Causas das varizes do esôfago

O esôfago é coberto por uma rede de vasos suficientemente espessa. Existe um sistema complexo de fluxo sanguíneo. Portanto, é aqui que ocorrem varizes do esôfago. Esta doença ocorre devido a uma violação do fluxo sanguíneo nos vasos.

A doença aparece devido a distúrbios relacionados à idade, afeta pessoas idosas após 50 anos. Os médicos dizem que os homens estão doentes duas vezes mais que as mulheres. Existe uma forma hereditária de VRVP, que é muito menos comum na prática médica. As crianças que nascem com esta doença também sofrem de outras doenças.

A HRVP se desenvolve como resultado de doenças do fígado, mais frequentemente cirrose. Portanto, os pacientes observaram alterações na cor da pele e nas proteínas oculares, tornando-se amareladas. Uma pessoa perde o apetite, seu peso corporal cai acentuadamente, seu estômago dói e muitas vezes fica doente. Esta doença é acompanhada por sangramento interno normal ou menor. Cerca de 30% de todo o sangramento do canal alimentar superior ocorre como resultado da ARVP.

As varizes esofágicas ocorrem na seção inferior devido à estase sanguínea regular na veia porta do fígado, tais distúrbios ocorrem devido à formação de coágulos sanguíneos e cirrose do órgão. Na seção superior, a causa do desenvolvimento da VFC é o bócio maligno. Devido a essas alterações, o esôfago pressiona as paredes das veias, tornando difícil o fluxo sanguíneo nelas. Além disso, quando há uma violação do coração e do baço, há uma expansão da veia do esôfago.

A hipertensão portal também afeta o desenvolvimento da VFC.

As principais causas da doença:

  • doenças do fígado e a violação resultante do fluxo sanguíneo;
  • doenças do sistema cardiovascular;
  • trombose;
  • quando ocorre um mau funcionamento na corrente sanguínea devido a formações tumorais.

O sangramento não aparece devido à alta pressão, mas devido aos saltos agudos. O risco é muito maior em pacientes com doença vascular.

Essas causas da VFC devem ser tratadas a tempo, para que não haja complicações.

Para fazer isso, você precisa saber como elas aparecem, monitorar seu corpo e observar as menores alterações. Se o VRVP está em um estágio inicial de desenvolvimento, os sintomas são bastante difíceis de perceber, pois não se manifestam ou são semelhantes a outras doenças. Portanto, apenas um médico pode diagnosticar o estágio inicial.

Inicialmente, esses sinais aparecem:

  • falta de ar;
  • dor no peito;
  • uma sensação de peso no esterno;
  • azia constante, se não estava lá antes;
  • difícil de engolir ou desconforto.

Muitas vezes, com o VRVP, é observado um fenômeno como a "cabeça da água-viva". Nesse caso, há um certo padrão no abdômen e no esterno, formado por vasos que se expandiram e se projetam sob a pele.

Quando ocorre uma ruptura da veia, ocorre sangramento grave, provoca o aparecimento de certos sintomas:

  • a pressão sanguínea cai significativamente;
  • vômito com sangue;
  • impurezas de sangue nas fezes;
  • taquicardia não é característica para o paciente.

Se o sangramento não for forte, a pessoa se sente fraca, um forte mal-estar, os sintomas de anemia são claramente manifestos.

Ao longo da história do estudo do GRP, a classificação mudou várias vezes. Agora, os médicos estão usando o que os especialistas fizeram em 1997. Eles destacaram esses graus:

  • primeiro grau. O diâmetro das veias não excede 3-5 mm, são alongadas, as folgas não são preenchidas. Quase sem sintomas, sem queixas. O médico faz um diagnóstico somente após um exame endoscópico. Nesse sentido, as varizes do esôfago precisam ser tratadas imediatamente.
  • segundo grau. Os vasos são bastante complicados, expandem cerca de 10 mm de diâmetro, existem nódulos que atingem 3 mm. Nenhum dano foi observado na mucosa do esôfago. Durante o diagnóstico, o médico observa uma protrusão significativa dos vasos. Nesse sentido, o tratamento deve ser realizado no prazo, portanto, será possível remover os sintomas e retardar o curso da doença. Sangramento nesta fase não ocorre.
  • terceiro grau. As veias são muito dilatadas, excedem 10 mm, as paredes são estressadas, manchas finas e vermelhas são visíveis na pele. As veias estão significativamente inchadas, os nós são claramente visíveis, estão constantemente dilatados, a membrana mucosa do órgão é afinada. Os sintomas são pronunciados. O tratamento é realizado por cirurgia.
  • Quarto grau de GRP. Os médicos definem esse grau quando os nós se projetam no lúmen do esôfago, existem muitos deles. Eles não diminuem, as paredes são finas. A membrana mucosa é coberta com erosão. Além dos principais sintomas, os pacientes observam um sabor salgado na boca. Nesse grau, o sangramento ocorre espontaneamente.
Nanovein  A varicocele deve ser tratada

Se varizes do esôfago causaram sangramento interno, apenas metade dos pacientes sobrevive. Metade dos que conseguiram sobreviver, depois de alguns anos, enfrentam uma recaída e são novamente tratados com ARV.

