Causas da dor testicular em homens lista de doenças prováveis ​​e seus sintomas

Os testículos masculinos são um órgão extremamente sensível e vulnerável, propenso a lesões, ataques infecciosos, bem como patologias vasculares e formações tumorais. Em resposta aos efeitos de fatores negativos, ocorre dor de intensidade variável, que em alguns casos é um sinal para o desenvolvimento de uma doença grave. Se o desconforto persistir por muito tempo ou progredir, entre em contato com um urologista ou andrologista. O diagnóstico e a identificação oportuna das causas da dor testicular nos homens impedirão as consequências da infertilidade ou impotência.

As varizes são facilmente eliminadas sem cirurgia! Para isso, muitos europeus usam Nanovein. Segundo os flebologistas, este é o método mais rápido e eficaz para eliminar varizes!

Nanovein é um gel peptídico para o tratamento de varizes. É absolutamente eficaz em qualquer estágio da manifestação de varizes. A composição do gel inclui 25 componentes curativos exclusivamente naturais. Em apenas 30 dias de uso deste medicamento, você pode se livrar não apenas dos sintomas das varizes, mas também de eliminar as conseqüências e a causa de sua ocorrência, além de impedir o re-desenvolvimento da patologia.

Você pode comprar Nanovein no site do fabricante.

Dano mecânico

Se a dor aguda em um testículo saudável ocorreu repentinamente e sem motivo aparente, existe uma alta probabilidade de torção do cordão espermático. Na maioria das vezes, a patologia ocorre em adolescentes de 12 a 16 anos; os homens adultos representam cerca de 35% dos casos. A torção pode provocar roupas apertadas, movimentos bruscos, excesso de trabalho e até tosse persistente.

  • dor nas costuras no escroto;
  • náusea e vômito (característica de crianças);
  • retenção urinária aguda;
  • aumento da temperatura corporal;
  • o testículo cresce em volume e endurece;
  • o escroto se torna cianótico e incha.

Esta condição requer atenção médica imediata. Nas primeiras horas após a detecção da patologia, você pode retornar o testículo à sua posição normal pelo método de detorsão (manualmente sem cirurgia), mas apenas em crianças e adolescentes. Com uma manipulação bem-sucedida, a dor diminui, o testículo se torna móvel. Os adultos geralmente recebem cirurgia de emergência. Se a intervenção for realizada nas primeiras 6 horas, as complicações são raras. O testículo é removido nos casos em que o suprimento de sangue não é restaurado em 15 minutos.

Qualquer golpe ou aperto dos testículos também leva à dor aguda. Na maioria das vezes, os atletas sofrem lesões na região inguinal durante o treinamento. Com um forte golpe, o escroto incha, as hemorragias subcutâneas são visíveis, o testículo cresce e permanece doloroso por mais 2-3 semanas. Lesões são perigosas por torção do cordão, ruptura das membranas dos testículos, danos à bexiga. Se o escroto estiver azul e inchado, é necessário entrar em contato com uma instituição médica ou ligar para um médico, antes da chegada da qual é importante que a vítima permaneça calma.

Doenças inflamatórias

Dores agudas no escroto são características não apenas de lesões e torções, mas também de processos inflamatórios. Sem tratamento oportuno, as consequências na forma de infertilidade, o desenvolvimento de abscessos, lesões gangrenadas não são incomuns.

Epididimite

O apêndice (epidídimo) é uma formação de 1-2 cm de largura e 6-8 cm de comprimento, firmemente adjacente à parte traseira do testículo e conectada ao ducto deferente. Um apêndice saudável é macio, palpável através do escroto e o inflamado incha e responde com dor intensa.

  • DSTs (gonorréia, sífilis, clamídia) e bactérias intestinais;
  • choque, torção, intervenções cirúrgicas;
  • super refrigeração;
  • tomar certos medicamentos (por exemplo, amiodarona);
  • uretrite, próstata infectada;
  • estagnação;
  • complicações de gripe, pneumonia, varicela.

A doença se desenvolve rapidamente, geralmente dentro de um dia. Características características:

  • dor aguda no testículo. Em alguns homens, dá para a região lombar, sacro, virilha, perna, abdômen e ânus, se intensifica ao caminhar;
  • um aumento no testículo em um volume de 2-3 vezes;
  • febre, febre;
  • inflamação dos gânglios linfáticos inguinais;
  • o aparecimento de sangue na urina, aumento da micção, incontinência.

Sem tratamento, a epididimite passa para a fase crônica, durante a qual a dor do apêndice durante a palpação permanece.

O tratamento consiste em tomar antibióticos prescritos pelos resultados de testes, vitaminas, anti-inflamatórios. Com abscessos, supurações, torções, recidivas frequentes e obstrução do apêndice, é utilizada a intervenção cirúrgica.

