Ampolas para varizes

As injeções de varizes nas pernas são realizadas como parte de um procedimento chamado escleroterapia ou escleroterapia. O método é relativamente novo, minimamente invasivo, atraumático. Sua essência é colar as paredes venosas problemáticas, bloquear o movimento do sangue pelas veias afetadas.

A esclerose é uma boa operação alternativa, pois não há período de reabilitação, o paciente volta ao normal imediatamente, a manipulação é rápida, fácil e simples, se o médico observar todas as prescrições e dosagens do medicamento.

As varizes são facilmente eliminadas sem cirurgia! Para isso, muitos europeus usam Nanovein. Segundo os flebologistas, este é o método mais rápido e eficaz para eliminar varizes!

Nanovein é um gel peptídico para o tratamento de varizes. É absolutamente eficaz em qualquer estágio da manifestação de varizes. A composição do gel inclui 25 componentes curativos exclusivamente naturais. Em apenas 30 dias de uso deste medicamento, você pode se livrar não apenas dos sintomas das varizes, mas também de eliminar as conseqüências e a causa de sua ocorrência, além de impedir o re-desenvolvimento da patologia.

Você pode comprar Nanovein no site do fabricante.

Indicações para escleroterapia

As injeções para varizes são indicadas se uma pessoa tiver problemas com as pernas, como:

  • Veias ou malhas de aranha;
  • Varizes, quando a cirurgia é contra-indicada, e terapia conservadora não traz resultados;
  • Complicações após a remoção – uma técnica clássica para esticar as veias das pernas.

Características da esclerose

  • Antes do procedimento, o paciente deve ser submetido a um ultrassom das pernas para que o flebologista possa avaliar a condição das veias e dar o aval para a escleroterapia.
  • Com extensas áreas afetadas, é impossível se livrar das veias inflamadas em uma sessão. Uma pessoa deve estar preparada para o fato de que talvez ele precise de até 1 procedimentos para se livrar completamente das varizes.
  • O paciente não sente dor durante a injeção de uma veia com varizes. A única coisa que pode lhe causar transtornos é uma sensação de queimação, que logo passa.

Preparando-se para o procedimento

Para que a esclerose seja bem-sucedida e sem efeitos colaterais, o paciente deve seguir algumas regras:

  1. 3 dias antes da manipulação, pare de tomar medicamentos hormonais, não esteróides e anti-inflamatórios que afetam o processo de coagulação sanguínea;
  2. 2 dias antes do procedimento, não beba álcool, não fume;
  3. Não execute vários procedimentos cosméticos que podem ferir a pele das pernas.

Escleroterapia

  1. Com uma caneta de ponta de feltro, um especialista observa o curso das veias dilatadas, de modo que, após a admissão do medicamento, elas são pressionadas com compressas especiais criadas para escleroterapia ou guardanapos.
  2. Se as veias estão dilatadas, mas são profundas sob a pele e o especialista não as vê visualmente, ele palpa e também examina as extremidades inferiores usando uma máquina de ultrassom.
  3. O paciente está deitado no sofá, as pernas devem estar em boas condições. O especialista realiza um teste alérgico. A substância é injetada sob a pele. Se após 1 hora não houver vermelhidão, as varizes podem ser tratadas com escleroterapia.
  4. O médico injeta uma seringa especial com uma agulha na veia dilatada e injeta uma preparação espumosa. O medicamento age de tal maneira que as paredes da veia se unem, o sangue para de fluir através delas e, assim, o problema foi resolvido.
  5. No momento da passagem da espuma pela veia, o médico usa uma máquina de ultrassom para ver como o medicamento está se movendo, se o procedimento está indo corretamente.
  6. No final da manipulação, o médico envolve a perna doente com um curativo especial, fixa bem o membro inferior. Solicita ao paciente que trabalhe ativamente com o pé (mova-o para cima e para baixo).
  7. No topo da bandagem, o especialista coloca meias de compressão nas quais a pessoa deve caminhar por 1 semana sem removê-la.
  8. Não há reabilitação após a escleroterapia como tal. O paciente sai do hospital após meia hora. Dentro de 40 minutos após a manipulação, uma pessoa deve andar em um ritmo acelerado. Isso e todas as instruções para ele.
  9. As meias de compressão são removidas após uma semana e, em seguida, uma varredura duplex das duas pernas é realizada novamente; o médico examina as veias profundas para garantir que não haja trombose.