As varizes são facilmente eliminadas sem cirurgia! Para isso, muitos europeus usam Nanovein. Segundo os flebologistas, este é o método mais rápido e eficaz para eliminar varizes!

Nanovein é um gel peptídico para o tratamento de varizes. É absolutamente eficaz em qualquer estágio da manifestação de varizes. A composição do gel inclui 25 componentes curativos exclusivamente naturais. Em apenas 30 dias de uso deste medicamento, você pode se livrar não apenas dos sintomas das varizes, mas também de eliminar as conseqüências e a causa de sua ocorrência, além de impedir o re-desenvolvimento da patologia.

Você pode comprar Nanovein no site do fabricante.

Diagnóstico da doença

O médico usa métodos de hardware para o diagnóstico, sem os quais é impossível fazer um diagnóstico preciso e de alta qualidade, porque os sintomas característicos da VRVP estão ausentes.

O médico em primeiro lugar presta atenção a esses fatores:

  1. Queixas e sintomas do paciente.
  2. Os dados coletados durante o EFGDS, diagnóstico por ultrassom dos órgãos abdominais, estudo do estado do esôfago por meio de raios-x.
  3. Avaliação visual do paciente. O especialista presta atenção à pele, sua cor, palidez, se há inchaço da face, corpo ou membros. A pele apresenta vermelhidão, veias-aranha ou sinais de hemorragia subcutânea. Se o abdômen, baço ou fígado aumentou. Observam-se sinais de expansão das veias na pele da cavidade abdominal.
  4. Resultados laboratoriais, exames de sangue, necessariamente gerais e bioquímicos, coagulação sanguínea.
  5. Um estudo do histórico médico do paciente, a duração dos sintomas, como ele se sentiu durante esse período de tempo, mudou. Que doenças ele tem e como ficou doente mais cedo.

Além disso, o paciente recebe vários exames de fígado para estudar a coagulação e a fibroesofagoscopia, durante os quais descobre a causa do sangramento e sua localização exata. Dependendo dos sintomas e características do curso da VFC e da presença de doenças concomitantes, os especialistas podem prescrever vários testes ou procedimentos adicionais para obter dados precisos.

Depois de coletar todas as informações necessárias, o médico está envolvido na formação do diagnóstico. Ele leva em consideração os sintomas iniciais, o motivo da internação e os resultados do exame.

Como tratar varizes do esôfago

Esta doença não é passível de tratamento. Portanto, todas as medidas visam eliminar os sintomas, retardar o desenvolvimento da doença e prevenir ou parar o sangramento.

Para fins de tratamento, os médicos recomendam aos pacientes com VRVP:

  • ajustar estilo de vida. Reduzir a atividade física, mais tempo para relaxar;
  • diagnosticar a causa inicial de varizes;
  • coma sistematicamente, siga uma dieta se prescrito por um médico;
  • uso contínuo de medicamentos, que também são prescritos por um médico;
  • aumentar a oferta de vitaminas no corpo;
  • uma transfusão de sangue é prescrita e outros componentes se o sangramento tiver começado. Nesse caso, são prescritos medicamentos que interrompem o sangue, investigam o local da ruptura da parede com uma sonda, aplicam trombina ou outros agentes na área danificada;
  • o tratamento cirúrgico envolve um método cardinal ou paliativo;
  • usando o método cardinal, especialistas conectam vasos danificados. Além disso, dependendo da condição do baço, eles decidem salvar ou remover esse órgão;
  • O método paliativo comprime as artérias do baço, remove os vasos danificados e a parte do esôfago danificada.

Em caso de sangramento súbito, você precisa entrar em contato com uma ambulância, isso deve ser feito rapidamente. Depois que os médicos realizam todas as manipulações e param o sangue, é necessário consultar os médicos especializados.

O tratamento medicamentoso é prescrito apenas para aqueles pacientes nos quais as veias varicosas do esôfago estão apenas no primeiro estágio. O resto é apenas tratamento cirúrgico.