Nanovein  Abelha tratamento para varizes comentários

Orhit

O diagnóstico de orquite é feito com inflamação dos testículos. A causa mais perigosa da patologia é a caxumba. Essa doença viral afeta primeiro as glândulas salivares e pode levar a complicações nos testículos.

No final do período de incubação, um inchaço pronunciado aparece na região da mandíbula, a temperatura aumenta e, após 3-4 dias, o inchaço fica quente e os testículos começam a doer (um ou ambos).

A terapia consiste em observar o repouso no leito e uma dieta especial, tomar medicamentos anti-inflamatórios, analgésicos e corticosteróides. Com a orquite comum causada por agentes infecciosos menos perigosos, o testículo também fica inchado, doloroso, mas um curso de antibióticos e drogas anti-inflamatórias ajuda rapidamente a aliviar o inchaço e reduzir a dor. Medicamentos na forma de velas são eficazes.

Tanto a orquite quanto a epididimite, com a disseminação da inflamação, evoluem para orchoepididimite – uma lesão síncrona do testículo e seu apêndice.

Doenças da próstata

A patologia da próstata pode causar dor nos testículos: prostatite, adenoma (hiperplasia) ou um tumor maligno. Um sintoma que aponta para a próstata como a principal fonte do problema é a irradiação da dor na região lombar, na perna e no abdômen.

Em um processo inflamatório agudo na próstata, a dor ocorre espontaneamente, é paroxística, picada, se acalma após o uso de analgésicos. No contexto da prostatite crônica, o desconforto é sentido de maneira difusa em todo o escroto e geralmente é provocado por um ato de defecação, micção e ejaculação. A dor do desenho nesse caso pode durar de 2 a 3 horas e depois desaparece.

A eficácia do tratamento da prostatite infecciosa depende da determinação correta do patógeno e do regime de medicamentos prescritos. A patologia de natureza não infecciosa é freqüentemente causada por processos estagnados ou interrupções hormonais, que na maioria dos casos são corrigidos com sucesso medicamente e com a ajuda de suplementos alimentares.

Neoplasma

Neoplasias benignas na região inguinal raramente se manifestam como sintomas de dor, uma ameaça potencial à saúde é apenas sob certas condições. Tumores testiculares malignos são diagnosticados em apenas 5% dos casos, mas são extremamente agressivos.

Hérnia inguinal

A hérnia inguinal ocorre quando uma parte do intestino é projetada para o canal formado pelas fibras musculares. Uma característica distintiva da educação é uma mudança de tamanho, dependendo da posição do corpo e da atividade física. Uma pequena hérnia pode subir de volta para o canal, mas à medida que progride, desce para o escroto, aderindo ao testículo.

A protuberância hernial periodicamente dói (puxa), às vezes ocorre um retorno ao abdome inferior, à superfície interna da coxa e até à parte inferior das costas. Dor intolerável, na qual é impossível se mover, indica uma hérnia esmagada. Essa condição requer hospitalização urgente, pois, com um distúrbio circulatório prolongado, está repleta de necrose do trato intestinal.

O tratamento da hérnia é apenas cirúrgico; na maioria dos casos, métodos minimamente invasivos são aplicáveis. Nos homens adultos, as saliências formadas por métodos conservadores (principalmente folclóricos) não podem ser removidas.

Cistos

O cisto testicular geralmente está localizado no epidídimo ou no cordão espermático. Na maioria dos casos, não se manifesta com sinais clínicos e é detectada apenas durante os exames. A dor no testículo direito em homens devido a cistos raramente ocorre, principalmente no testículo esquerdo. Isto é devido às características anatômicas do corpo masculino. Se a formação progredir e crescer mais de 3 cm, os seguintes sintomas aparecerão:

  • a atividade física é acompanhada de dor e até espasmos no testículo, geralmente dando para a perna;
  • o escroto no lado do cisto aumenta de tamanho, um tumor mole é palpado através da pele;
  • com a inflamação do cisto, a dor no testículo se intensifica, começa a disparar e pulsar.

Um aumento e inflamação do cisto estão repletos de ruptura do cisto e expiração do conteúdo na cavidade do escroto. A formação é removida por um método cirúrgico, mas em alguns casos é utilizada escleroterapia ou punção (repleta de recidivas – o crescimento do cisto pode retomar).

Patologias vasculares e neurológicas

Distúrbios no trabalho dos vasos sanguíneos e linfáticos, bem como danos às terminações nervosas, podem causar dores nos testículos.

