de alterações patológicas nos vasos sanguíneos e veias grandes.

O que causa varizes em meninas jovens? Sapatos inconvenientes, com salto muito alto, falta de regras elementares para o cuidado dos pés, atividade física inadequada e desnutrição são, na maioria das vezes, os fatores que provocam o aparecimento de patologias nas veias entre 16 e 20 anos.

Além disso, as seguintes condições devem ser atribuídas às causas desta doença:

  • levantamento de pesos pesados ​​- a carga resultante nas pernas pode levar a uma perda de elasticidade das paredes das veias, que formam nódulos e causam distúrbios na circulação sanguínea;
  • gravidez – no primeiro trimestre e metade da gravidez, a gravidade do útero em crescimento é redistribuída, o que afeta negativamente o estado geral das extremidades inferiores. As alterações hormonais que acompanham a gravidez também contribuem para a circulação venosa prejudicada, o que leva a nós protuberantes, perda de elasticidade das veias;
  • estresse e depressão freqüentes;
  • a presença de maus hábitos na forma de beber frequentemente, fumar.

Os motivos listados podem causar distúrbios na circulação sanguínea e, na presença de uma tendência hereditária para doenças das veias, a presença de doenças orgânicas atuais paralelas, rapidamente levam ao aparecimento dos primeiros sinais de expansão varicosa.

Sintomas de varizes

Lesões nas extremidades inferiores que são acompanhadas por varizes e seus sintomas podem variar um pouco em diferentes casos. Por exemplo, com o aparecimento desta doença imediatamente após o nascimento, ela é acompanhada de alterações externas e orgânicas, que, quando diagnosticadas cuidadosamente, por exemplo, se houver uma tendência hereditária de danificar as veias e suspeitas de varizes, podem manifestar asteriscos vasculares de intensidade variável na superfície da pele, principalmente nas extremidades inferiores.

No entanto, as seguintes sensações devem ser consideradas o aparecimento dos primeiros sintomas:

  • inchaço da pele e tecidos das extremidades inferiores, especialmente à noite;
  • a formação de veias de aranha na pele, que, à medida que a doença piora, aumenta de tamanho, fica mais intensamente colorida;
  • durante o sono noturno, são observadas cãibras nas pernas, que podem causar distúrbios na qualidade do sono devido à sua intensidade.

Com a transição da doença para um estágio mais avançado, uma forte dor nas pernas pode se desenvolver, o que complica o processo de caminhar. As manifestações listadas de patologia venosa e distúrbios circulatórios, que se tornam a causa raiz de varizes na infância e adolescência, estão se tornando mais visíveis e complicando a vida do paciente na ausência de tratamento.

Diagnóstico de varizes

É possível determinar que um menino ou menina na infância ou adolescência tem varizes, é possível com atenção cuidadosa ao seu estado geral, monitorando o trabalho de sua circulação sanguínea, que afeta o estado das veias, a presença ou ausência de veias da aranha em seu corpo. Crianças e adolescentes no início da idade de transição, quando ocorre seu crescimento ativo, tendem a danificar as veias.

A identificação de quaisquer patologias dos vasos sanguíneos e veias, em particular, é realizada na presença de queixas dos pacientes de dor durante a caminhada, aparecimento de cãibras nas pernas (principalmente à noite), ocorrência de inchaço dos tecidos das pernas. Também é necessário diagnosticar o estado das veias na presença de aranhas na pele das pernas e em outras partes do corpo, para dores nas pernas com uma longa permanência na posição horizontal ou vertical. Um flebologista após um exame externo e palpação da área afetada pode prescrever uma radiografia da parte afetada do membro, uma radiografia e exames de sangue e urina. Um estudo dúplex também é usado para interromper o diagnóstico preciso de varizes.

Importante no tratamento de crianças e adolescentes deve ser considerada a qualidade da educação física na escola, onde é dada atenção suficiente à atividade física, ao desenvolvimento de todos os grupos musculares e à prevenção de muitas doenças dos sistemas músculo-esquelético e circulatório, possibilitando evitar as manifestações observadas com varizes em qualquer faixa etária. Jogos ativos, a execução de vários exercícios de flexibilidade, força e destreza permitem manter o sistema vascular em tom ativando a circulação sanguínea.

O tratamento que requer varizes em adolescentes também é realizado em crianças e adultos. Os métodos mais eficazes incluem:

  • o uso de roupa íntima de compressão;
  • o uso de exercícios que ativam a circulação sanguínea;
  • a nomeação de medicamentos vasodilatadores.

A eliminação da varicocele, que é uma variedade de varizes, é realizada por tratamento conservador, com um estágio avançado da doença – metol cirúrgico, removendo o testículo danificado em um menino. Dependendo do método de tratamento para qualquer estágio das varizes, recomenda-se o uso de medidas para evitar o agravamento de uma doença existente.

Prevenção de varizes

Um rapaz de 16 anos e uma garota da mesma idade, para evitar uma doença como varizes, devem evitar ganho excessivo de peso, evitar usar roupas íntimas e sapatos apertados e desconfortáveis, prestar atenção mesmo a pequenas alterações dolorosas nas pernas. Boa nutrição, prevenção do estresse, um estilo de vida ativo são excelentes medidas para prevenir doenças nas veias.

O tratamento em um estágio inicial trará mudanças positivas mais pronunciadas.

Possíveis consequências

Se varizes são detectadas em uma mulher ou em meninas jovens, você deve procurar ajuda de um médico. Uma complicação dessa patologia pode ser a deformação das pernas, veias salientes, cãibras frequentes. Como os maus hábitos contribuem para o desenvolvimento de varizes, é necessário abandoná-los, normalizar a nutrição e realizar exames médicos regulares.

A conseqüência dessa patologia pode até ser incapacidade, porque um início precoce do tratamento evitará esse risco.

Lagranmasade Portugal