Durante o procedimento, não ocorre muita colagem da veia, mas uma alteração na parede e sua transformação em fibrose, após o que se fecha completamente. Esta não é uma ligação mecânica simples, são mudanças durante as quais a parede se transforma em tecido fibroso e fecha.

Os benefícios das injeções de varizes

A esclerose tem muitas vantagens sobre outros métodos de tratamento de varizes nas pernas:

  1. O conforto e a indolência do procedimento, em contraste com a cirurgia. A agulha inserida sob a pele é muito fina, uma pessoa pode nem sentir.
  2. Tempos de reabilitação rápidos. O paciente retorna à vida normal no mesmo dia, não é necessário observar repouso ou sentar-se em licença médica.
  3. Um maravilhoso efeito cosmético – sem cicatrizes, cicatrizes após esclerose são observadas.
  4. Preço relativamente baixo em comparação com outros tipos de tratamento.
  5. Resultados positivos após o primeiro procedimento.

Abordagens de Escleroterapia

Existem 2 maneiras de conduzir a esclerose venosa:

  1. Quando o medicamento é administrado, o pé é enfaixado e a pessoa é liberada.
  2. Quando, com uma diferença de 5 minutos, é introduzida outra dose do fármaco que melhora a ação da preparação da espuma, sua interação com as paredes dos vasos. A administração dupla da droga é realizada com danos nas veias grandes.

Controle de veias das pernas após escleroterapia

Após o paciente ser submetido ao tratamento de varizes com injeções, ele deve:

  • Uma semana depois, parecia ser um flebologista-cirurgião que fazia manipulação médica;
  • Após mais 2 meses, procure um especialista para fazer um exame para garantir que o fluxo sanguíneo não seja retomado pela veia do problema anterior;
  • 1 ano após a cirurgia minimamente invasiva, consulte um flebologista para verificar se o especialista avalia o estado geral das pernas: a doença está progredindo ou novos vasos dilatados apareceram em outros lugares?

Se o médico encontrou novos focos de varizes, ele prescreve uma terapia repetida para o paciente. Pode ser novamente injeções ou cirurgia.

Nanovein  Como curar um esporão do calcanhar rapidamente em casa

Limitações da esclerose, efeitos colaterais

Injeções de varizes nas pernas são tão eficazes quanto a cirurgia. Mas os médicos se recusam a realizar o procedimento de escleroterapia nos seguintes casos:

  • Com varizes nas fases posteriores;
  • Com varizes na área dos pés. Então o procedimento é perigoso;
  • Mulheres grávidas
  • Pacientes com doença cardíaca, válvulas cardíacas subdesenvolvidas.

Os efeitos colaterais após a esclerose são raros. Na maioria das vezes, esse é o aparecimento de pigmentação, que desaparece após algumas semanas. Em casos raros (se o médico não seguir a dosagem do medicamento), uma pessoa pode sentir náusea, vômito, desmaio e problemas de visão, tromboflebite ou trombose venosa profunda.

Mas, mais uma vez, deve-se repetir que complicações tão graves são extremamente raras. Se o médico conhece o seu trabalho, antes de executar o procedimento, ele examina as pernas doentes, realiza testes de reação alérgica, faz a dosagem correta do medicamento e as pessoas não sofrem complicações após a manipulação.

Portanto, antes de concordar com o tratamento de varizes com injeções, você precisa saber sobre a experiência do flebologista-cirurgião que faz análises sobre ele.

Custo do procedimento

Os preços das injeções médicas para varizes nas pernas diferem em cada clínica. Tudo depende do nível do hospital, dos especialistas que conduzem a operação, bem como do pacote de serviços pagos. De fato, em algumas clínicas, você precisa pagar separadamente por materiais adicionais usados ​​durante a manipulação, por ultrassom.

E em outras instituições médicas, a preparação inicial do paciente e todo o material já foram calculados no custo. Portanto, o custo de uma única sessão de injeção varia entre 150 e 200 euros. Se o médico prescrever 5 sessões, o preço de todo o tratamento será de 750 a 1 euros.