Varicocele

O diagnóstico de "varicocele" é feito com varizes localizadas no escroto (plexo vesicular). Normalmente, as válvulas venosas impedem o movimento reverso do sangue desperdiçado e seu funcionamento é prejudicado pela varicocele. Como resultado, o sangue é removido do testículo lentamente, inflando as paredes das veias. As principais causas da patologia: uma predisposição genética para varizes, aumento da pressão na veia, decorrente de sua sobrecarga ou violação.

Nanovein  Coxas varicosas

A varicocele geralmente se desenvolve à esquerda, à direita é extremamente rara. Lá fora, do lado da veia danificada, com o tempo, uma mudança no alívio da pele do escroto se torna perceptível. Nos estágios iniciais, a varicocele é assintomática, manifestando-se como formigamento periódico durante o exercício; é possível pulsar na parte posterior do testículo ou abaixo dele. Em seguida, é adicionada uma constante sensação desagradável de peso no escroto. Durante o sexo ou com excitação, dores, dor surda, dor nas costas aparecem.

Hidrocele

A hidrocele, também chamada de hidropisia testicular, também pode causar dor na virilha. A patologia se desenvolve devido ao acúmulo de líquido no espaço entre as conchas do testículo. É provocado por lesões, infecções sexualmente transmissíveis, cargas excessivas. Às vezes, basta apertar o testículo durante um longo passeio de bicicleta. Na fase aguda da hidrocele, o testículo incha, é doloroso ao toque, uma vedação suave é sentida sob a pele. Provavelmente um aumento na temperatura geral e fraqueza. Sem tratamento, a patologia entra na fase crônica, a dor aguda diminui, dando lugar à dor.

  • hérnia escrotal;
  • supuração;
  • atrofia testicular;
  • infertilidade;
  • impotência.

As táticas de tratamento dependem da causa raiz da patologia identificada durante o diagnóstico. Se houver um processo inflamatório, antibióticos são usados, sendo prescrito um curativo especial. Com dor intensa, a ameaça de atrofia testicular e um grande volume de acumulações, uma operação é realizada.

Neurologia

As causas de dor nos testículos nos homens podem ser causadas por danos nos nervos do plexo lombar da coluna vertebral, responsáveis ​​pela inervação da região anogenital. A propagação unilateral da dor na perna, nádega e região lombar é característica. Por exemplo, quando o testículo esquerdo dói, o recuo vai para o lado esquerdo. Nesse caso, a sensibilidade dos dedos é frequentemente violada. Essas manifestações podem ser sinais de neuralgia ileo-inguinal ou femoral.

O diagnóstico e o tratamento dessa dor pélvica crônica são de responsabilidade dos neurologistas. Uma tomografia computadorizada ou ressonância magnética ajudará você a descobrir qual nervo está comprimido. Após o que o médico prescreverá terapia conservadora com o objetivo de descomprimir a extremidade danificada. Em alguns casos, a cirurgia pode ser necessária.

Outras razões

Dor na região inguinal pode ocorrer no contexto da urolitíase com o movimento de grãos de areia ao longo do ureter. Sintomas adicionais são característicos:

  • cãibras durante a micção e queima residual após ela;
  • impurezas do sangue na urina;
  • micção freqüente, como na cistite.

Os ataques de dor se intensificam após o consumo de álcool, atividade física ou durante a relação sexual. Tratamento conservador (fisioterapia, medicação, dieta) ou tratamento cirúrgico (se necessário, extração de pedras grandes ou bloqueio do ureter).

O desconforto no escroto, em alguns casos, é provocado pela excitação sexual não realizada, ou seja, quando a corrida de sangue para os órgãos genitais não termina com um orgasmo. Em alguns homens, isso reduz os testículos, o que causa dor intensa. O problema pode ser resolvido através da ejaculação ("finalização"), bem como tomando uma pílula de analgésicos.

Os testículos também podem ficar doentes devido a insuficiência hormonal devido ao uso de esteróides sintéticos, em particular o Turinabol. Isso é evidenciado por inúmeras análises de atletas. Sintomas adicionais:

  • fraqueza, dor de cabeça;
  • resistência reduzida;
  • aumento de temperatura;
  • o aparecimento de acne "testosterona" vermelha escura;
  • comichão e erupção cutânea no corpo;
  • redução testicular, inflamação da próstata.

A dor no escroto é possível devido à hipotermia banal, na qual ocorreu o vasoespasmo. Depois de algum tempo, o desconforto desaparece. Um resfriado pode provocar o desenvolvimento de uma infecção, depois a dor se intensifica devido à inflamação.

O desconforto no escroto sempre alarma homens de qualquer idade, mas nem todos recorrem a um urologista. Não é razoável procurar a causa e se automedicar, concentrando-se nos sintomas que a acompanham, nessa situação. Infertilidade e impotência podem não ser as piores consequências.

Lagranmasade Portugal