O tratamento terapêutico do VRVP visa fortalecer o corpo, tomando vitaminas, adstringentes, comprimidos e também são prescritos para diminuir a acidez do estômago.

Nanovein  Como tratar os dentes gratuitamente sob a apólice de seguro médico obrigatória

Em caso de sangramento, é prescrita uma transfusão de sangue, plasma ou glóbulos vermelhos, um sol é administrado. O paciente deve tomar medicamentos que restaurem o sangue e contribuam para a vasoconstrição.

Se esses métodos não tiverem força e o sangramento não puder ser interrompido ou houver risco de recaída, é prescrita uma operação imediata. Use os seguintes métodos:

  1. Cirurgia de ponte de safena – os médicos criam uma via adicional para o fluxo sanguíneo, facilitando assim a carga na área danificada.
  2. Desascularização – a área afetada é extirpada, uma prótese é instalada em seu lugar.
  3. Revestimento das veias – fortalecendo suas paredes.
  4. Anastose é a conexão de áreas de um vaso danificado.

Ao escolher um método, os médicos levam em consideração a complexidade da lesão e os desejos do paciente.

Outro método de tratamento cirúrgico do tamponamento com balão ARVP é bastante comum. Os médicos usam uma sonda de Blakemore. Com sua ajuda, é possível parar rapidamente o sangramento em 90% dos casos, o resultado depende da instalação correta da sonda.

Este método tem uma desvantagem significativa. Quando a sonda é removida, o sangramento pode abrir novamente. A sonda pode permanecer no corpo por cerca de um dia, em nenhum caso mais.

Agora, os médicos, usando procedimentos endoscópicos minimamente invasivos, podem parar o sangramento. Existem duas maneiras de esclerosar as veias do esôfago com a VRVP:

  • Intravizal – a introdução dos medicamentos necessários através da cavidade nasal.
  • Paravasal – a introdução do medicamento diretamente no vaso danificado.

Dieta para pacientes com VRVP

Quando as varizes esofágicas são diagnosticadas, o paciente é imediatamente apresentado às características nutricionais. Afinal, a dieta é a chave para a vida despreocupada de um paciente com VRVP. Se você aderir a ela, não apenas a saúde humana será preservada, mas também o sistema digestivo. Nesse caso, a nutrição adequada envolve 4-6 refeições por dia. O paciente também precisa se lembrar de que o jantar deve ocorrer o mais tardar três horas antes da hora de dormir.

Deve ser dada preferência particular a esses produtos:

  • rico em vitamina E. Estes incluem cebola verde, óleo vegetal, gema de frango;
  • contendo muita vitamina C;
  • os bioflavonóides são úteis para as células do corpo;
  • rotineiramente contendo nozes de groselha;
  • estimular a produção de elastina, frutos do mar;
  • rico em fibras.

Todos os alimentos devem estar em temperatura normal e não devem estar muito frios ou quentes.

É impossível que o ácido do estômago entre no esôfago. Para fazer isso, você precisa estar na posição correta, para que a cabeceira da cama de um paciente com VRVP seja elevada em 10 cm ou mais.

Não se envolva em coisas estranhas, por exemplo, assista ao seu filme favorito ou leia livros enquanto come. Isso afeta negativamente o processo de assimilação de alimentos, o que é indesejável neste caso.

A nutrição saudável desempenha um papel importante no tratamento da VFC, uma pessoa pode ajudar seu corpo, fortalecê-lo. A nutrição afeta favoravelmente o estado dos vasos varicosos e suas paredes, a quantidade de líquido no corpo.

Se você adicionar alguns exercícios simples para treinar os vasos na dieta, isso afetará positivamente o estado do corpo, o risco de coágulos sanguíneos ou o acúmulo de excesso de gordura nas veias será muito menor.

Quando um paciente tem varizes do esôfago, ele precisa beber muitos líquidos ao longo do dia, cerca de dois litros, a água não deve ser inferior a um litro.

É importante evitar produtos nocivos para não agravar sua condição. Em relação a eles:

  • chá e café fortemente fabricados;
  • bebidas alcoólicas;
  • especiarias e vários aditivos;
  • alimentos que contenham açúcar.

Existe uma dieta especial em cores para pacientes com varizes esofágicas. Envolve o uso e a preparação de alimentos selecionados em cores. Você pode comer frutas e legumes alaranjados, vermelhos, azuis, verdes, amarelos.

Você não pode comer laticínios, pratos salgados. É melhor recusar carne. Também será útil tratar o dia de jejum e jejum cerca de uma vez por semana.

Lagranmasade Portugal