À pergunta: “É perigoso tratar varizes com injeções” os flebologistas respondem categoricamente como “Não”. Eles têm certeza de que a ameaça em outro é ignorar o problema das varizes. Afinal, com o tratamento prematuro da doença, são possíveis complicações como tromboflebite, trombose e úlceras tróficas.

E se um especialista trata uma veia com escleroterapia, reduz o risco para o paciente. Afinal, uma veia não funciona de qualquer maneira, cria más condições para a circulação sanguínea. Portanto, é necessário se livrar dele.

Tratamento eficaz para varizes com injeções

A medicina moderna utiliza um método de injeção para o tratamento de varizes. Injeções de varizes nas pernas são uma boa alternativa de tratamento ao método cirúrgico, ou usando um laser. Na maioria das vezes, os medicamentos que aumentam o fluxo sanguíneo e os diluentes são usados ​​para tratar a estagnação do sangue. Com a falta de vitaminas no corpo, o médico prescreve conta-gotas para uma absorção mais rápida.

As principais causas de varizes

As injeções de varizes nas pernas são recomendadas para pessoas com os seguintes problemas:

  • a presença de veias ou redes de aranha;
  • varizes, se o tratamento conservador não ajudar, e a terapia cirúrgica for contra-indicada;
  • o aparecimento de complicações após o método de esticar veias.

Importante: O tratamento de varizes com injeções pode ser um procedimento independente ou fazer parte de um complexo de terapia.

Os médicos acreditam que as causas das varizes são a hereditariedade. Se uma mãe, avó ou alguém da linhagem masculina tiver varizes, essa doença poderá ser herdada. Nesse caso, não importa onde os parentes tenham varizes: a doença pode ocorrer nas pernas, na virilha, no ânus.

Importante: Se houver um gene que forneça uma parede venosa fraca, ele poderá se expressar a qualquer momento.

As injeções para varizes das extremidades inferiores também podem ser usadas para terapia em outros locais do corpo.

Como as injeções funcionam?

As injeções nas veias com varizes têm um efeito positivo. O medicamento injetado, esclerosante, destrói o endotélio das paredes da veia, formando uma queimadura química no local da injeção. Ocorre inflamação asséptica da parede venosa. Após a sessão, é fixado um curativo elástico compressivo, o que ajuda a aproximar as paredes inflamadas da veia e grudar. Um buraco na veia perde rapidamente sua capacidade de passar sangue. Como resultado, o fluxo sanguíneo segue uma rota alternativa através da rede colateral de veias. Depois de algum tempo, a veia desaparece e em seu lugar há tecido conjuntivo.

Tipos de procedimentos

O procedimento para o tratamento de varizes com injeções também é chamado escleroterapia e existe na medicina há mais de 100 anos. Esclerose das veias durante a sua existência reabastecida com vários tipos:

  • microscleroterapia; É um procedimento cosmético em maior medida: é usado para eliminar as veias e redes de aranha;
  • escleroterapia com espuma; utilizado para o tratamento de grandes vasos dilatados; uma substância é introduzida na forma de espuma, que entra em contato com as paredes da veia e é rapidamente absorvida, o que contribui para o tratamento rápido;
  • co -ugulação (remoção a laser); o método mais indolor, pode ser prescrito com asteriscos dos vasos sanguíneos ou no caso de grandes veias dilatadas.

Dica: Independentemente do método de tratamento, antes de começar, você precisa passar por um exame médico e obter uma consulta médica.

Contra-indicações e efeitos colaterais

As injeções contra varizes são contra-indicadas nas seguintes categorias:

  • mulheres durante a gravidez e lactação;
  • pessoas com manifestações alérgicas dos componentes do tratamento;
  • sofrendo de tromboflebite ou trombose das veias das pernas;
  • doente com diabetes;
  • pacientes com doença cardíaca;
  • pessoas com doenças de pele na fase de inflamação;
  • pessoas com aterosclerose das extremidades inferiores.

Os efeitos colaterais da terapia de varizes com injeções podem incluir:

  • queimação e dor no local da injeção;
  • erupções alérgicas;
  • tonturas e náuseas;
  • impulsos eméticos;
  • deficiência visual;
  • tromboflebite ou trombose de vasos profundos.

Os efeitos colaterais são extremamente raros, principalmente eles aparecem na forma de pigmentação na pele, que desaparece dentro de algumas semanas.

Importante: No estágio grave da doença, o médico pode prescrever conta-gotas para varizes das extremidades inferiores, que fornecem um fluxo rápido de medicamentos no corpo para aliviar a condição.

Venotonics

Os medicamentos venotônicos são prescritos por um médico para fortalecer as paredes dos vasos sanguíneos, melhorar a circulação sanguínea e remover coágulos sanguíneos.

Os agentes venotônicos mais populares atribuídos aos médicos são:

Para que os venotônicos produzam resultados positivos máximos, eles devem ser usados ​​em combinação com medicamentos para afinar o sangue.

Diluentes de sangue

As varizes são frequentemente acompanhadas de coagulação e coágulos sanguíneos. Para eliminar a presença de coágulos nos vasos, o médico prescreve medicamentos para afinar o sangue.

As injeções de varizes nas pernas em combinação com medicamentos para afinar o sangue trazem o efeito máximo do tratamento.

Nanovein  Plantas contra varizes

O grupo de anticoagulantes inclui:

  • aspirina, vitamina C, ácido acetilsalicílico;
  • fenilina;
  • carrilhões;
  • varfarina.

Importante: Se as paredes venosas do paciente são fracas, o tratamento com agentes venotônicos e afinadores do sangue é realizado sob a supervisão de um médico.

A intervenção cirúrgica

Se a cirurgia é necessária para eliminar varizes, o flebologista decide após um exame minucioso e os diagnósticos necessários.

Nas varizes do primeiro estágio e do segundo inicial, são utilizadas injeções venosas. Estágios mais avançados da doença podem envolver tratamento cirúrgico de varizes.

Ao tratar cirurgicamente varizes, os seguintes princípios são distinguidos:

  1. Eliminação da patologia causada pela descarga de sangue nas veias superficiais das profundezas;
  2. Eliminação de vasos sanguíneos superficiais que foram dilatados com varizes;
  3. Condução de operações pelo método tradicional.

Qualquer tipo de operação busca um objetivo: a remoção das áreas afetadas das veias superficiais nas quais a estagnação é observada.

É aconselhável tratar varizes com a ajuda de injeções nos estágios iniciais da doença, em caso de impossibilidade de intervenção cirúrgica ou se a malha venosa cobrir uma área excessivamente grande da superfície da pele.

Escleroterapia – tratamento de varizes sem cirurgia: Vídeo

Injeções eficazes para varizes nas pernas

As injeções de varizes nas pernas são uma alternativa eficaz à terapia cirúrgica e a laser. Várias abordagens para o tratamento desta doença por injeção têm como objetivo uma cura completa ou acelerar a reabilitação.

As injeções de varizes nas pernas são uma alternativa eficaz à terapia cirúrgica e a laser.

Classificação

Com a expansão das veias das extremidades inferiores, são utilizados os seguintes medicamentos:

  1. Os venotônicos são agentes que tonificam e fortalecem a parede vascular, reduzem a permeabilidade das veias e, como resultado, inchaço e peso nas pernas. Os venotônicos são usados ​​ao primeiro sinal de varizes para impedir seu desenvolvimento e melhorar a saída de sangue venoso.
  2. Anticoagulantes e agentes antiplaquetários alteram a viscosidade do sangue, impedem a formação de coágulos sanguíneos. Os anticoagulantes incluem Heparina, Fraxiparin e Hirudin. Esses medicamentos inibem a enzima da coagulação – trombina.

Os medicamentos desses grupos não são capazes de curar as varizes por conta própria. Eles são usados ​​para impedir o desenvolvimento de complicações e recidivas da doença, na preparação para a cirurgia e durante a reabilitação após ela.

O tratamento de varizes com injeções é utilizado se se trata dos estágios iniciais do desenvolvimento da doença, quando a intervenção cirúrgica é impossível ou a malha venosa cobre uma superfície muito grande da pele.

O tratamento de varizes com injeções é usado se a malha venosa cobrir uma superfície muito grande da pele.

Os esclerosantes são usados ​​diretamente no tratamento de varizes – substâncias que destroem o endotélio vascular, o que primeiro leva a um estreitamento e depois ao fechamento completo da veia. Dependendo do mecanismo de ação, os esclerosantes são divididos nas seguintes categorias:

  1. Detergentes – substâncias tensoativas que atuam em pequenas doses e na exposição ultracurta. Eles destroem proteínas endoteliais, mas não ativam a formação de trombos. Estes são os esclerosantes mais seguros e eficazes. Os mais populares deles são Fibro Wayne, STS, POL.
  2. As soluções osmóticas têm um efeito prejudicial diretamente nas células endoteliais. Esses medicamentos requerem uma exposição longa (de 3 a 30 minutos) e alta concentração.
  3. Significa um efeito corrosivo à base de iodo ou cromo, causando extensos danos mecânicos não apenas ao endotélio, mas também à camada muscular dos vasos venosos.

Os esclerosantes são usados ​​não apenas para remover veias patologicamente dilatadas para varizes, mas também para resolver problemas estéticos. Por exemplo, eles ajudam a remover as veias das aranhas nas pernas.

Os esclerosantes são usados ​​diretamente no tratamento de varizes. Por exemplo, detergentes.

Escleroterapia

Se os venotônicos são úteis para os vasos sanguíneos, a escleroterapia é sua destruição para fins medicinais. A técnica consiste em introduzir uma substância prejudicial no vaso. O procedimento é realizado sob controle com a ajuda de equipamentos especiais.

Este método é mais eficaz para o tratamento de varizes dos grandes vasos.

Utilizam-se microscleroterapia, escleroterapia clássica seguida de compressão ou a introdução de um esclerosante no estado de espuma. A espuma está em melhor contato com a superfície do endotélio e permite que qualquer veia seja submetida ao procedimento, independentemente do diâmetro do vaso.

Para melhorar a microcirculação sanguínea com varizes das extremidades inferiores, Trental é usado, cuja substância ativa é a pentoxifilina. A droga tem um efeito vasodilatador, reduz a viscosidade e a coagulabilidade do sangue, evita a formação de coágulos, tem um efeito positivo no estado dos glóbulos vermelhos.

Para melhorar a microcirculação sanguínea com varizes das extremidades inferiores, Trental é usado.

Com a introdução do medicamento por via intravenosa para o tratamento de varizes, a circulação sanguínea nas extremidades inferiores é estimulada e as sensações de dor diminuem devido ao relaxamento das paredes dos vasos. Trental tem um efeito anticonvulsivante.

Nas varizes, a esclerose é frequentemente realizada com um medicamento Fibro-Wayne contendo tetradecil sulfato de sódio. A droga causa inflamação, seguida pela coagulação das proteínas endoteliais e irritação das células musculares lisas das paredes vasculares. Isso primeiro leva a uma diminuição no diâmetro da veia e depois ao fechamento completo de seu lúmen. Um vaso coalescente é ainda modificado devido à proliferação de tecido conjuntivo.

O Fibro-Vane é utilizado para varizes no estágio inicial ou moderado, sem complicações e com boa permeabilidade dos vasos.

Injeção de heparina

A heparina é um anticoagulante de ação direta. Em pequenas doses, é utilizado para prevenir a formação de coágulos sanguíneos após o tratamento cirúrgico de varizes e trombose venosa profunda, para o tratamento da tromboflebite.

O uso de heparina em alta concentração com varizes ajuda a dissolver coágulos sanguíneos nas veias periféricas.

A heparina suprime a trombina e retarda a formação de fibrina imediatamente após a administração intravenosa. O efeito dura 4-5 horas. O uso do medicamento em altas concentrações com varizes contribui para a dissolução de coágulos sanguíneos nas veias periféricas.

Contra-indicações

Contra-indicações para o uso de técnicas de injeção para a expansão de veias das extremidades inferiores são:

  • a presença de focos de inflamação purulenta localizados na pele das pernas;
  • gravidez, lactação. Uma exceção é a heparina, que é frequentemente usada para prevenir trombose em mulheres grávidas e lactantes;
  • flebite e tromboflebite;
  • intolerância individual a drogas.

Possíveis complicações

Injeções intravenosas para varizes podem causar o desenvolvimento de flebite, tromboflebite, trombose de vasos venosos profundos. Talvez o desenvolvimento de reações alérgicas aos componentes dos medicamentos.

O uso de esclerosantes de alta qualidade com administração precisa não leva a danos nos tecidos. Injeções intravenosas incorretamente realizadas para varizes podem causar o desenvolvimento de processos necróticos na pele.

Lagranmasade Portugal